Placa Mercosul é adotada no Rio de Janeiro

A partir desta terça-feira, 11, novo padrão de placas já estará disponível para os carros fluminenses; valor, no Estado, será de R$ 219,35

Por AutoPapo11/09/18 às 10h31

O Departamento de Trânsito (Detran) do Rio de Janeiro apresenta oficialmente, nesta terça-feira, 11, o novo padrão de chapas do Brasil. O Estado será o primeiro a implantar a placa Mercosul. Até o dia 1º de dezembro, o modelo não será obrigatório. Ficará a cargo dos motoristas optar pela placa Mercosul ao realizar operações que envolvem novas chapas. De acordo com o Detran-RJ, o valor, no Rio de Janeiro, se manterá o mesmo: R$ 219,35. Demais estados têm autonomia para precificar o dispositivo.

A placa Mercosul atende às resoluções 729 e 733 do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e será adotada aos poucos. Inicialmente, as chapas com o novo padrão serão instaladas nos emplacamentos de carros zero quilômetro, transferências de propriedade, de jurisdição e de município, alteração de categoria e troca de placas danificadas.

A partir de dezembro, todos os Estados brasileiros adotarão o padrão Mercosul atendendo aos parâmetros acima.

Placa Mercosul: vantagens e desvantagens

A nova placa promete maior segurança aos proprietários de veículos, já que apresenta dispositivos que dificultam a clonagem. O novo padrão terá código único e conterá todos os dados de confecção da placa, desde a identificação do fornecedor até o número, data e ano e modelo de fabricação do carro. Dessa forma, a autoridade policial identifica instantaneamente onde a placa Mercosul foi confeccionada e a qual veículo pertence. Por consequência, se as características não coincidirem, será possível saber se o veículo é clonado ou não.

A rastreabilidade do veículo, outra possibilidade colocada pela placa Mercosul, será realizada por meio de um aplicativo que o Denatran vai disponibilizar gratuitamente para as polícias até o fim de setembro.

Diferente do padrão da placa Mercosul adotado no Uruguai e na Argentina, as novas chapas brasileiras apresentarão a bandeira do estado e o brasão da cidade em que o carro está registrado. Esse detalhe fará com que os motoristas brasileiros tenham que pagar por uma nova placa a cada vez que transferirem um veículo de cidade.

Começa a adoção da placa Mercosul no Rio de Janeiro. Lá, as chapas custarão R$ 219,35. A partir de 1º de dezembro, o novo padrão será obrigatório no Brasil.
Foto Denatran | Reprodução

Cores da placa Mercosul

A categoria dos veículos será indicada pela cor da combinação alfanumérica da placa Mercosul: particular|preta, comercial e aprendizagem|vermelha, oficial|azul, especial|verde, diplomático|amarela e colecionador|prateada.

4 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Evaldo Machado Amaro 6 de outubro de 2018

    não consigo cadastrar meu taxi em nenhum aplicativo com a nova placa Mercosul

  • WAGNER DA SILVA 14 de setembro de 2018

    Isso é um roubo.pelo que vejo as placas não são refletivas.
    Aí depois te vende a refletiva.
    Pais de ladrão e corruptos.

  • Elon 14 de setembro de 2018

    Inventam de tudo para mecher no bolso do trabalhador. O governo ladrão esse.

  • Vitor Henrique Ortega da Silva 11 de setembro de 2018

    Mais uma modalidade de nós roubarem, só isso.

Deixe um comentário