Fusion híbrido chega à Argentina pela 1ª vez

Enquanto modelo tem fim da produção no México anunciado, configuração exclusiva importada da Espanha começa a ser vendida na Argentina

Por AutoPapo11/06/19 às 19h38

Depois de lançar o Fusion sem a opção de motor 2.7 nos Estados Unidos, a Ford levou a configuração híbrida do sedã para a Argentina pela primeira vez. Em momento inesperado, a empresa disse estar testando a resposta do mercado ao Fusion híbrido.

ford mondeo vignale hibrido fusion dianteiro Enquanto modelo tem fim da produção no México anunciado, Ford Fusion híbrido importado da Espanha começa a ser vendido na Argentina.

A versão híbrida é a nova topo de linha na gama do Fusion argentino. Ela também representa um retorno da linha “Vignale” para o país. Por lá, o modelo tem o nome de Mondeo. O acabamento é diferenciado, e até mesmo os faróis do Fusion híbrido Vignale são diferentes das outras versões.

Em entrevista ao site argentino Autoblog, um porta-voz da empresa no país vizinho, Santiago Labella, disse que a chegada da novidade marca “o início de uma nova era do portfólio de produtos da Ford na Argentina”.

ford mondeo vignale hibrido fusion Enquanto modelo tem fim da produção no México anunciado, Ford Fusion híbrido importado da Espanha começa a ser vendido na Argentina.

Labella também disse que o modelo estava chegando ao país na configuração Vignale devido aos gostos dos argentinos. De acordo com ele, nossos vizinhos têm um gosto mais aproximado ao dos europeus, enquanto os brasileiros têm mais relação com os norte-americanos.

No Brasil, o Fusion híbrido é vendido desde 2010. No início deste ano, o sedã recebeu o que deve ser sua última reestilização. Também já foi anunciado, pela Ford global, que o modelo deixará de ser produzido no fim de 2020.

Será que o Fusion híbrido vai continuar sendo fabricado?

Por isso, é possível que sua chegada tardia à Argentina seja uma forma de testar o público para a categoria dos híbridos. E a fala de Labella parece comprovar isso. “[…] é esperado que novos veículos híbridos da marca sejam acrescentados [ao mercado argentino] no futuro”, disse ele.

“Está nos nossos planos continuar analisando seriamente quais outros veículos nós temos disponíveis globalmente e que nosso mercado [o argentino] aceita […]”, terminou ele.

Ao mesmo tempo, é possível que o Fusion híbrido continue sendo vendido na Argentina, ao contrário de se extinguir juntamente com o resto da gama. Outro detalhe que poderia apontar para tanto é que a configuração é fabricada na Espanha, enquanto as outras versões do Mondeo são feitas no México, assim como o Fusion brasileiro.

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Fabio 11 de junho de 2019

    Gostei da frase….o público Argentino segue o mercado Europeu e o Brasileiro, o mercado Americano. Bem, vejamos: os carros que mais vendem por aqui, ainda sao os pequenos, que não venderiam no mercado Americano. Os hatches médios, com preços elevados vendem pouco, por isso é melhor subir o preço, pra rentabilizar. Estou ansioso para que a Toyota desafie a lógica das outras montadoras e lance o hatch médio do Corolla.

Avatar
Deixe um comentário