É fogo: GM faz recall após caso de incêndio até nos EUA

Multinacional enfrenta problemas de incêndio com seus veículos mais vendidos tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos

Por AutoPapo 19/12/19 às 18h27

A situação está pegando fogo para a GM. A empresa, que convocou recentemente um recall no Brasil para o novo Onix após algumas unidades serem consumidas pelas chamas, anunciou nesta semana uma ação parecida até nos Estados Unidos. Por lá, a campanha, que também é provocada por risco de incêndio, envolve as picapes Chevrolet Silverado e GMC Sierra.

Pelo menos uma unidade dessas picapes teria pegado fogo, mas, felizmente, não deixou vítimas. O problema, de acordo com a GM, é causado por excesso de cola, que é inflamável, nos cabos da bateria. Ao todo, 400 mil veículos estão envolvidos.

foto legenda 03 coluna 2118 chevrolet silverado 2019

Além dessa ação, a GM anunciou simultaneamente a realização de outro recall devido a uma falha de software. No caso, porém, o defeito está relacionado ao sistema de freios. Essa segunda convocação envolve 550 mil veículos e também inclui as picapes Silverado e Sierra, além do Cadillac CT6.

GM faz recall por causa de fogo também no Brasil

No Brasil, a Chevrolet anunciou, em novembro, um recall para os recém lançados Onix Plus e novo Onix. A medida foi anunciada após unidades do modelo pegarem fogo em diferentes regiões do país: um desses casos ocorreu dentro do pátio da empresa.

De acordo com o fabricante, o problema está no sistema eletrônico de gerenciamento do motor, que pode provocar a quebra do bloco. O consequente vazamento de fluido sobre componentes quentes seria o responsável pelas chamas.

Nesta semana, quando a história parecia solucionada, surgiu um novo capítulo. Alguns veículos sofreram grandes vazamentos de combustível: há, inclusive, registros em vídeo do problema circulando na internet.

Há menos de um mês nas lojas, já é a segunda vez que um Chevrolet Onix Plus pegou fogo, e a marca não explicou as ocorrências
Foto Notícias com Maritonio Dantas | Reprodução

O fabricante entrou em contato com os proprietários por meio do aplicativo My Chevrolet, prontificando-se a realizar o reparo. Porém, essa abordagem resultou em uma notificação do Procon-SP: o órgão ameaça multar a empresa em R$ 10 milhões por não ter convocado um recall para solucionar a falha.

O Onix é, desde 2015, o automóvel mais vendido do Brasil. Coincidentemente, o produto da marca com maior penetração no mercado norte-americano é a picape Silverado. Desse modo, a multinacional enfrenta problemas de incêndio com dois de seus veículos mais importantes em nível global.

6 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Joel Bueno Júnior 21 de dezembro de 2019

    Qualquer empresa séria já teria feito o recall mas, infelizmente, eles estão apenas preocupados com seu “faturamento” e a manutenção das vendas.
    Falta seriedade e responsabilidade!!

    • Avatar
      Carlos Roberto 21 de dezembro de 2019

      Isso não procede, tenho um Onix Plus,estou recebendo todo apoio da Chevrolet. O carro é ótimo!!

  • Avatar
    Yuri 21 de dezembro de 2019

    Gente porque só quando é GM que faz o recall por risco de incêndio tem todo esse alarde?
    não consigo entender!
    Quantas montadoras abrem recall por risco semelhante e ninguém fica nesse alarde todo, porque até marcas de luxo tem os mesmos problemas mas ninguém noticia da mesma forma!

    • Avatar
      Carlos Roberto 21 de dezembro de 2019

      Perfeito!!

    • Avatar
      Pablo 21 de dezembro de 2019

      E ai Autopapo qual a sua resposta?
      Porque vc não fala do Recall das outras montadores?
      Poderia escolher algum do Polo, Argo, Ka, ………

  • Avatar
    Fernando Miranda 19 de dezembro de 2019

    A pressa é inimiga da perfeiçao. Primeito o Polo e agora o Onix. E tem gente q ainda não entende por que eu pago mais caro num Toyota.

Avatar
Deixe um comentário