Nossa gasolina – quem diria – entre as melhores do mundo

A gasolina brasileira já foi tão ruim que as fábricas alteravam o motor dos carros importados para o nosso mercado

Por Boris Feldman03/08/19 às 09h00

A gasolina brasileira tem um inexplicável histórico de trapalhadas, distorções e variações de padrão e qualidade. Ela era achincalhada, comparada com as piores do mundo e provocava problemas nos motores, pois tinha tudo ao contrário: baixa octanagem, elevado teor de enxofre e densidade variável.

No passado, carros importados para o Brasil eram tropicalizados: as fábricas reduziam a taxa de compressão para permitir a convivência dos motores com a gasolina brasileira, reduzindo desempenho e aumentando o consumo. A “melhorzinha” na época era a “azul” (a normal era a “amarela”), com valor ligeiramente superior de octanas.

Melhorias na gasolina

A octanagem (ou poder antidetonante) da gasolina era obtida com a adição de chumbo tetraetila, um aditivo que provoca lesões no organismo e proibido, hoje, em quase todos os países. No Brasil, foi substituído pela adição de álcool.

Outra conquista que contribuiu para um salto de qualidade da gasolina nacional foi a recente redução do teor de enxofre, de 800 para 50 ppm. Ela subiu de patamar, mesmo com a exagerada proporção de álcool (começou com 12% em 1982 mas já atingiu hoje absurdos 27,5%) que aumenta o consumo por ter menor poder energético.

A rigor, sua venda no Brasil é uma prática desonesta pois paga-se por gasolina mas recebe-se mais de 25% de álcool, com menor poder calorifico. Nos EUA existe a gasolina com 10% de álcool, mas o freguês é informado de ser outro produto, chamado gasohol.

A ANP tentou, há três anos, aditivar a gasolina brasileira na fonte, para reduzir a carbonização dos motores. Tentativa frustrada para subir mais um degrau de qualidade: não conseguiu “peitar” a poderosa Petrobrás que alegou dificuldades técnicas e ficou tudo por isso mesmo

Além dos problemas naturais da gasolina nacional, ela ainda sofre “batismos” em postos desonestos, que, pela fiscalização ineficiente, se sentem à vontade para adulterá-la adicionando mais álcool ou misturando solventes ou outros compostos orgânicos, prejudiciais ao rendimento e durabilidade do motor.

Falo sobre a gasolina adultera. Confira!

Hoje, a gasolina brasileira tem octanagem é alta e o teor de enxofre é baixo, mas ela ainda tem o problema da densidade (relação entre massa e volume) variável. Está no entorno de 0,75 kg por litro, mas não existe a obrigatoriedade de um valor mínimo.

Densidade de um combustível é determinante no rendimento de um motor: quanto maior, mais energia liberada em sua combustão. A ANP estabeleceu octanagem mínima e teor máximo de enxofre, mas enfrentava dificuldades para padronizar a densidade pois a Petrobras reagia, alegando variações no petróleo e na tecnologia de suas refinarias.

A densidade da gasolina no país varia por três motivos:

  1. Empresas independentes importam cerca de 15% do volume comercializado. E, quanto “mais leve” (menor densidade), menor o custo;
  2. A adulteração é feita com solventes, o que reduz a densidade;
  3. A própria Petrobras não tem uma densidade padronizada entre suas diversas refinarias.

A falta de um valor mínimo obrigatório enlouquece os engenheiros das fábricas, forçados a ajustar seus motores para uma densidade variável, o que prejudica sua eficiência.

Além disso, o fabricante também se vê em apuros ao declarar um consumo que poderá não ser obtido pelo motorista, pois também depende da densidade da gasolina no tanque.

A ANP acaba de anunciar que prepara uma resolução que estabelecerá um padrão para a densidade da gasolina (e aproveita para sugerir que a octanagem seja expressa em RON, como na Europa).

A Petrobras concordou com a proposta, pois investiu n a tecnologia do refino, aumentando sua qualidade. Além disso, está em processo de se desfazer das refinarias e se concentrar na extração e venda do petróleo. Mas os importadores já chiaram com a possibilidade de uma densidade mínima, alegando elevação de custos. O que não deixa de ser bom sinal.

Seja lá como for, com padrões de octanagem, enxofre e densidade se equivalendo a índices internacionais, nossa  gasolina passará a figurar entre as melhores do mundo.

Foto Marcello Casal Jr | Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr | Agência Brasil
Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (11 votos, média: 4,64 de 5)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
SOBRE
9 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Mister Gasosa 5 de agosto de 2019

    O que queima o Brasil é a fiscalização precária da qualidade da gasolina nos postos de combustível. O dono do posto, o gerente e até os frentistas deviam ser presos por vender gasolina adulterada, sendo que hoje apenas o gerente é preso (laranja).

    • Avatar
      Luis Alex Dornelles Gomes de Freitas 15 de agosto de 2019

      Aqui em Atlanta GA (USA), paguei US$ 31.31
      Por 13,61 galões.

      US$ 31.31 = R$ 128,00
      13,61 Galões = 64 litros

  • Avatar
    Rondinelli 4 de agosto de 2019

    Que piada né?! Dizer que a gasolina vendida no Brasil é boa, nunca foi, essa gasolina sempre foi essa porcaria. “Nossa”, aliás, a gasolina que é vendida no Brasil é um lixo. A fiscalização, se é que ela existe, não é eficiente.
    Os postos vendem qualquer coisa menos combustível de qualidade, sem falar no preço que estar longe de ser justo, mas afinal o que esperar não é mesmo? Estamos no Brasil e aqui é normal, isso mesmo, normal vender coisas que não tenham qualidade sem se importar nem um pouco com o que pensamos. Mas por outro lado o povo aceita qualquer porcaria então se ninguém reclama por que mudar não é mesmo? Aqui é Brasil.

  • Avatar
    Ninguém 4 de agosto de 2019

    São um câmbio de ladrões corruptos desonesto fraudulentos é uma perda dentro das outras,
    Isso não é gasolina é medalina com um monte de baboseiras é o pior é que pagamos caro neste poicaria ,
    É nem um governo faz nada a não ser encher seus bossos com nosso dinheiro
    Cambada de ladrões

  • Avatar
    BRUNO HENRIQUE 4 de agosto de 2019

    Em Fortaleza CE, etanol R$ 3,77 e Gasolina comum R$ 4,79

    • Avatar
      George 4 de agosto de 2019

      E absurdo o preço do combustível, no Brasil

  • Avatar
    edimar 4 de agosto de 2019

    Gasolina mais cara do mundo

  • Avatar
    Fabio 3 de agosto de 2019

    Curto e grosso. O petróleo é nosso. Sim, a afirmação é correta, para quem roubou e quebrou a Petrobras na era recente. Por isso sempre pagamos caro, e agora, pagamos caro novamente, para pagar seu altíssimo endividamento. Por isso estão vendendo todas suas subsidiárias apressadamente. Se houvesse realmente concorrência, a empresa teria mais eficiência e o mercado determinaria seu real tamanho.Lamentavel é ver quem roubou a empresa, fazer delação e aproveitar o dinheiro que roubou. E nós pagaríamos o valor correto.

  • Avatar
    THIAGO 3 de agosto de 2019

    É MENTIRA, A GASOLINA DO BRASIL, É MAIS CARA DO MUNDO, ENQUANTO NA CAPITAL PAULISTA, O PREÇO DO ÁLCOOL ESTAR R$ 2,29, ENQUANTO O PREÇO DO ÁLCOOL NO SUL DE MINAS, CUSTANDO R$ 3,10, NÃO VI NENHUMA DIMINUIÇÃO, SIGNIFICATIVA NO PREÇO DA GASOLINA, NO ESTADO DE MINAS GERAIS, OS PREÇOS DA GASOLINA ESTÃO QUASE MESMO PREÇOS, POSTO 1 R$ 4,69, POSTO 2 R$ 4,86,POSTO 3 R$ 4,79, POSTO 4 R$ 4,75, POSTO 5 R$ 4,59, O POSTO NUMERO 5, ESTAR BARATO NO GRITO, O NOSSO PODER DE COMPRAS ESTAR CADA VEZ MAIS DIMINUINDO E NOSSO DINHEIRO CADA VEZ MAIS, ESTAR PERDENDO VALOR, AOS CAROS LEITORES, DIVULGUEM O PREÇO DA GASOLINA E DO ÁLCOOL NA SUA CIDADE, NO POSTO NUMERO 5, O PREÇO DO ÁLCOOL ESTAR R$ 2,79.
    NA NOTA FISCAL, VEM OS TRIBUTOS DO ESTADO E FEDERAL, OS TRIBUTOS APROXIMADOS, SÃO R$ 6,72 (13,44%) PARA GOVERNO FEDERAL, NO ESTADO DE MINAS GERAIS O TRIBUTO ESTADUAL SÃO DE 14,50 (29,00%), QUANTOS TRIBUTO SÃO ARRECADO AO DIA, PRINCIPALMENTE EM MINAS GERAIS,OS TRIBUTOS COBRADOS NO COMEÇO DO ANO, AO ABASTECER NOS POSTOS, ERAM R$ 9,41 PARA O GOVERNO FEDERAL, PARA ESTADO DE MINAS GERIAS ERAM DE R$ 20,30 PARA GOVERNO ESTADUAL, PRINCIPALMENTE PARA O ESTADO DE MINAS GERAIS, QUANTOS MILHÕES, SÓ DE IMPOSTO ESTADUAL DO GOVERNO DE MINAS, ARRECADAVA NESSE VALOR DE IMPOSTO DE R$ 20,30 EM UM DIA, AOS CAROS LEITORES, DIVULGUEM O VALOR DO IMPOSTO FEDERAL E ESTADUAL,QUE VEM NA NOTA FISCAL, APÓS ABASTECER SEU CARRO, VAMOS MOSTRAR O POVO NÃO É BOBO, NEM TONTO, NÃO TEVE UMA DIMINUIÇÃO, SIGNIFICATIVA NA GASOLINA.

Avatar
Deixe um comentário