Como emudecer a cantoria do freio?

Fenômeno foi longamente pesquisado pelos engenheiros da indústria automobilística e muito se apanhou até sua descoberta

Por BORIS FELDMAN30/11/16 às 18h51

Leitor da coluna diz que, ao pisar no freio, vem um assovio lá das rodas. Já foi duas vezes à oficina e o mecânico já fez de tudo: lixou a pastilha, arredondou as quinas e outras tentativas, todas frustradas. A cantoria não termina…

Pois então, vai aqui uma dica quase infalível que até mesmo alguns especialistas no assunto desconhecem, pois esta cantoria, ao contrário do que quase todos imaginam, nem sempre é provocada pelo atrito entre as pastilhas e os discos de freio . E por isso não adianta lixar as pastilhas…

Este ruído é realmente provocado pela pastilha, mas não pelo atrito com o disco, mas pela vibração provocada por este atrito. Ao vibrar, sua parte traseira, dentro da pinça do freio, está encostada em um pistão. Exatamente aquele que a empurra contra o disco e assim se reduz a velocidade do carro.

Ora, é justamente essa vibração da pastilha contra o pistão que tem uma frequência e amplitude tais que, em geral, provocam este desagradável assovio. Este fenômeno foi longamente pesquisado pelos engenheiros da indústria automobilística e muito se “apanhou” até sua descoberta.

A solução é simples: basta isolar a pastilha do tal pistãozinho para evitar a vibração provocada pelo contato entre os dois, problema resolvido com a aplicação de uma resina protetora aplicada na traseira da pastilha. Essa resina absorve a vibração e anula a “cantoria”.

Mas, por que só alguns carros assoviam? Porque a maioria dos mecânicos desconhece a função desta resina, acham que ela é aplicada somente para proteger a pastilha na embalagem, até o momento de ser utilizada. E a retiram…

Mas, como corrigir este problema num carro que já teve a resina retirada pelo mecânico?

Basta isolar a traseira da pastilha, aplicando ali um disquinho de feltro ou um pedaço de pano bem fininho para eliminar a vibração e emudecer o freio “lírico”…


Boris Responde

Tem alguma dúvida sobre o funcionamento do seu carro? O que vai melhor no carro flex: gasolina ou etanol? Quando substituir o cinto de segurança? Com que frequência trocar o óleo do motor? O Boris responde essas e outras dúvidas. Digite sua pergunta na caixa abaixo.


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário