Freio de estacionamento deve ser acionado com força, sem medo

Acionar o freio de estacionamento suavemente pode lhe causar um baita prejuízo. Entenda porque a alavanca deve ser puxada com força

Por Boris Feldman16/03/20 às 17h30

Quando está na direção do carro, o motorista deve sempre agir com delicadeza. A começar do próprio volante, nada de golpes violentos sob risco de perder até o controle do carro. Mas tem uma exceção: a alavanca do freio de estacionamento.

Não estou me referindo aos freios elétricos, é claro, mas aos manuais. E por que a exceção? Porque ao estacionar, os componentes do freio estão aquecidos e dilatados. Puxando de leve a alavanca do freio de estacionamento, a pressão exercida sobre pastilhas e lonas é suficiente para travar o carro.

Porém, depois de algum tempo, eles se esfriam e voltam a suas dimensões originais.

E é essa a explicação de porque tantos motoristas deixaram seu carro freado numa ladeira e minutos depois ele despencou sozinho morro abaixo. Então, ao estacionar numa ladeira, puxe com força o freio de estacionamento, além de deixar o câmbio engrenado no caso do manual. Ou em ‘parking’, se for automático.

O Freio de estacionamento deve ser acionado com força
Freio de estacionamento sendo acionado (foto: reprodução)
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário