Vendas, importação e produção de veículos crescem em maio

Até mesmo a exportação de automóveis foi maior no último mês; especialistas comentam os números do mercado automobilístico

Por AutoPapo08/06/19 às 15h40

Apesar dos índices econômicos desastrosos, o mercado automobilístico brasileiro fechou o mês de maio com bons resultados. Balanço foi positivo na venda de novos, usados, na importação, na exportação e na produção de veículos nacionais.

De acordo com a Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), a produção de veículos teve alta de 29,9% em maio, se compararmos o mês com o mesmo período de 2018. Foram montados 275,7 mil unidades, contra 212,3 em maio do ano passado. Em relação a abril, o crescimento na fabricação foi de 3,1%.

Além disso, o mercado interno manteve bom ritmo. De janeiro a maio de 2019, o Brasil acumulou alta de 12,5% na venda de automóveis. Segundo o presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes, “a produção só não acompanha esse patamar em função da expressiva queda das exportações para a Argentina”.

O segmento de caminhões teve o melhor mês em vendas desde dezembro de 2014.

A comercialização de veículos também foi um pouco mais baixa que a produção. Ainda assim, registrou 21,6% de crescimento. No total, 358.470 veículos zero, incluindo caros, motos, ônibus, caminhões e comerciais leves, foram comprados em maio. A informação é da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Produção de veículos apresenta alta de 29,9% em relação a maio de 2019. Venda de novos e usados também apresenta bons resultados.
Fábrica da Mercedes em Iracemápolis | Divulgação

A Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto) divulgou, no relatório dos resultados do mês de maio, que na comparação com as vendas realizadas em abril, o mercado de usados apresentou um resultado positivo de 8,6%.

O mesmo informativo mostra que o resultado de maio deste ano, em comparação com o mesmo mês de 2018, teve um avanço de 4,4%. O resultado acumulado de janeiro a maio deste ano, comparativamente ao ano passado, também se manteve positivo em 1,6%.

Apesar da crise na Argentina, um dos mais importantes mercados do Brasil, as exportações registraram aumento em relação ao mês anterior. Em maio, o número de carros vendidos para fora do país foi de 20,7% maior que o de abril.

Importados

Seguindo a tendência da comercialização e da produção de veículos, o segmento dos importados também registou alto. Dados da Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (Abeifa) apontam que maio teve crescimento de 4,9% em relação a abril.

Produção de veículos apresenta alta de 29,9% em relação a maio de 2019. Venda de novos e usados também apresenta bons resultados.
Carros importados no porto de Paranaguá | Reprodução

Se comparado com o mesmo período de 2018, o cenário muda. Em maio do ano passado, a venda de importados foi 4,4% maior.

Na avaliação de José Luiz Gandini, presidente da Abeifa, “a persistência da moeda norte-americana acima dos R$ 4,00 e falta de confiança do consumidor na economia brasileira ainda impactaram o setor de importados. Ainda assim, o segmento conseguiu índices de crescimento mensais desde janeiro. Já é um alento!”.

Confira as marcas importadas que mais venderam em maio

Ranking Marca Unidades Alta
1 Kia Motors 888 unidades 4,3%
2 Volvo 702 23,6%
3 BMW 530 -0,2%
4 Land Rover 199 -3,9%
5 Jac Motors 189 34%

Entre as fabricantes associadas à Abeifa que também têm produção nacional, BMW, CAOA Chery, Land Rover e Suzuki fecharam maio último com 2.655 unidades emplacadas, total que representou alta de 4,3% em relação a abril de 2019, quando totalizaram 2.546 unidades e significaram alta de 37,5% ante maio de 2018, quando anotaram 1.931 unidades.

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (4 votos, média: 4,00 de 5)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário