Ford lançará SUV para rivalizar com Jeep Compass

De acordo com publicação indiana, veículo será comercializado em mercados emergentes

Por AutoPapo08/01/18 às 09h55

A Ford planeja lançar utilitário esportivo para rivalizar com o Jeep Compass. De acordo com o site indiano Carwale, reproduzido pela edição brasileira de Motor1, o novo modelo já está em desenvolvimento e será comercializado em mercados emergentes. O novo SUV médio será feito sobre a mesma plataforma do Kuga (foto), mas deverá ser um pouco mais simplório se comparado ao premium.

O “nosso” Kuga, de acordo com o Carwale, terá cerca de 4,3 m de comprimento e espaço para cinco ocupantes. A estratégia de posicionar um novo produto, um SUV médio, acima do EcoSport é válida. O Jeep Compass é prova disso. Representando 11,9% do segmento, o modelo teve 49.187 unidades emplacadas no ano passado.

Ford trará para o Brasil SUV baseado no Kuga

A Ford segue os mesmos padrões adotados pela Volkswagen. A reportagem deste AutoPapo revelou, com exclusividade, os planos da fabricante alemã no segmento de SUVs. Os norte-americanos deverão seguir o mesmo caminho.

A nova estratégia faz parte de plano que a empresa faz para tentar estancar suas perdas nos mercados emergentes, especialmente na América do Sul. A Ford vem tendo prejuízos em nosso continente desde 2013. Apenas nos primeiros meses de 2017, a norte-americana perdeu US$ 587 milhões. De acordo com a Bloomberg, executivos da empresa já até cogitam a saída da companhia do nosso mercado. No entanto, segundo fontes, isso não acontecerá.

Ford no Brasil

A Ford nunca conseguiu se estabelecer como a favorita dos brasileiros, controlando uma média de 9,5% do mercado de automóveis e comerciais leves, segundo dados da Federação Nacional de Distribuição de Veículos (Fenabrave). Historicamente, a norte-americana nunca superou nas listas de automóveis mais vendidos VolkswagenFiat e Chevrolet. A Ford fechou 2017 na quarta posição, com 9,52% de market share.

5 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Eduardo Silva Junior 20 de junho de 2018

    A Ford não vende mais no país, porque os brasileiros olham preço e não qualidade.
    A Fiat fabrica os carros mais “pelados” do país para poder atender aos compradores de baixa renda e seus carros estão srmpre com problemas elétricos. Me diga se você nunca viu um Fiat, até novo, com um farol queimado ou com uma lantetna defeituosa? A Volks faz a mesma coisa para abaixar o preço, porém por ter mais tempo no nosso mercado e por levar o nome de “econômico” em consumo de combustível e custo de manutenção desde a época do Fusca, consegue ter uma melhor classificação apesar de ter um acabamento e conforto pífio comparado com os concorrentes.
    A GM, concorrente de mesmo país sede, no quesito aacabamento é no mesmo patamar da Ford, porém para poder ter preços mais acessíveis ao cliente baixa renda, deixou seus carros com baixa qualidade em segurança. Se o governo brasileiro fosse decente, metade dos modelos da GM não seriam fabricados no país, pois seus carros se partem como uma “folha de papel”, além de terem manutenção cara, e os com motores de maior potência serem verdadeiros beberrões.

  • Carlos 29 de janeiro de 2018

    Tirando a ecosport que teve um pouco de mercado onresto da Ford eh para mercados como o nosso mesmo… que acha que entende de carros. Eu conheço alguns diretores da Ford.. . Todos sem excecexceção se consideram entendidos … mas não passam de crianças num Jardim da infância automobilística

  • IVAN VASCONCELLOS 9 de janeiro de 2018

    Pois é, pra variar a Ford vai “dar com os burros n’água” de novo. Enquanto tiverem essa mentalidade de “empurrar” automóveis de segunda linha, especiais para “mercados emergentes”, não vão conseguir concorrer.
    Me parece que os Brasileiros já não são mais tão inocentes quanto antes, veja se o Jeep Compass ou o Toyota Corola são carros de “mercado emergente”?
    Quando se trata de carro de entrada, vale tudo por conta da falta de recursos econômicos, até mesmo os pouco seguros Onix, HB20 etc. Mas nessa faixa de preço, não tem cabimento um carro “emergente”. Eu não o compraria!!!

  • Eduardo P. deSouza 9 de janeiro de 2018

    Chevrolet Equinox que se cuide…se ele tiver os motores Ecoboost 1.5 e 2.0, terá uma boa disputa, já que a GM pretende colocar o 1.5 Ecotec turbo no Equinox

  • Jorge Luiz Moreira Santana 8 de janeiro de 2018

    É muito simples basta a Ford baixar os preços de suas peças, pois isto é a maior reclamação de quem tem um Ford ou que já teve. Tive um Ford Focus 2013, precisei trocar as palhetas que limpa o apara briso na concessionaria mim cobraram R$ 240,00, isto em 2014. Hoje já estou no 2º corolla o atual é 2018 e muito feliz pois os preços das revisões e peças são justas.

Deixe um comentário