Assumir indevidamente uma infração de trânsito é crime!

Às vezes, aparecem até "profissionais" que cobram para assinar a infração: essa prática configura falsidade ideológica

Por Boris Feldman17/05/19 às 06h15

O dono do carro recebe do órgão de trânsito um documento notificando uma infração. E, ou ele assume que estava ao volante naquele momento, ou indica um outro motorista que deverá assinar o documento, para se responsabilizar por ela, pagar as multas e receber os pontos no prontuário.

Nesse momento, pode ocorrer uma maracutaia. O dono do carro, para evitar perder os 20 pontos – que vão significar perder também a habilitação -, pede a “ajuda” de um amigo ou de um parente para assumir aquela responsabilidade.

E, às vezes, tem até alguns “profissionais” que cobram para assinar a infração. Pois então é bom saber que isso é um crime de falsidade ideológica, que dá 1 a 5 anos de reclusão mais multa. A justiça do Rio Grande do Sul acaba de confirmar a condenação de um dono de um carro que pediu a sogra para assinar o documento.

Infração
Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário