[Avaliação] Entre acertos e deslizes, Onix hatch 2020 revela fórmula do sucesso

Equipamentos de série e força no mercado são os maiores trunfos do modelo, que alterna pontos fortes e fracos em dirigibilidade e habitabilidade

Por Alexandre Carneiro 19/03/20 às 14h30

O Onix é a galinha dos ovos de ouro da Chevrolet. Lançado em 2012, o modelo tornou-se o carro mais vendido no Brasil já em 2015, quando ainda estava na primeira geração, levando consigo a própria fabricante à liderança do mercado. Desde então, criador e criatura seguem na ponta. O Onix 2020 chegou no fim do ano passado e mostra ter potencial para manter o posto.

Veja o vídeo com a avaliação do novo Onix:

O AutoPapo avaliou o Onix 2020 Premier, versão top de linha, com carroceria hatch. Quer saber qual é o ponto alto dele? Em uma só palavra: equipamentos. Essa configuração pode vir com ar-condicionado digital, assistente de estacionamento, bancos revestidos em material que imita couro e alertas de ponto cego. É verdade que tudo isso é opcional, mas, ainda assim, trata-se de um pacote que, até recentemente, era digno de hatch médio.

VEJA TAMBÉM: 

Além do mais, todas a versões do novo Onix vêm de série com vários itens destinados à segurança. Há seis airbags (frontais, laterais e do tipo cortina), assistente de partida em rampa e controles de estabilidade e tração.

Para finalizar, o novo Onix Premier traz chave presencial com partida por botão, rodas de liga leve de 16 polegadas, faróis com acendimento automático, câmera de ré e até carregador de celular por indução.

chevrolet onix 2020 hatch visto a partir da dianteira
Na versão Premier, novo Onix tem faróis elipsoidais e luzes de rodagem diurna de LED no para-choque

Em conectividade, o Onix 2020 também está acima da média. A tradicional central multimídia MyLink 2 tem tela sensível ao toque de 7 polegadas, integra-se a smartphones por meio de Android Auto e Apple CarPlay, tem função audio streaming, bluetooth para até 2 celulares simultaneamente e três entradas USB. Há ainda o sistema OnStar e Wi-Fi nativo da Claro com 3 GB ou três meses de cortesia. Nada mau!

Interior do Onix 2020

Até aqui, o Onix 2020 mandou muito bem, certo? Claro, mas em outros aspectos ele já não se destaca tanto. O acabamento, por exemplo, é no máximo razoável, mesmo em relação a outros modelos da categoria.

o novo Onix hatch faz boa figura em comparação a um Renault Sandero ou a um Ford Ka. Porém, se o fiel da balança for um Hyundai HB20 ou um Fiat Argo, o Chevrolet fica inferiorizado.

Nem é o caso de reclamar que os plásticos são duros, pois isso é padrão no segmento. É que eles não transmitem qualidade: os das portas, em especial, são ásperos e riscam com facilidade. É verdade que essa sensação é um pouco atenuada pelas porções estofadas nas forrações dianteiras. Porém, nas portas traseiras, não há esse recurso. Tal economia fica ainda mais destoante devido à ausência da combinação bicolor, como a dos demais painéis.

Veja as fotos do novo Onix 2020:

Mas onde o estofamento faz mais falta é no descansa-braço central, entre os bancos dianteiros. Sim, ele também é rígido, de modo que dificilmente alguém apoiará o cotovelo ali por muito tempo. Ademais, ainda é possível encontrar uma ou outra falha na montagem. Apesar de o padrão ser superior ao da antiga geração, peças plásticas desalinhadas não deveriam mais ser vistas.

Ergonomia e espaço

Quando o assunto é ergonomia, as coisas melhoram. O Onix 2020 tem um posto de comando cômodo, com volante de boa pegada e coluna de direção ajustável tanto em altura quanto em profundidade. Os comandos são acessíveis e os novos instrumentos analógicos proporcionam boa leitura, embora o modelo siga sem termômetro do fluido de arrefecimento.

Mas o que merece correção, mesmo, são os bancos do novo Onix. Tanto os dianteiros quanto o traseiro têm assentos muito curtos, incapazes de proporcionar apoio para as pernas até de pessoas com média estatura.

Além do mais, na frente, os encostos de cabeça são fixos e podem não oferecer proteção adequada aos mais altos. A elogiar, apenas o apoio lombar, que está na medida certa.

bancos dianteiros do chevrolet onix 2020 hatch
Banco do motorista do Onix 2020 tem ajuste de altura, mas encosto de cabeça fixo e assento curto prejudicam a ergonomia

Um quesito, porém, tira o habitáculo do Onix 2020 da mediocridade: o espaço. Mesmo no banco traseiro, os vãos para as pernas são generosos para um hatch compacto. Por sua vez, o teto alto deixa boa área para a cabeça, enquanto a largura do assento é suficiente para que três adultos não se sintam espremidos ao se acomodarem. As portas têm bom ângulo de abertura, o que ajuda a entrar e sair do veículo.

Já para a bagagem da turma, o espaço é mais comedido. O porta-malas do novo onix hatch tem 275 litros de capacidade, está na média. Pelo menos o encosto traseiro é bipartido, o que aumenta as possibilidades de rebatimento. Ali, o vão de acesso também é adequado.

Como anda o novo Onix?

Quanto à dirigibilidade, o Onix 2020 também alterna prós e contras. Um bom exemplo é a suspensão, que tem acerto bem firme. Isso traz uma vantagem: o hatch inclina pouco em curvas e proporciona muita segurança em trajetos sinuosos. Chega a ser surpreendente encontrar tanta estabilidade em um modelo sem proposta esportiva.

O lado ruim da suspensão do novo Onix é que ela copia grande parte das imperfeições do solo, prejudicando o conforto de marcha. Na versão Premier, que é equipada com rodas de 16 polegadas, essa característica é ainda mais evidente. A direção, que tem assistência elétrica, vai pelo mesmo caminho: agrada pela progressividade e pela relação direta com as rodas, mas também transmite de modo um tanto exagerado emendas e desníveis do piso.

painel do chevrolet onix 2020 hatch
Direção elétrica é item de série do novo Onix; na versão Premier, volante é multifuncional e traz revestimento em couro

É verdade que o acerto dos carros pode priorizar mais a dinâmica que o conforto e, desse modo, o Onix 2020 teria tudo para conquistar os motoristas que gostam de alguma esportividade ao dirigir. O problema é que, se era para deixar o comportamento afiado, a Chevrolet deveria ter caprichado mais no câmbio.

Afinal, a caixa automática de seis marchas que equipa o modelo tem pouquíssimos recursos: não há programa sport nem aletas para trocas de marchas no volante. O único meio de operar sequencialmente a transmissão é por meio de incômodos botõezinhos na alavanca.

Bom desempenho com consumo razoável

Pena, porque o novo Onix não faz feio quando o assunto é desempenho. Apesar de estar entre os 1.0 turbo menos potentes do mercado brasileiro, com 116 cv, devido à ausência da injeção direta, o motor empurra muito bem o modelo.

Na estrada, ultrapassagens, subidas de serra e quaisquer outras situações que exijam maior performance não são problema para o hatch. Mesmo em alta rotação, o funcionamento não provoca vibrações em excesso como em algumas outras unidades de três cilindros.

Na cidade, o motorista pode sentir alguma letargia em saídas e retomadas. Isso porque o torque máximo, que é de de 16,3 kgfm com gasolina e de 16,8 kgfm com etanol, só aparece a 2.000 rpm, valor alto para um motor turbo atual. Abaixo disso, há pouca força disponível.

Felizmente, nesse aspecto câmbio automático do Onix 2020 turbo merece elogios, pois sua programação mantém a rotação do motor acima da faixa crítica sempre que possível, mascarando tal característica indesejável. Já os freios mostram-se bem-dimensionados e imobilizam o veículo a contento.

motor turbo do chevrolet onix 2020 hatch
Motor 1.0 de três cilindros turbo da Chevrolet, que estreou no Onix 2020, não tem injeção direta; sistema de partida a frio sem tanquinho de gasolina é recurso bem-vindo

Consumo e autonomia do novo Onix 2020

Se em desempenho a falta da injeção direta resulta apenas em algumas ressalvas, em consumo ela é mais evidente. Com gasolina, o novo Onix 2020 pelo AutoPapo cravou médias de 10,2 km na cidade e de 14 km/l na estrada.

Longe de ser beberrão, o consumo do Onix 2020 está abaixo do que se espera de um veículo de seu porte e cilindrada. Ademais, como o tanque tem apenas 44 litros, a autonomia é limitada a 616 km, levando em conta as aferições da reportagem.

Mesmo se o parâmetro utilizado for o resultado divulgado pelo Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBE) do Inmetro, o consumo do Onix 2020 não chegam a merecer aplausos: 11,9 km/l no ciclo urbano e 15,1 km/l no rodoviário. Com etanol, segundo o PBE, são 8,3 km/l e 10,7 km/l nos dois tipos de utilização, respectivamente.

Preço do novo Onix 2020 é alto, mas competitivo

Entre defeitos e as qualidades, qual é o veredicto? Anote aí: ele está entre as melhores opções de compra entre os hatches compactos. Ocorre que, apesar de ter pontos fracos relevantes, o modelo dá bom valor ao dinheiro do aspirante a proprietário.

O preço do Onix Premier 2020, que começa em R$ 72.590 e chega a R$ 77.240 com todos os opcionais, está longe de ser barato, mas equipara-se aos das versões top de linha dos concorrentes e inclui um generoso pacote de equipamentos de série.

chevrolet onix 2020 hatch visto de perfil
Cor Azul Seeker é metálica e adiciona R$ 1.590 ao preço do Onix 2020

Alguns diferenciais, porém, conseguem destacar mais o hatch. Ele tem cinco estrelas no crash-test do Latin NCAP e goza da enorme rede assistencial do fabricante. Além disso, o fato de ser líder de vendas significa liquidez na revenda e facilidade de manutenção.

Desse modo, os ovos de ouro da galinha da Chevrolet podem reluzir um pouco também para o consumidor. Como produto, o Onix 2020 está apenas na média. Mas, como negócio, ele tem atributos difíceis de superar.

Manutenção e revisões

O novo Onix, em qualquer versão e independentemente do tipo de carroceria, tem garantia de três anos ou 100 mil quilômetros . As revisões ocorrem a cada 10 mil quilômetros ou um ano e têm preços tabelados até a quilometragem limite da cobertura de fábrica.

No caso do hatch equipado com motor turbo, a primeira custa R$ 280, a segunda sobe para R$ 564‬, a terceira cai para R$ 468‬, a quarta vai para R$ 624 e a quinta chega a R$ 448‬. As manutenções seguintes têm valores sugeridos de, respectivamente, R$ 564, R$ 428, R$ 604, R$ 552 e R$ 780.

Pontos fortes do Onix hatch 2020

  • Segurança
  • Conectividade a bordo
  • Equipamentos de série

Pontos fracos do Onix hatch 2020

  • Acabamento
  • Câmbio pouco interativo

Ficha técnica do Onix 2020

Ficha técnica Chevrolet Onix hatch Premier 2020
Motor Dianteiro, transversal, flex, 999 cm³, com três cilindros, de 74 mm de diâmetro e 77,5 mm de curso, 12 válvulas com duplo comando variável e turbocompressor
Potência 116 cv (gasolina e etanol) a 6.000 rpm
Torque 16,3 kgfm (gasolina) e 16,8 kgfm (etanol) a 2.000 rpm
Transmissão automática de seis marchas, tração dianteira
Suspensão McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira
Rodas e pneus Rodas de liga leve 6,5” x 16”; pneus 195/55 R16”
Freios discos ventilados na dianteira e tambores na traseira, com ABS e EBD
Direção assistida eletricamente, diâmetro de giro de 10,6 m
Dimensões 4,163 m de comprimento, 1,730 m de largura, 2,551 m de distância entre-eixos, 1,476 m de altura
Vão livre do solo 128 mm
Peso 1.113 kg
Carga útil 375 kg
Tanque de combustível 44 litros
Porta-malas 275 litros

Fotos Alexandre Carneiro | AutoPapo

3 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    elioricardoalves 26 de março de 2020

    Marcos já rodei com um prisma táxi e gostoso de dirigir soube do novo que tem uma suspensão mais rígida e uma revista ainda o coloca como primeiro lugar e difícil não crítico quem comprou a anterior achava bom tem menos espaço mais o porta malas é um pouco maior do que o novo

  • Avatar
    Marcos Dias Da luz 21 de março de 2020

    Comprei Novo onix premier já saiu da concessionária batendo os vidros dianteiros batem fazem barulho tem folga foi trocado as borrachas canaletas e.nada os mecânicos não sabem mais o que fazer liguei para o sac só enrolam painel bate pneus duros isto vai fazer3 mesesa fabrica entrou.em cotato mas não resolveu agora é na Justiça cansei pedem filme dos barulho não fazem nada só estão me enrolando é co.o vocês falaram a gente sente toda a irregularidade do asfalto.amagina aqui na minha cidade camisa do sul rs só paralelepípedo não da tive 2 onix 14 15 e prisma 17 que saudade aquilo é carro que arrependimemto. ABRAÇO

    • Avatar
      Eddie 25 de março de 2020

      China Made, colega. Too late, lamento.

Avatar
Deixe um comentário