Novo segmento de picapes: maior que compactas, menor que médias

"A picape Oroch inaugurou um segmento que não existia: o das picapes maiores que as compactas e menores do que as médias"

Por Boris Feldman17/01/19 às 21h00

Um novo segmento de picapes, inaugurado pela Renault, está crescendo no Brasil. E as concorrentes já começaram a se mexer, de olho nessa fatia do mercado.

[TRANSCRIÇÃO]

A Renault está crescendo sem parar no mercado brasileiro. E um dos motivos é ela criar novos segmentos, caso do Logan: sedã com preço de  compacto, mas com dimensões de sedã médio. E a picape Oroch, um segmento que não existia: maior do que as picapes compactas, menor do que as médias. Foi tamanho o seu sucesso que a Fiat veio correndo atrás com a Toro.

A Ford já testa uma picape maior do que a finada Courier, menor que a Ranger. A Volkswagen já apresentou, no último Salão do Automóvel, a sua picape Tarok, maior que a Saveiro e menor que a Amarok. E a GM também está de olho nesse segmento e desenvolvendo, na China, um modelo um pouco maior que a Montana, cabine dupla, quatro portas e que poderia ter o motor 1.4 Turboflex de 153 cavalos.

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (1 votos, média: 4,00 de 5)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Adriano 18 de janeiro de 2019

    Na verdade as caminhonetes de hoje já tiveram o tamanho dessas caminhonetes, que se dizem de um novo segmento, se comparar uma Ranger antiga, Hilux e S-10 dos anos 90 elas tinham praticamente os mesmos tamanho dessas que se dizem de um novo segmento.

Avatar
Deixe um comentário