Segurança veicular será padrão no Brasil e na Argentina

Unificação das especificações técnicas na produção do setor automotivo foi assinada; 76% dos automóveis exportados pelo Brasil vão para o país vizinho

Por AutoPapo27/08/18 às 12h43
Com Agência Brasil

Os governos do Brasil e da Argentina formalizaram, na última sexta-feira, 24, um memorando que prevê a unificação das especificações técnicas na produção do setor automotivo dos dois países. Os técnicos terão 180 dias para estabelecer as bases da uniformização relacionadas à segurança veicular e criar os parâmetros do padrão no Brasil e na Argentina.

Passados os primeiros três meses, outras equipes devem seguir trabalhando para padronizar as exigências dos países relativas a emissões sonoras e de gases poluentes, eficiência energética e autopeças. A estimativa do governo é que todo o processo de convergência de normas leve cerca de dois anos.

Também está previsto, no acordo assinado pelos ministros Aloysio Nunes Ferreira, das Relações Exteriores; Marcos Jorge, da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, e o argentino Dante Sica, da Produção, um grupo de trabalho de regulamentos técnicos automotivos para acompanhar a homologação doméstica dos veículos de distintas categorias e identificar divergências e correspondências entre as regulamentações de cada mercado.

Relevância do padrão no Brasil e na Argentina

De acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), 76% das exportações do setor automotivo brasileiro vão para a Argentina, seguido do México (7%), Chile (5%), Uruguai (4%), Colômbia 3% e Peru (2%).

De janeiro a abril de 2018, 76% das exportações brasileiras, de 253,4 mil veículos, foram para a Argentina. O país, por sua vez, exportou 70% de sua produção de veículos para o Brasil.

São exemplo de modelos trazidos da Argentina: Fiat Cronos, Ford Ranger, Toyota Hilux e Ford Focus. Por outro lado, vendemos para os vizinhos o Fiat Argo e o Volkwagen Gol. Esses modelos deverão, em breve, ser produzidos com base no mesmo padrão no Brasil e na Argentina.

Ministros assinaram um memorando que estabelece, para o setor automobilístico, um mesmo padrão no Brasil e na Argentina. Segurança veicular é um parâmetro.

“[O memorando] vai possibilitar que nossas equipes já comecem os trabalhos para convergência regulatória, ou seja, que tenhamos regulamentos similares para o automotivo”, disse o ministro Marcos Jorge sobre a adoção do novo padrão no Brasil e na Argentina. Para ele, o ambiente de negócios entre os dois países deve melhorar com a padronização técnica no setor.

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário