Eclipse Cross: desengonçado da Mitubishi quer ser o ‘mais feio do mundo’

Hoje, o campeão de feiura é Pontiac Aztek, mas parece que os designers da marca japonesa se esforçaram para roubar a coroa

Por Boris Feldman28/09/18 às 18h50

Carros japoneses se destacam pela confiabilidade, mas dificilmente pelo estilo, sempre muito contido. A Mitsubishi segue esta linha básica, assim como Honda e Toyota.  Arroubos de ousadia foram manifestados recentemente pela Nissan, com o Juke e o Kicks. Nesta semana, a Mitsubishi lançou o Eclipse Cross. Do esportivo que veio para o Brasil na década de 90 – e virou queridinho de bem sucedidos jogadores de futebol -, manteve só o nome, pois virou utilitário esportivo (SUV).

E se os outros modelos da marca seguem o tradicional estilo careta, seus designers tiveram um lampejo de ousadia ao criar este novo SUV e decidiram “botar para quebrar”… Na minha pouco abalizada opinião, deveriam ter mantido a antiga linha “não fede nem cheira”, pois o resultado foi desastroso.

Eclipse Cross: desenho controverso
Foto Mitsubishi | Divulgação

Dianteira e laterais são bem comportadas e não comprometem. Mas, ainda bem que gosto não se discute, pois a traseira é quase unanimidade de tão mal enjambrada e agressiva.

Quem acompanha a história da indústria automobilística chega a comparar o Eclipse Cross com o Pontiac Aztek, eleito o carro mais feio do mundo. Ou com a traseira do Citroen C4 VTR, ambas tão desajeitadas quanto. Ou são designers da mesma escola ou fumaram a mesma maconha estragada antes de assumir a prancheta!

6 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • ALESSANDRA DE SOUZA COELHO 2 de outubro de 2018

    opinião desastrosa de quem publicou esse comentário.

  • Marcelo Zan 29 de setembro de 2018

    Boris, num mercado cheio de carros iguais, design diferenciado é atrativo. É claro que neste caso, não foram muito felizes…… mas o C4 VTR não é jabuticaba não….

  • Morri 29 de setembro de 2018

    Disastroso é o português do revisor dessa matéria

  • Armando 28 de setembro de 2018

    Gosto não se discute … Lamenta-se 😀😀😀

  • RAMON VINCENSI 28 de setembro de 2018

    Etios consegue ser pior

  • Rogis 28 de setembro de 2018

    Acho que até hoje ninguém ganha dos feioso Clio brasileiro.

Deixe um comentário