Ford GT: procura foi tão grande que edição limitada foi expandida

Produção inicial, limitada a mil unidades, teve que ser expandida devido a procura de até seis para um, divulgou a montadora

Por AutoPapo19/10/18 às 16h15

A Ford anunciou que está ampliando a produção de seu icônico esportivo, Ford GT. O objetivo é de suprir a demanda pelo modelo em diversos países. No total, serão fabricadas 1.350 unidades até 2020. As encomendas serão reabertas por um mês, a partir do dia 8 de novembro, em países selecionados.

ford gt 2019

Os interessados podem se inscrever no site do Ford GT e, se escolhidos, terão uma experiência de compra personalizada com um serviço de concierge.

“Houve uma procura sem precedentes pelo modelo, com a demanda superando a oferta em mais de seis para um”, disse Hermann Salenbauch, diretor da Ford Performance. “Ao prolongar a produção do Ford GT por um período limitado, conseguimos manter a exclusividade do superesportivo, que é um objeto de desejo, ao mesmo tempo em que oferecemos a experiência de propriedade a um maior número de clientes”.

Originalmente, o Ford GT teria produção limitada a mil unidades, que começaram a ser vendidas em 2016. O modelo de rua é um relançamento baseado no GT40, um carro de corrida especializado em provas de enduro que venceu as 24 horas de Le Mans quatro vezes.

Motor do Ford GT é o que interessa no modelo

O Ford GT tem um motor 3.5 V6 biturbo de alumínio, com 656 cavalos de potência, às 6250 rotações, e 76 kgfm de torque às 5900 rotações. A transmissão é automática de dupla embreagem e sete velocidades com opção de trocas manuais.  Para alcançar 100 km/h, o esportivo demora três segundos, e em 10 segundos ele ultrapassa os 200 km/h.

Simultaneamente, o modelo tem peso sem carga de 1.533 quilos, 4,76 metros de comprimento, 2 m de largura, 1,11 m de altura e 2,71 m de distância entre eixos. Nos Estados Unidos, o Ford GT tem preço estimado em cerca de US$ 450 mil, o equivalente a cerca de R$ 1.6 milhão, em conversão direta.

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário