2018: Coreia do Sul é campeã na Rússia

No país sede da Copa do Mundo, o Kia Rio é o modelo mais vendido; já andamos no modelo, que chegará ao Brasil ainda neste ano

Por Boris Feldman 04/07/18 às 10h00

A Lada, fábrica russa de automóveis, perdeu pela primeira vez a liderança no mercado doméstico e o autor do feito foi o Kia Rio, que ultrapassou as vendas do Lada Vesta nos primeiros meses deste ano. A marca da Rússia ficou conhecida no Brasil quando as importações foram novamente autorizadas para o nosso mercado, em 1990.

Faltavam carros “populares” e o Lada Laika (mais barato que o Gol) teve 17 mil unidades vendidas  em 1991. Era um sedã baseado no antigo Fiat 124 e lançado na inauguração da fábrica AutoVaz em 1966. A marca ficou mais seis anos no país e famosa aqui por seu jipe Niva, produzido até hoje na Rússia.Com dificuldades financeiras, a Renault entrou como sócia da fábrica em 2008 e projetou novos modelos, a maioria baseada nos carros de sua subsidiária Dacia. O Duster, semelhante ao nosso, está entre os dez mais vendidos na Rússia.

Kia Rio é o carro mais vendido na Rússia
Foto Kia | Divulgação

Rio x Polo

Hyundai e Kia disputam também, além da Renault e Volkswagen, os primeiros postos no ranking de vendas na Rússia. E, no final do ano passado o Kia Rio conquistou pela primeira vez a liderança, embora a marca Lada ainda detenha o domínio do mercado com seus modelos Vesta, Granta, Largus e Xray entre os “Top 10”.

O Kia Rio é exportado para a Rússia na versão sedã. O hatch foi confirmado pela importadora da marca no Brasil (Grupo Gandini) para chegar no segundo semestre deste ano. É concorrente direto do VW Polo, compare as dimensões:

Modelos VW Polo Kia Rio
Comprimento 4,06 m 4,06 m
Entre-eixos 2,58 m 2,56 m
Porta Malas 325 l 325 l

Como anda o Kia Rio

Eu já andei no Kia Rio hatch, numa versão semelhante à que vem para o Brasil. Só não chegou antes pelo “castigo” imposto pela ex-presidente Dilma Rousseff aos importadores, os tais 30 pontos adicionais no IPI que tornou impossível sua concorrência com os nacionais até expirar o Inovar Auto no final do ano passado.

Não é difícil entender porque a preferência dos russos pelo Rio. Ele oferece desempenho, espaço, conforto e acabamento que não deixam a desejar, comparado com seus concorrentes diretos. No Brasil, ele encara Fiat Argo e VW Polo. Chegará com motor 1.6 flex, de 128 cv (mesmo do “primo” Hyundai HB20), câmbio automático de seis marchas, seis airbags, rodas 17” de liga leve, sistema multimídia, luz diurna, faróis de neblina e couro.

Dirigir o coreano faz lembrar os concorrentes alemães. Ele transmite ideia de solidez, tem um rodar firme mas nem por isso desconfortável. Suspensão muito bem calibrada, freios a disco nas quatro rodas e bom conjunto de dispositivos eletrônicos de segurança e infotenimento, com tela “touch screen” de sete polegadas. Não se sobressai em termos de desempenho, mas não decepciona. Espaço interno e porta-malas semelhantes ao do VW Polo. Estilo moderno e correto, visual lateral traseiro que faz lembrar o Golf.

Complicador para José Luiz Gandini, seu importador no Brasil, é a cotação do dólar: com sua valorização nas últimas semanas, será difícil estabelecer preços que mantenham sua competitividade com os concorrentes produzidos localmente.

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (Seja o primeiro a avaliar)
loadingLoading...
Clique na estrela para avaliar.
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    SIMEI GARCIA 9 de março de 2019

    Ok.

Avatar
Deixe um comentário