Comprou um carro usado: 6 dicas para não ter dor de cabeça

Não tinha dinheiro para comprar um zero-quilômetro e optou por um usado? Mesmo sendo de procedência, é necessário fazer uma revisão

Por Boris Feldman18/04/19 às 19h30

Mesmo se o carro usado que você comprou estiver bem conservado, não basta apenas abastecê-lo e rodar com ele. É necessário verificar verificar vários componentes para não ter dor de cabeça.

[TRANSCRIÇÃO]

Se a grana tava curta e não deu para levar um carro zero e você optou por um usadinho joia, vão aqui seis dicas para você não ter aborrecimentos no futuro.

A primeira, trocar todos os filtros: de ar, óleo, combustível e de cabine. Segundo: trocar o óleo do motor, procurando manter a marca usada pelo dono anterior. Terceiro: lembre-se de pedir a chave reserva, porque hoje é caro e difícil refazer a chave original.

Quarta dica: procure saber se esse carro usado foi chamado para recall, e se o dono anterior levou-o para o reparo gratuito – lembre-se que trata-se de um componente de segurança!

Quinta dica: não se esqueça de formalizar, junto ao Detran, a transferência de propriedade. Passou de 30 dias, multa e ponto no prontuário.

Finalmente, sexta dica: verifique a data de fabricação dos cinco pneus, lembre-se que eles têm validade de apenas seis anos.

Carro usado
Foto Shutterstock
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário