Por que o Nissan March perdeu estrelas nos testes de segurança?

Modificações nas características de projeto do veículo ou adoção de critérios mais rigorosos no crash test são fatores que provocam perda de pontos

Por Boris Feldman31/07/18 às 17h30

Um automóvel pode ser “rebaixado” nos testes que simulam impactos (crash tests) por dois motivos:

1. Modificações no projeto ou nos componentes podem ter comprometido o nível de proteção aos ocupantes;

2. Os órgãos especializados em testes de segurança tornaram seus critérios mais rigorosos.

No primeiro caso, um bom exemplo que ocorreu no Brasil foi com o Peugeot 208. Ele tinha sido avaliado positivamente pelo LatinNCAP, uma entidade uruguaia independente que realiza crash tests em modelos comercializados nas América do Sul e Central: recebeu quatro (das cinco possíveis) estrelas para ocupantes dos bancos dianteiros e duas nos traseiros.

Em 2016, ao submetê-lo novamente aos testes, o 208 perdeu duas estrelas pois desta vez houve o de impacto lateral e a Peugeot tinha retirado as barras laterais de proteção das portas. Componente que continuava presente no modelo europeu, mas não no brasileiro.

O LatinNCAP realiza testes com modelos de diversos mercados e, às vezes, atribui um resultado inferior em relação ao país onde é comercializado. A Ford Ranger, por exemplo, teve testado um modelo vendido na Colômbia, sem airbags. E “tomou pau”. Como a versão brasileira já oferecia (antes da obrigatoriedade legal) as bolsas infláveis frontais, óbvio que seu resultado teria sido superior no mesmo teste.

Um bom exemplo para o segundo caso foi o divulgado nesta terça (31) pelo Latin NCAP, que deu “bomba” no Nissan March, reduzindo o resultado anterior (de três) para apenas uma estrela de proteção ao motorista e passageiro. Primeiro, porque foi introduzido o teste lateral. Segundo, porque passou a influir também, no resultado final, a presença de equipamentos de segurança passiva e ativa.

No caso do March, ele não oferece o controle eletrônico de estabilidade (ESC) nem o sistema Isofix para ancoragem das cadeirinhas infantis. Ambos já presentes na maioria dos compactos mais modernos que o da Nissan.

Por que o March perdeu estrelas nos testes de segurança?

Foto e vídeo Latin NCAP | Divulgação

1 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Vander 2 de agosto de 2018

    É um absurdo retirarem itens de segurança para obterem mais lucros aqui! Culpa disso é do povo que ainda assim compra!
    Culpa do nosso país que não patrocina a LatinNcap ou prepara um centro desses aqui no País (o que seria mais caro)!

Deixe um comentário