As feras do Salão

Esportivos com apelo histórico, híbridos, elétricos e até conceitos que antevêem o futuro estão entre as estrelas do Salão do Automóvel de São Paulo, aberto ao público até domingo

Por Daniel Camargos11/11/16 às 17h06

Vamos deixar de lado o pragmatismo e pensar sem as amarras da ditadura do mercado. Claro, que se você quiser percorrer os corredores da SP Expo e mirar apenas os automóveis que estarão nas ruas nos próximos meses pode ficar um pouco frustrado. A tendência absoluta são os utilitários esportivos, ou SUVs: Hyundai Creta e New Tucson, Honda WR-V, Renault Captur, Chevrolet Tracker, Toyota RAV4 e até o conceito já ultrapassado da Toyota, o CH-R, são as novidades conectadas de fato ao piso real das revendas. Porém, o AutoPapo prefere listar um caminho dos sonhos entre carrões, tecnologia e projeções de futuro, e indica algumas atrações que valem atenção nos dias que restam para curtir a mostra automotiva.

Gato do inferno

Longe do politicamente correto, da onda de reduzir emissões e economizar cavalaria, o Dodge Challenger SRT Hellcat ostenta um motor V8 6.3 com 717cv de potência e quase 90kgfm. Tanta potência, entretanto, não vai desfilar pelas ruas brasileiras, pois o “gato do inferno” veio apenas passear em São Paulo. Mas vale ver de perto, mesmo com o motor desligado.

(Daniel Camargos/AutoPapo)

Ficou doce

Já os fãs do Chevrolet Camaro podem conhecer a sexta geração do modelo, que começa a ser vendida por aqui imediatamente. O muscle car é equipado com motor V8 de 6.2L de injeção direta que rende 461cv e 62,9 kgfm de torque. As 100 primeiras unidades serão da série limitada Fifty, comemorativa aos 50 anos do lendário cupê norte-americano. A configuração SS conversível estreia nas lojas no primeiro trimestre do ano que vem.

(Daniel Camargos/AutoPapo)

Puro sangue

Os rivais norte-americanos, Chevrolet Camaro e Ford Mustang, concorrem há 50 anos pelo gosto dos amantes dos carros musculosos. A briga agora vai acontecer no Brasil. Isto é, se a Ford cumprir a promessa e começar a vender o Mustang por aqui no início de 2018, como anunciou na abertura do Salão. Estão lá duas unidades: a V8 premium, de 435cv e a Shelby GT350R, o V8 aspirado que rende 533cv.

(Daniel Camargos/AutoPapo)

Estiloso

Estilosão com toques esportivos, o Fiat 124 Spider tem um lindo charme retrô e ao observá-lo no estande da marca a vontade é entrar no carango, baixar a capota e sair dirigindo pelas estradinhas da Toscana. Mesmo porque se você quisesse dirigi-lo no Brasil não poderia, pois não há previsão de ser vendido por aqui. O motor é o mesmo 1.4 turbo de 160cv de potência que equipa o 500 Abarth. A transmissão também: manual de 6 velocidades.

(Daniel Camargos/AutoPapo)

Kia Niro

Já comercializado na Coreia do Sul e na Europa, o crossover híbrido tem um visual modernoso (com aquele ar de ficção científica) e é equipado com dois motores:o 1.6 GDi a gasolina de ciclo Atkinson e 105cv de potência associado ao motor elétrico de 43cv. A bateria de íon-lítio possui 1,56kWh e o conjunto híbrido entrega 148cv de potência e 27kgfm de torque enviados para as rodas dianteiras pela transmissão de dupla embreagem e seis velocidades. O consumo médio, medido pelo padrão europeu, é de 26,3 km/l. O Niro veio “conhecer” os motoristas brasileiros e a Kia não confirmou se o modelo será comercializado por aqui.

(Daniel Camargos/AutoPapo)

Chevrolet Bolt

A autonomia do elétrico Chevrolet Bolt na linha 2017 é de 383 quilômetros com uma única carga nas baterias de íon de lítio, sendo que uma hora de energia elétrica do sistema doméstico de energia corresponde a cerda de 40 quilômetros de autonomia. Já em estações públicas de alta voltagem, trinta minutos correspondem a aproximadamente 150 quilômetros. O compacto é produzido nos Estados Unidos, onde começa a ser comercializado ainda neste ano por cerca de 30 mil dólares – já considerando incentivos tributários oferecidos por lá. Por aqui não há previsão.

(Daniel Camargos/AutoPapo)

Volkswagen T-Cross Breeze

A obsessão pelos SUVs é tão profunda que a Volkswagen resolveu desenvolver um utilitário esportivo conversível. Sério. Mas é apenas um conceito que, segundo a marca, antecipa as linhas e o estilo do que será o futuro SUV da marca. A aposta é que o derivado do T-Cross Breeze substitua o Tiguan nos próximos anos.

(Daniel Camargos/AutoPapo)

Volkswagen Gol GT

Os críticos dirão que é apenas um Gol tunado. Mas os saudosistas, que lembram do famoso Gol GT, vão adorar a versão – conceitual – do hatch campeão de vendas na história do Brasil. Tem rodão, dupla saída de escapamento, LEDs, banco concha, volante esportivo e todos os salamaleques que já fizeram sucesso. Só falta a Volkswagen montar, colocar preço e vender. Por enquanto, é só um conceito.

(Daniel Camargos/AutoPapo)

Renault Sandero RS Grand Prix Concept

O Sandero Grand Prix tem o mesmo motor 2.0 de 150cv da versão RS, mas o destaque vai para o esquema de cores, mesmo adotado pelos modelos da Fórmula 1. Tem adesivo no teto, na traseira e nas laterais. Os bancos são estribados, com costuras visíveis e o interior tem detalhes pintados em dourado fosco. Aliás, aproveite que está no estande da Renault e dê uma conferida nas outras novidades da marca. A fabricante francesa foi a que trouxe portfólio mais recheado para o Salão de São Paulo.

(Daniel Camargos/AutoPapo)

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário