Comparativo: Honda HR-V EXL x Hyundai Creta Sport

Donos do mercado

Por Paulo Eduardo24/01/18 às 08h44

O Honda HR-V conquistou o público assim que foi lançado no Brasil. O mesmo aconteceu com o Hyundai Creta. Os dois concorrem no segmento dos utilitários esportivos (SUVs) compactos e o coreano segue na perseguição ao japonês em busca da liderança. HR-V e Creta foram superados em vendas apenas pelo SUV médio Jeep Compass, que foi o mais vendido no país em 2017.

Os SUVs caíram no gosto do consumidor em todo o mundo. Atualmente, esse tipo de carroceria detém quase 30% do mercado mundial de veículos leves. Os atributos principais são posição elevada de dirigir, bom espaço interno e porta-malas com capacidade para levar a bagagem de quatro pessoas sem muita arrumação.

Apesar de terem tração apenas nas rodas dianteiras, os bons ângulos de ataque e saída, além da boa altura em relação ao solo, permitem trafegar sem problemas nas ruas e estradas mal conservadas.

O Creta tem motor mais potente, caixa de marchas automática convencional, com conversor de torque, e pesa mais. O HR-V usa câmbio CVT de infinitas relações de transmissão, motor de cilindrada menor, e pesa bem menos. O carro de origem japonesa obteve nota máxima no teste do Latin NCAP de proteção a adultos e crianças, enquanto o coreano foi apenas satisfatório.

Design/acabamento

HR-V e Creta: quem levou a melhor no comparativo?

SUVs têm design mais ousado e muitos recortes, frisos e sulcos na carroceria, principalmente os de origem asiática. Porém, o Creta foge do clichê com poucos recortes e linhas mais retilíneas. A carroceria do HR-V tem mais frisos e o estilo é mais arredondado, com caída suficiente do teto para dar ares de cupê.

O acabamento deveria ser melhor, levando-se em consideração o preço na faixa de R$ 100 mil nas versões comparadas. Nada de plástico emborrachado no painel central, mas com boa montagem, sem rebarbas, e encaixes bem feitos. O HR-V é um pouco melhor.

No Creta, a moldura dos vidros não é estampada com a porta. A janela é composta por elementos ligados por pontos grosseiros de soldas entre si e com a porta. Alguns modelos Honda também usam o recurso, como Civic e Fit. A maioria dos modelos da Hyundai usa o mesmo artifício. Porta e janela formam conjunto único no HR-V.

COmparativo HR-V e Creta

Motor/desempenho

HR-V e Creta: quem levou a melhor no comparativo?

Nem os 123 kg a mais do Creta são suficientes para perder a parada contra o HR-V. Ambos aceleram bem, mas pecam nas retomadas, principalmente com ar-condicionado ligado e dois ocupantes no banco traseiro.

Tanto o câmbio automático do Creta quanto o CVT do HR-V não reagem de imediato quando se pressiona totalmente o acelerador. Por isso, leva-se mais tempo para realizar ultrapassagem, que precisa ser bem calculada para não colocar a segurança em risco.

HR-V e Creta: quem levou a melhor no comparativo?

Suspensão

HR-V e Creta: quem levou a melhor no comparativo?

Equipados com rodas aro 17” e pneus de perfil baixo (60 no Creta contra 55 no HR-V), estão no limite do conforto em piso irregular. O Honda transfere mais as imperfeições do piso porque tem 1,1 cm a menos de borracha na altura. Aliás, o sistema de suspensão traseira desses dois SUVs é simples: eixo de torção.

O Creta inclina menos a carroceria nas curvas e a dirigibilidade tem mais a ver com automóvel. O HR-V não decepciona nas curvas e a carroceria inclina mais um pouco. Entretanto, ambos são equipados com controles de tração e estabilidade, que entram em ação no limite da aderência. Isso não significa estar imune à capotagem.

O Honda tem maior altura em relação ao solo e maior ângulo de saída. O Hyundai leva a melhor no ângulo de ataque.

HR-V e Creta: quem levou a melhor no comparativo?

Direção

HR-V e Creta: quem levou a melhor no comparativo?

Muito parecidas. HR-V e Creta têm direção com assistência elétrica, que não tira potência do motor. São leves em baixa, facilitando manobras, e com peso suficiente em alta na estrada. Porém, nenhuma delas transmite ao motorista a sensação de que o carro está sob controle.

A Hyundai declara diâmetro de giro de 10,6 m. A Honda divulga o mesmo valor na viragem entre meios-fios e de 11,4 m entre paredes. O Creta exige menos manobras na garagem. Colunas de direção têm regulagens de altura e distância. Posição de dirigir é mais elevada no Honda.

HR-V e Creta: quem levou a melhor no comparativo?

Espaço interno/ergonomia

HR-V e Creta: quem levou a melhor no comparativo?

HR-V e Creta têm dimensões semelhantes. O Honda tem 2 cm a mais no comprimento e no entre-eixos, um dos fatores determinantes do espaço interno. Dois adultos desfrutam de conforto no banco traseiro. O passageiro central somente em percurso curto. Vantagem do Creta é ter saída de ar-condicionado para ocupantes de trás. E a do HR-V, a modulação imbatível do sistema de bancos da Honda, que em apenas um único, fácil e leve comando transforma em plataforma única porta-malas e encosto do banco traseiro. Incrível a praticidade.

A maioria dos comandos está posicionada ao alcance das mãos do motorista. O que complica a ergonomia em ambos são muitos comandos no volante. O do Creta tem revestimento liso, que possibilita deslizamento acidental das mãos. Iluminação interna do HR-V é do tipo vagalume, com apenas uma lanterna no centro do teto. Luzes de leitura na dianteira iluminam muito bem. Tem mais: porta-luvas do HR-V sem iluminação é economia porca em carro de mais de R$ 100 mil. Enquanto o Creta tem luzes nos bancos dianteiro e traseiro, além do porta-luvas.

HR-V e Creta: quem levou a melhor no comparativo?

Porta-malas

HR-V e Creta: quem levou a melhor no comparativo?

Mesma capacidade: 431 litros. Não são enormes, mas suficiente para levar a bagagem da família sem muita arrumação com aproveitamento horizontal. A tampa do Honda fecha bem mais fácil.

O fechamento da tampa traseira do Hyundai exige força. As tampas dos porta-malas têm apenas uma pega de fechamento nos dois carros. Ambas do lado direito, o que dificulta para canhotos. Melhor seria centralizada ou uma de cada lado. Iluminação boa no compartimento de bagagens de ambos.

HR-V e Creta: quem levou a melhor no comparativo?

Tecnologia/segurança

HR-V e Creta: quem levou a melhor no comparativo?

Os dois modelos têm muitos itens de tecnologia/conforto, como seria esperado. Sistemas multimídias com Bluetooth, entradas USB e toda a parafernália de conectividade exigida atualmente, deixando o automóvel em destaque secundário. A versão Sport do Hyundai não está equipada com sistema de navegação como no Honda.

Segurança completa inclui apoios de cabeça e cintos de três pontos em todos os assentos, além dos controles eletrônicos de tração e estabilidade. Creta tem apenas airbags frontais obrigatórios por lei. No HR-V há o duplo frontal obrigatório e os laterais dianteiros. Além disso, o Honda obteve nota máxima na proteção aos adultos e crianças, enquanto o Hyundai levou quatro de cinco possíveis na de adultos e três na de crianças.

Faróis têm facho baixo curto nos dois carros, sendo de alcance menor no Honda. Isso obriga o motorista a lampejar o facho alto em algumas situações, com risco de ofuscar que vem em sentido contrário. HR-V tem freios a disco em todas as rodas, enquanto o Creta usa tambor na traseira.

HR-V e Creta: quem levou a melhor no comparativo?

Custo/benefício

HR-V e Creta: quem levou a melhor no comparativo?

Carros na faixa de R$ 100 mil, estão recheados de itens de conforto, segurança e conveniência. Mesmo assim, são caros pelo que oferecem. Cerca de 40% do preço são impostos e a margem de lucro dos fabricantes em países emergentes, como o Brasil, é maior. O preço do automóvel, na realidade, é aquele que o consumidor está disposto a pagar. Versão Sport do Creta tem preço sugerido de R$ 96.330 contra os R$ 102.990 da versão EXL do HR-V.

As duas configurações se situam abaixo das mais sofisticadas (Prestige do coreano e Touring do japonês). Diferença significativa de R$ 6.500, mas é preciso levar em consideração a estrutura da carroceria mais reforçada do Honda e o menor consumo de combustível. Por outro lado, a garantia do coreano é de cinco anos contra três anos do japonês.

HR-V e Creta: quem levou a melhor no comparativo?

Resultado

HR-V e Creta: quem levou a melhor no comparativo?

20 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Silvio Magno Santos Rodrigues 23 de setembro de 2018

    Bom dia, Gostaria de saber sobre os preços das revisões e seguro do HRV, Será que o investimento vale a pena???
    Queria saber também o que significa HRV???
    Só um comentário… Gosto muito de ouvir suas dicas ao longo da programação na rádio Sul Fluminense/96,1 FM – Barra Mansa/RJ – Parabéns!!!
    Um abraço!

    • mkmmm mml mlkmp´´pp´,ol, 8 de outubro de 2018

      lpmiopioimikmmoppopokoijmiuooioio´m

  • genilson marques 15 de junho de 2018

    EU NUNCA TIVE INTERESSE EM TER UM HRV, PORÉM NUM CERTO MOMENTO ESSE CARRO CAIU NAS MINHAS MÃOS, FIQUEI SURPRESO COM A MAQUINA, ELE É MUITO ALÉM DO QUE PUDE IMAGINAR, É UM CARRO MUITO BOM E ECONÔMICO.

    • Marcos 2 de novembro de 2018

      Com certeza meu caro, Honda é Honda!
      Podem falar o que quiser sobre outras marcas e modelos, mas é um carro que não dá problemas mecânicos, excelente assistência técnica e sua desvalorização é muito baixa!
      Já das outras marcas não dá para dizer o mesmo

  • Franklin 21 de março de 2018

    Os dois tem as suas limitações, mas é o que o mercado tem para oferecer.

  • Henrique 30 de janeiro de 2018

    Deveriam ter comparado o CR-V EXL com o Creta Prestige. Estão mais próximos em preço e equipamentos.

    • Carlos Andrade 16 de julho de 2018

      Como assim!? O CRV 18/18, que saiu de linha, custa 148 mil, o novo mais de 170 mil, já o Creta custa 103 mil. ???

  • Tato Santos 26 de janeiro de 2018

    Honda com controle de tração para mim é novidade…

  • Rafael 25 de janeiro de 2018

    Esses SUVS modinhas de 100 mil não me convencem. Onde foram parar os carros de verdade?
    Tenho um FOCUS 2015 2.0 de 178CV, que tirando o espaço interno a mais, nos outros quesitos esses dois perdem de longe! Potência, silêncio, segurança, tecnologia, suspensão traseira multilink. Você pisa e o bixão responde! Você joga o carro nas curvas e ele não afina! E o consumo é praticamente o mesmo!

    • Tato Santos 26 de janeiro de 2018

      Desculpe mas não é possi comparar dois seguimentos distintos. Creta e HR-V são Mini SUVs vosso Ford focus é automóvel médio. Estamos falando de tamanhaos, cargas e potências completamente diferentes.

    • Edu 30 de janeiro de 2018

      Nossa! Que Boy ! Pilotão hein !!???

    • Edu 30 de janeiro de 2018

      Uhuhuhu !!! Isso é que é piloto ! Gamei!

    • Daniel 1 de agosto de 2018

      Não tenho , focus mais já dirigi e também já andei nesses suvs até da mesma marca que o seu uma eco titanium e realmente se for compara com o focus não tem como e outra realidade focus é um baita carro e muito na frente de todos esses suvs.

    • Daniel 1 de agosto de 2018

      Com certeza e outra realidade , esses suvs não tem nem como se compara com o focus em nada.

  • Junior 24 de janeiro de 2018

    O correto seria comparar o Creta na versao Prestige, pois ambos estao na mesma faixa de preço e se fosse o Prestige, acredito que o resultado tivesse sido diferente….

    • Tato Santos 26 de janeiro de 2018

      Exatamente, e principalmente pela quantidade de air-bags que o Creta Prestige tem.

      Agora foi surpresa para mim a reportagem comentar que o HR-V tem controle de tração… Achava que nenhum veículo da Honda tinha controle de tração. Inclusive fui fazer recetemente tests drives no FIT HR-V e Civic e me foi informado que o sistema não era disponível em nenhum veículo da Honda atualmente (parece que o CR-V teria…)

      • EDENILSO DE OLIVEIRA 30 de janeiro de 2018

        TATO SANTOS, TANTO O CIVIC QUANTO A HRV TEM CONTROLE DE ESTABILIDADE, AGORA ATÉ O FIT JÁ VEM COM CONTROLE DE ESTABILIDADE

  • SEBASTIAO JOSE BORDION 24 de janeiro de 2018

    Prezado Sr Boris, gostaria de propor e pedir uma abordagem para o preço das revisões. O limite de 10.000 km estoura rapidamente no meu caso e os preços da Honda assustam. Os da Hyundai eu não conheço. Muito obrigado.

  • Eduardo R 24 de janeiro de 2018

    Prefiro meu Kicks.

  • Adilson 24 de janeiro de 2018

    Dono de um Creta pulse Plus….Estou encantado com o carro….Excelente….andei 3000 km este mês….segurança, estabilidade, conforto….tudo de bom…..Já de olho na versão lançada na Índia….

Deixe um comentário