General Motors também desiste dos sedãs nos EUA

A decisão tomada pela GM rendeu um 'puxão de orelha' do presidente Trump, devido a repercussão negativa na economia americana

Por Boris Feldman10/12/18 às 10h00

Com o mercado americano dominado por picapes e SUVs, a General Motors decidiu cortar gastos e seguir o exemplo da Ford nos Estados Unidos.

[TRANSCRIÇÃO]

A Ford, nos Estados Unidos, decidiu recentemente tirar os automóveis de suas linhas de montagem e continuar fabricando apenas SUVs e picapes, de acordo com a demanda do mercado norte-americano. A GM retrucou dias depois dizendo: “Pois então nós vamos aproveitar e aumentar a produção de automóveis”. Mas, pelo menos dois motivos levaram a GM a mudar de ideia e anunciar, na semana passada, que também vai parar a produção de alguns de seus automóveis, fechar fábricas e demitir 15 mil funcionários:

Primeiro, porque o mercado quer mesmo é picape e utilitário esportivo. Em segundo lugar, pelo custo cada vez mais elevado do aço e do alumínio para produzir automóveis, provocado pela guerra tarifária do Trump contra a China. Mas a GM acaba de receber um puxão de orelha do próprio presidente Trump, preocupado com a repercussão negativa dessa decisão na economia norte-americana.

General Motors
Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • jose 16 de dezembro de 2018

    o mundo ta louco, nada faz sentido…veiculos mastodontes q ocupam quase duas vagas…bebem!!! eu hein

Deixe um comentário