Ford Ka Trail 2017: avaliamos o hatch com espírito aventureiro

A suspensão mais alta realmente ajude no rally urbano de buracos e quebra-molas, mas nem imagine caminhos mais difíceis

Por Sérgio Melo 28/05/17 às 13h40

Na esteira dos aventureiros “light” – na verdade hatches compactos com um temperinho a mais – que seduzem muita gente pela carinha jovem, impressão de robustez e maior disposição para a aventura urbana de buracos e lombadas ou, no máximo, uma estradinha de terra, a Ford lançou o Ka Trail.

Avaliação: Suspensão na versão Ford Ka Trail 2017 foi elevada em 3 cm, parte disso pelo aumento do aro da roda que passou de 14 para 15''.

Apesar do “visu”, a mecânica é basicamente a mesma dos irmãos caretas, mas a suspensão foi elevada em 3 cm, parte disso pelo aumento do aro da roda que passou de 14 para 15”; e o restante devido a molas mais longas.

Quanto à roupinha aventureira do Ka Trail 2017, destaque para as molduras nos para-lamas, rack no teto, faixa lateral, apliques imitando alumínio nos para-choques, pedaleiras esportivas e, faróis, lanternas e molduras dos faróis de neblina escurecidos.

O visual do hatch aventureiro é moderno e tem boa montagem dos componentes, mas os revestimentos são pobres. Praticamente tudo em plástico duro, com exceção de uma pequena área estofada próxima ao apoio de braço das portas dianteiras. O porta-malas decepciona: apenas 257 litros.

Como anda o Ka Trail 2017?

Em condução tranquila e comportada, o motor 1.0 flex tricilíndrico trabalha com boa disposição, mas quando solicitado em rotações mais elevadas se mostra pesadão, vibra muito e é exageradamente barulhento. A transmissão tem marchas bem escalonadas e engates definidos.

Contudo, a alavanca se torna um pouco pesada quando acionada de forma mais rápida.

Ford Ka Trail

Confortável nas posições dianteiras e com surpreendente espaço para as pernas de quem vai atrás, o interior merece elogios. Mesmo com o banco do motorista posicionado para alguém com 1,84 m de altura, sobram dois dedos de folga para os joelhos de alguém da mesma estatura no assento traseiro.

A condução é agradável, com direção elétrica que filtra a vibração das rodas, a posição de dirigir ligeiramente elevada e em termos de tecnologia. Destaque para a economia do moderno motor três cilindros, sistema de partida a frio sem tanquinho e assistente de partida em rampas.

O painel de instrumentos do Ka Trail 2017 é de fácil leitura, tem indicador de troca de marchas, mas não possui mostrador da temperatura do motor – item muito importante para sinalizar uma mudança de comportamento antes que a situação se agrave e o veículo fique inutilizável.

Outra ausência que chega a ser de difícil compreensão é a indisponibilidade de computador de bordo.

O sistema multimídia é simples, mas tem Bluetooth, streaming, comandos de voz e um detalhe capaz de causar inveja em veículos muito mais caros: um compartimento sobre o painel com conector USB e P2, cuja tampa pode ser posicionada no tamanho do seu celular.

Ford Ka Trail

Resultado? Seu smartphone fica em uma posição que permite fácil visualização e carregando a bateria o tempo todo, de forma prática e organizada.

Quanto à vocação aventureira do Ka Trail 2017, a suspensão mais alta realmente ajude no rally urbano de buracos e quebra-molas, assim como em uma estrada de terra bem cuidada. Contudo, nem imagine caminhos mais difíceis, pois sem tração 4×4 ou, ao menos, bloqueio do diferencial, é capaz de você ficar preso e ter que chamar o reboque.

Avaliação

O QUE É
Hatch compacto com 05 portas e capacidade para cinco ocupantes.

ONDE É FEITO
Brasil, Camaçari – BA.

PREÇO DO KA TRAIL 2017
R$ 47.690

COM QUEM CONCORRE
Embora sejam significativas as diferenças, os principais concorrentes do Ka Trail são Volkswagen Gol Track (R$ 43.990), Chevrolet Onix Activ (R$ 45.690) e Hyundai HB20X (R$ 59.645).

DESEMPENHO
Velocidade máxima é de 160 km/h e a aceleração de 0 a 100 km/h acontece em 15,3 segundos.

COMO BEBE
Embora a versão Trail ainda não tenha sido submetida aos testes de consumo do Programa Brasileiro de Etiquetagem do Inmetro, como a motorização e a mesma das demais versões 1.0, é provável que seja econômica como os irmãs, com nota máxima A/A. Em média, o consumo cidade/estrada das versões 1.0 já testadas ficou em 9,25 km/l e 10,75 km/l quando abastecido com etanol e 13,35 km/l e 15,50 km/l com gasolina.

SEGURANÇA
Na segurança só o basicão e sistema de fixação de cadeirinhas Isofix. Quanto ao comportamento em colisões, o Ka hatchback ainda não foi submetido a crash test pelo LatinNCAP, mas o Ka+, que tem a estrutura básica da dianteira e das laterais bastante parecida, foi ensaiado em 2015 e recebeu quatro estrelas das cinco disponíveis para a proteção de adultos e três para crianças.

Ford Ka Trail
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário