Nissan Kicks e Toyota Corolla híbridos serão produzidos no Brasil

Expectativa é de que os dois modelos estejam disponíveis no mercado brasileiro até 2021; SUV e Sedã híbridos já rodam em testes

Por AutoPapo16/01/19 às 11h41

Dois eventos importantes para o universo automobilístico acontecem neste mês de janeiro nos Estados Unidos, a CES e Salão do Automóvel de Detroit. Entre as muitas novidades apresentadas, destacamos duas que virão em breve para o Brasil e prometem chacoalhar o mercado dos eletrificados: as versões híbridas dos modelos Nissan Kicks e Toyota Corolla.

A expectativa é de que até 2021 os Nissan Kicks e Toyota Corolla híbridos estejam disponíveis para os motoristas. Conheça mais sobre os modelos:

Nissan Kicks

De acordo com a Nissan, o SUV híbrido deve ser produzido em Rezende (RJ) até 2021. A fabricante registrou, há aproximadamente um ano, o sistema e-Power, tecnologia que pode equipar o Kicks híbrido.

A versão eletrificada do Nissan ainda não é fabricada em outros países, mas o mercado especula que ela seja baseada no Note e-power japonês, versão híbrida de uma minivan compacta que compartilha a mesma plataforma com o SUV vendido por aqui.

Já existem unidades do Kicks híbrido (com sistema e-power) rodando em testes do no Brasil. De acordo com a Revista Auto Esporte, uma fonte ligada à fabricante afirmou que o projeto do Kicks e-power está indo bem, porém ainda está em estudo de viabilidade e de custos.

O sistema e-power se caracteriza por utilizar apenas um pedal como acelerador e freio. Além disso, diferente dos híbridos tradicionais, o motor 1,2 litro, com 80 cv e 11 mkgf a gasolina, apenas carrega as baterias, enquanto a tração é garantida pelo motor elétrico.

No Japão, o Note e-Power registra médias de consumo superiores a 35 km/l, a potência do automóvel é de 109 cv, menor que os 114 cv gerados pelo Kicks convencional. O torque é de 25,9 mkgf, muito acima dos 15,5 mkgf do SUV.

Executivos afirmam que Nissan Kicks e Toyota Corolla híbridos serão produzidos no Brasil. Expectativa é de que os dois modelos estejam disponíveis até 2021.
Nissan Kicks deve ganhar versão híbrido no Brasil até 2021 | Divulgação

Toytota híbrido – e flex

A Toyota prometeu, no final de 2018, que o primeiro modelo híbrido flex a ser vendido pela marca será o novo Corolla, no fim de 2019.

O Corolla sedã será completamente reformulado em relação ao atual e deve ser lançado, nos Estados Unidos, em abril.

Os investimentos feitos pela Toyota na fábrica de Indaiatuba (SP) são um indicativo de que está sendo preparada a produção do modelo atualizado, o primeiro híbrido flex a ser produzido em série e comercializado regularmente.

Executivos afirmam que Nissan Kicks e Toyota Corolla híbridos serão produzidos no Brasil. Expectativa é de que os dois modelos estejam disponíveis até 2021.
Toyota Corolla Híbrido | Divulgação

Desde março de 2018 a Toyota realiza diversos testes de rodagem com um protótipo híbrido flex no Brasil construído sobre a plataforma de um modelo Prius, atualmente o único representante eletrificado da Toyota vendido no Brasil.

Estudos realizados pela Toyota do Brasil apontam que o híbrido flex possui um dos mais altos potenciais de compensação e reabsorção na emissão de CO² gerado desde o início do ciclo de uso do etanol extraído da cana-de-açúcar, passando pela disponibilidade nas bombas de abastecimento e sua queima no processo de combustão do carro. Quando abastecidos apenas com etanol (E100), os resultados se mostraram ainda mais promissores.

O novo Corolla é construído sobre plataforma TNGA e será maior que a atual. Ele terá 2,70 metros de distância entre-eixos, 4,64 m de comprimento, 1,78 metro de largura e 1,43 m de altura. Clique aqui para saber mais sobre o Corolla 2020.

Em entrevista para o UOL Carros durante o Salão de Detroit, Steve St. Angelo, chefe da Toyota na América Latina, afirmou que até 2025 a fabricante oferecerá pelo menos uma versão híbrida de cada modelo lançado por aqui.

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário