Motor flex pode não reconhecer a gasolina ou o etanol?

Dizem por aí que o carro flex pode se acostumar com o um dos combustíveis. E, quando se abastece com o outro, o motor não reconhece. Isso é verdade?

Por BORIS FELDMAN28/07/18 às 07h30

Você compra um carro flex, mas só abastece com etanol ou gasolina. Mas, aí alguém te deixa receoso dizendo que o motor já está acostumado um combustível e, por isso, terá problema quando alternar para outro. E, aí, é mais uma das lendas da internet?

[TRANSCRIÇÃO]

O carro flex já existe há mais de 10 anos, mas ainda rolam diversos mitos sobre ele por aí, principalmente na internet. E um deles, que deixa muita gente em dúvida, é o que diz que o motor se acostuma, entre aspas, a um combustível.  E algumas pessoas perguntam: “eu sempre uso gasolina durante meses ou anos, se eu mudar para o etanol eu vou ter problemas no seu funcionamento ou vice-versa?” Ou, “eu só usava etanol, agora ficou mais em conta abastecer com gasolina, será que eu vou ter problemas no funcionamento do motor?”

Nada disso, o carro flex foi feito para funcionar com qualquer um dos dois combustíveis. E pode ser abastecido só com gasolina, ou só com etanol, ou com uma mistura dos dois durante meses ou anos. Se um dia o dono resolver mudar de combustível, o motor tem que continuar funcionando perfeitamente, pois a central eletrônica ajusta o motor automaticamente para o combustível. Se ela estiver falhando nessa missão o problema pode ser de uma tal de sonda lambda, que é um sensor que fica no escapamento e percebe qual combustível está sendo queimado no motor, se etanol ou se é gasolina. Se essa sonda lambda estiver com problema, ela não vai informar a central eletrônica, e aí o motor não vai funcionar bem. Pois, está regulado para um combustível e na verdade está vindo um outro do tanque.

flex
Foto | Shutterstock

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

54 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • eurima dantas wanderley 17 de outubro de 2018

    Tenha um celta 2009/10 e estou com ele ha 5 anos e só coloco gasolina. fui no posto e perguntei se dava algum problema e o frentista disse que sim, mas coloquei alcool e não mudou em nada o funcionamento, tudo perfeito.

  • Felipe Júnior 4 de outubro de 2018

    Eu posso está misturando álcool com gasolina em um carro Flex que estava rodando só na gasolina ? Ou ele terá problema para funcionar ..

  • Jardel 8 de setembro de 2018

    Nossa gente Brasileira quanto mito,medos, dúvidas se é flex, fabricado para os dois gás ou álcool um ou outro, ou misturado tanto faz nenhum mal faz, se fez opções a porcaria do carro que está com problema ou então o combustível. Mais nunca por causa da mistura.

  • Marcelo 29 de julho de 2018

    Tenho um Astra hatch advantage 2011 atualmente com 40.000 km. Sempre abasteci com gasolina ou álcool ou uma mistura de ambos e nunca tive problemas, procuro sempre manter meu carro em dia com manutenções periódicas necessárias, talvez por isso eu nunca tenha tido problemas conforme relatados acima. O Agile também é outro carro que não dá problemas com relação ao abastecimento.

  • Itamar 29 de julho de 2018

    Temos um corsa econoflex 2007.colocar alcool é problema na certa pra pegar de manhã. Tem que bater a chave umas 3 ou 4 vezes e rezar. Mecanico algum resolveu

    • Rogério 30 de julho de 2018

      Tenho o mesmo carro e mesmo problema,vou puxar um fio direto do motor de partida a frio como nos carroz a alcool antigos.Vergonha essa GM.

    • Rogério 30 de julho de 2018

      Olhando aqui o problema maior é dos carros da GM,no caso o meu Corsa econoflex não pega de geito nenhum com etanol,vou tentar um interruptor manual na partida a frio para injetar a gasolina,se o modulo não reconhece o etanol o motor de partida a frio não entra em funcionamento,daí não pega.Grande Merda =GM.

      • Luciano 31 de agosto de 2018

        Li em um artigo que, se o carro abastecido com etanol tiver no tanque ainda gasolina que ultrapasse 9% do volume o sistema entende que não precisa injetar gasolina na partida a frio!

        Passei por isso, mas descobri somente depois de ter trocado a sonda lambda do meu celta 2010.

        No Vectra sempre utilizei uma parte de gasolina e outra de etanol, quando fiz no celta ele rejeitou.

        Quando baixou o tanque, enchi somente com etanol, nunca mais tive problemas! Partida sempre ativa o injetor!

        Abraço

  • Allysson 29 de julho de 2018

    Tenho um gol G4 e durante um ano usei álcool e quando voltei ele para gasolina o carro só liga depois de virar a chave umas 10 vezes, depois disso ele anda normal. Deixei ele duas semanas na Volkswagen para investigar o problema, foi testado sonda, central e rastreamento várias vezes até hoje não teve solução. Então só rodo no álcool para não ter problema. Se alguém conseguir resolver isso aí me informe por favor.

  • Cleibio "CG" 29 de julho de 2018

    Na prática tem exceções, comprei um Corsa Classic Zero 2011 completei o tanque de combustível com gasolina e /Etanol, e na mesma semana peguei estrada rodando 2 mil Km, durante à viagem coloquei mais gasolina, chegando em casa na volta completei apenas com Etanol e o carro não funcionou mais, liguei para garantia e deu “mudança brusca de combustível”, não ficou legal depois disso: Então fiz mudança brusca radical de marcas, peguei um Siena! Kkkk

  • Antonio Santana 29 de julho de 2018

    Os Fabricante fala que isso não acontece na mudanca de combustivel,mas na realidade pode realmente o veiculo não pegar e tem que entrar com o Scanner. Nem sempre prescisa substituir nenhuma peça. Nós aconselhamos após a mudança de combustivel nunca deixar no maximo da reserva e andar uns 10km antes de desligar o veiculo,para nao acontecer o não reconhecimento do combustivel. Abraço.

  • Fabio 29 de julho de 2018

    Usei alcool durante um ano em uma Montana, quando coloquei gasolina, foi direto p oficiana, afogou e nao pegou mais, teve que fazer reset no sistema

  • Daniel 28 de julho de 2018

    Rabo de galo acabou sem problema

    • Todo carro Chevrolet de 1998 pode colocar álcool ele vai embora de manhã fica ruim pra pegar 29 de julho de 2018

      Chevrolet na frente

  • Claudio 28 de julho de 2018

    Eu tenho um Clio.e uso sempre meio a meio e nunca tive problema.se abastece 40 reais.coloco 20 de gasosa e 20 de álcool e o carro anda bem e posso desligar e ligar no outro dia que ele liga na hora

  • Flavio M f Da Silva 28 de julho de 2018

    Tenho uma kombi Flex 2008. Toda vez que saia do alcool para gasolina a central mesmo usando por meses só gasolina tinha que levar no mecânico para passar o aparelho e acertar a central pois a central entendia tanque meio a meio. Nunca 100% gasolina. Um saco

    • Rogerio 28 de julho de 2018

      Tenho Fox 2013, rodo sempre com gasolina,nunca tive problemas em trocar para etanol. Só tive problema ao colocar gasolina pura em Salto del Guayra Paraguay. Após abastecer, o carro começou a falhar, o consumo foi as alturas, o tanque de 50 litros só deu pra uns 300 km, após acabar aquela gasolina paraguaia, coloquei etanol e pronto, corro com desempenho e consumo normais.

      • Sandro 29 de julho de 2018

        Esse era o problema amigo vc colocou gasolina do Paraguai carro Brasileiro gosta de gasolina cara não a da com gasolina barata kkkk…

  • Tecnología punta 28 de julho de 2018

    Tenho um cavalo ele come só capim… se ele comer milho ele morre? Claro que não!!!

  • Sueli de Campos 28 de julho de 2018

    Quando for trocar de combustível, o correto é andar no mínimo 10 km antes de parar para que a central reconheça o novo combustível. Se isso não for feito, qdo for ligar o carro pode dar problema.

  • Verdade só abastecia com etanol meu Corsa 2010 frente Montana o dia que coloquei gasolina não pegou mais gastei 28 de julho de 2018

    Verdade

  • Bueno 28 de julho de 2018

    Eu concordo que se o carro é flexibilidade ele deve funcionar perfeitamente com álcool ou gasolina, pois bem, tenho um carro flexível, um celta 2012, ele apresentou problemas com relação a partida fria, troquei a sonda lambda 2 vezes, costumo andar mais com gasolina mas se coloco álcool, pela manhã ao tentar dar a partida é um sacrifício pro carro pegar, e isso só acontece quando coloco álcool no tanque, depois que o carro pega o problema desaparece e ele roda normal durante o dia sem engasgos, redondinho ,com gasolina não tenho nenhum problema, a questão é que se vc relata isso a qualquer mecânico, pelo menos com todos com quem conversei, eles dizem que o carro acostuma sim com um tipo só de combustível causando esse problema de não pegar se vc coloca outro combustível

    • Marcio santos 28 de julho de 2018

      Q

    • Joao 28 de julho de 2018

      Eu já tive problema com Celta se eu trocava de combustível e rodava menos de 10km antes de parar.

    • José Carlos 28 de julho de 2018

      Já tentou colocar gasolina no reservatório? Se não der certo troca de carro.

    • Lopes 29 de julho de 2018

      Gente a maioria dos carros flex tem um compartimento pra colocar gasolina ativada, recomenda o fabricante. No da pessoa usar só etanol. Serve pra dar a partida no motor quando estiver muito frio.

    • Luciano 31 de agosto de 2018

      Li em um artigo que, se o carro abastecido com etanol tiver no tanque ainda gasolina que ultrapasse 9% do volume o sistema entende que não precisa injetar gasolina na partida a frio!

      Passei por isso, mas descobri somente depois de ter trocado a sonda lambda do meu celta 2010.

      No Vectra sempre utilizei uma parte de gasolina e outra de etanol, quando fiz no celta ele rejeitou.

      Quando baixou o tanque, enchi somente com etanol, nunca mais tive problemas! Partida sempre ativa o injetor!

      Abraço

  • Camilo Pimenta 28 de julho de 2018

    Se é flex e pra funcionar com etanol e gasolina ou misturado ! Nunca tive problemas com isso não é acho que o carro que dá alguma avaria quando muda o combustível ou mistura e porque já veio com o motor mal preparado de fábrica ! O brasileiro que um povo ignorante que não procura se informar e sai falando coisa sem noção

  • Nilo 28 de julho de 2018

    Isto só mostra a ignorância do nosso povo engenheiros passam anos estudando sobre o o assunto mas ignorantes que não tem o mínimo conhecimento ficam falando bobagens já fiz uso em vários carros que tive de várias marcas e nunca tive nenhum tipo de problema em outubro temos a oportunidade de mudar este país é a Educação ser prioridade para nosso povo ignorante

    • MARCOS SOARES VIEIRA ROCHA 28 de julho de 2018

      Os motores pouquíssimo mudaram nesses vários anos de estudos dos engenheiros. eles devem estar estudando pouco! Se vc mudar de combustível e não der tempo para o carro detectar no outro dia ele terá grandes chances de não ligar.

  • Flavio 28 de julho de 2018

    A 40 anos atrás os postos não abriam aos domingos eu coloquei 20 litros de álcool e no tanque tinha 10 litros de gasolinas rodei 120 milímetros com um fusca e rodou tranquilo

  • Lucio 28 de julho de 2018

    Tenho um Stilo 2009, ele sempre funcionou com aditivada, mudei pra etanol, ele ficou dois Dias pra reconhecer o etanol, depois não tive mais problemas, ele apesar de ser da Fiat o motor é Chevrolet…

  • Valcir jose Madalozzo 28 de julho de 2018

    Como um carro que é mecânico, não têm vida, pode acostumar com combustível, óleo lubrificante, etc.
    Isso são informações sem qualquer fundamento.
    Ao mudar de combustível a sonda lambida envia informações a central aqual auto regula para o tipo de combustível em uso.
    Logo estarão falando que um computador acostuma com a energia elétrica onde está a tempo, não funcionando em outros lugares.

  • Andrade 28 de julho de 2018

    Aconteceu comigo troquei de combustível desliguei o carro no outro dia quando eu fui dar partida o carro o carro funcionou e depois desligou insistir várias vezes e ele recarreguei a bateria no local aí de partida ele pegou e ficou funcionando lento sem ter aceleração permaneceu pelo em 5 minutos aí aguardei até ele disparar a ventoinha quando ele disparou a ventoinha de temperatura aí ele normalizou acelerei ele normalizou pelo meu desespero final de semana foi o que eu consegui

  • Deustch nosin 28 de julho de 2018

    Por isso só comprar carro hetero

  • Bruno Rocha 28 de julho de 2018

    Ok, vamos desconsiderar o manual do veículo, pode fazer qualquer coisa se não der certo é só trocar a sonda lambda.

  • Marco Galhego 28 de julho de 2018

    Desculpe a franqueza.
    Está reportagem não está correta.
    Está passando informações inconsistente.
    Tem que haver um embasamento melhor.

  • Rafael 28 de julho de 2018

    Na verdade por causa do nosso governo antes mesmo de ter a tecnologia flex nosso carros já eram ou vcs acham que os 27 por cento de álcool na gasolina e de hoje

  • Rogério Costa 28 de julho de 2018

    Nunca tive nenhum problema!

  • Wanderley 28 de julho de 2018

    Daniela minha amiga! A sonda de alguns veículos podem travar em mistura pobre ou rica como a crv automatica o motor até liga mas o carro não sai da primeira marcha. Aí temos que apagar a avaria da sonda com o scaner e fazer uma mistrura gradativa no tanque gas x alcool. Até a sonda reconhecer normalmente coisa rapida.

  • Francisco Almeida 28 de julho de 2018

    Por isso tenho dos carros, um a gasolina, e o outro flex, e só coloco o combustível de cada um, e nunca tive problema.um abraço a todos!

  • Raul Marwues 28 de julho de 2018

    Não é mito. A sonda lambda leva de 7 à 15 km rodando até a central se ajustar a troca do tipo do combustível. Caso contrário não vai pegar sendo necessária a reprogramação da central via scanner.
    Ocorreu inúmeras vezes durante a greve dos caminhoneiros onde só havia álcool.

    • Carlos Oliveira 28 de julho de 2018

      Tenho um carro flexível e abastecia somente com álcool, quando troquei o mesmo pegou na hora, no dia seguinte não pegou

  • Daniela 28 de julho de 2018

    Tive um prejuízo de 400,00 por trocar o combustível. Eu abasteço há anos com gasolina e um dia de tanto uma pessoa falar que abastecer no álcool era mais vantajoso, resolvi colocar o álcool e depois que desliguei o carro ele não ligou mais, tive que sair guinchada direto pra oficina, troquei essa sonda lambda mas depois desse prejuízo não tive coragem de colocar álcool novamente pq na verdade foi a segunda vez que isso aconteceu comigo depois de trocar a gasolina pelo álcool.

    • Daniela minha amiga! 28 de julho de 2018

      Daniela minha amiga! A sonda de alguns veículos podem travar em mistura pobre ou rica como a crv automatica; o motor até liga mas o carro não sai da primeira marcha. Aí temos que apagar a avaria da sonda com o scaner e fazer uma mistrura gradativa de combustivel no tanque alcoolxgasolina até a aceitaçao coisa rapida.

  • Gilson 28 de julho de 2018

    Põe diesel..

  • Marco 28 de julho de 2018

    Boa a matéria, mas devo ressaltar que para a central eletrônica, fazer o aprendizado ela depende de vários fatores, o sensor de oxigênio, (sonda lambda) é sim um dos responsáveis, porém a central eletrônica, necessita da informação de todos os sensores o que dá o primeiro alerta para a central eletrônica é sensor de nível, também conhecido como boia do tanque, ao pararmos na bomba e abastecer assim que ligamos a ignição a central recebe a informação que algo mudou, nesse momento a central abre uma janela de aprendizagem, a partir daí com a informação dos outros sensores é que irá completar a aprendizagem mas isso é uma longa história. Rsss por isso o importante é assim que abastecer com combustível diferente do que está usando deve se rodar uns 7 km ou deixar o carro ligado por pelo menos 30 minutos para ele reconhecer

    • Antônio Nth 28 de julho de 2018

      Bacana essa explicação. Poderia até ter continuado a longa história.

  • Jurailton 28 de julho de 2018

    Ajusta mas leva um tempo, linha peugeot leva tempo entao nao vale p todos,e nesse tempo disperdicio de gasolina. a dica e baixar o combustivel no caso etanol do tanque antes de trocar p Gasolina, no contrario sem problemas

  • Rodrigo 28 de julho de 2018

    Boa dica tenho carro flex e isso esclareceu qualquer dúvida Obrigado

    • Jose juvino santana 28 de julho de 2018

      O meu eu posso usar qualquer um dos combustíveis por muito tempo é quando uso o outro ele está sempre normal

  • Rodrigo 28 de julho de 2018

    Vcs não entendem de nada,e só conversar com qualquer técnico em injeção eletrônica para q eles li digam q principalmente a linha Chevrolet o sistema flex é falho,,,uma bosta,,,muda o combustível e o veículo entra em pane,,,não todos,mas boa parte isso em grande escala,,,mas a outras marcas q isso também ocorre,,,e não é por causa de sonda lambda nenhuma

  • Lélis 28 de julho de 2018

    Sou mecânico e não é bem assim como está na reportagem tem vários modelos que além da sonda lambda depende de outros sensores tais como sensor de combustível que Al ligar o veículo após abastecimento manda sinal de alteração de nível deveria procurar primeiro pessoas que sabe das coisas antes de colocar uma matéria tão vaga com meias informações lamentável a matéria

  • Antônio Sidney 28 de julho de 2018

    Isso tudo é um grande mito, pois a proposta de construção dos motores flex é que eles podem utilizar qualquer um dis dois combustíveis e em qualquer proporção.

Deixe um comentário