GM não quer Salão do Automóvel de jeito nenhum

Depois de 15 marcas desistirem de participar em 2020, o salão foi adiado para 2021 - e adivinha o que a Chevrolet disse?

Por Boris Feldman16/03/20 às 08h30

O Salão do Automóvel está se vendo ameaçado pela desistência das montadoras – depois de o evento ser adiado para o ano que vem, já tem marca dizendo que, mesmo assim, já sabe que não vai estar interessada em participar! Ela é a GM. Entenda:

Leia mais:

[TRANSCRIÇÃO]

Depois que 15 marcas desistiram de participar do Salão do Automóvel de São Paulo, marcado para novembro deste ano,por último a GM, a que mais vende no Brasil, a empresa que o organiza acabou entregando os pontos e decidiu adiá-lo para 2021, para mudar suas estratégias, seu formato, o custo para as montadoras, que não são problemas exclusivos de São Paulo, mas de vários outros salões pelo mundo.

Poucos dias depois da decisão de adiar o salão para o ano que vem, a GM, pingo d’água de tudo isso, já veio a público avisar que não vai participar sequer do salão do próximo ano, qualquer que seja seu custo ou seu formato, pois ela decidiu dar uma guinada em seus investimentos mercadológicos.

Se mais duas ou três fábricas do mesmo porte pensarem do mesmo jeito, adeus Salão do Automóvel.

chevrolet bolt branco carro eletrico visao tres quartos exposto no salao do automovel de sao paulo com logo da chevrolet ao fundo
Chevrolet Bolt exposto durante o último Salão do Automóvel de São Paulo, em 2018
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário