Changan vai voltar ao Brasil com carros elétricos

Marca chinesa anunciou que retornaria ao país, que deixou em 2016, para vender carros elétricos ao invés de veículos comerciais

Por AutoPapo14/02/19 às 18h00

A chinesa Changan anunciou, hoje, que voltaria a operar no Brasil em 2019. Só que, agora, a marca venderá carros elétricos, ao invés de veículos comerciais. A fabricante asiática, que já teve o nome de Chana, havia deixado o país em 2016.

Changan Mini Benni EV

De acordo com as informações, a Changan já está cuidando de trazer dois modelos elétricos para o país: o sedã EADO 460 e o SUV CS15. Os preços foram estimados em R$ 170 mil e R$ 150 mil, respectivamente.

Ambos são totalmente elétricos, e serão os primeiros a chegar ao país. Depois deles, em 2020, virão o subcompacto Mini Benni EV e o SUV médio CS35. Para vender as novidades, a chinesa quer abrir 10 lojas no país ainda este ano.

Changan CS15

A marca também estaria buscando construir uma fábrica no Brasil. Contudo, não foram divulgadas maiores informações. Também não se sabe qual será o importador dos veículos chineses.

No passado, a Changan era representada pela Districar. Ela foi a primeira marca chinesa a chegar ao Brasil, em 2006, quando se chamava Chana. Devido ao duplo sentido do nome, contudo, em 2011, foi rebatizada de Changan.

A marca era especializada em veículos comerciais, como a van Changan Star. As operações foram interrompidas em 2016, devido à crise do setor.

Imagens Changan | Divulgação

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Luciano Bressan 14 de fevereiro de 2019

    Mas eu nem sabia que já tinha vindo uma primeira vez, imagina a segunda…

Avatar
Deixe um comentário