Volvo aderiu ao Dia Mundial sem Carro; mas o automóvel é tão danoso assim?

Se para a Volvo carro é assim tão prejudicial, quem sabe ela vá fabricar bicicletas, patinetes ou talvez liquidificadores?

Por Boris Feldman11/02/19 às 19h30

No último Salão de Los Angeles, a Volvo decidiu não levar automóveis para seu estande. Porém, se a empresa acredita que o carro é o grande vilão, deveria mudar seu ramo de atuação.

[TRANSCRIÇÃO]

Automóvel é mais uma vez vilão da história, e já criaram o Dia Mundial sem Carro. Por quê os ‘ecochatos’ não criaram o Dia Mundial sem vaca? Pois os gases de suas bufas prejudicam muito mais a atmosfera que os dos automóveis.

E a Volvo, que já foi sueca e hoje é chinesa, resolveu aderir a esse Dia Mundial sem Carro, e algumas de suas concessionárias no Brasil não deixaram nada sobre rodas no showroom: não entregavam e nem recebiam automóveis e organizaram calorosa recepção para grupos de ciclistas.

Mas o exemplo vem da matriz, pois no último Salão de Los Angeles, no ano passado, o amplo estande da Volvo só tinha sofás, cadeiras, mesas e gente discutindo problemas da mobilidade, das emissões. Ora, se para a Volvo carro é assim tão prejudicial, quem sabe ela vá fabricar bicicletas, patinetes ou talvez liquidificadores?

Volvo
Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
3 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Antonio Carlos 12 de fevereiro de 2019

    Não esqueçamos que pra um ministro do bozo liquidificadores é tão perigoso quanto arma.

  • paulo 12 de fevereiro de 2019

    Hipocrisia

  • Dejan 13 de fevereiro de 2019

    Carro é super benéfico ao meio ambiente e o brasileiro usa ele corretamente, usa só para o útil, sem ostentação, sem poluição sonora também.

    Cabem muitos carros nas ruas de SP ainda!!!

    Deixa de ser hipócrita , meu amigo!

Deixe um comentário