Renault Fluence

Com frente renovada, bastante conteúdo e espaço interno generoso

Por Sérgio Melo01/04/16 às 17h01

Longe dos líderes do segmento, Toyota Corolla e Honda Civic, a Renault aposta na reestilização, bom conteúdo e preço competitivo para conquistar um lugar ao sol no mercado. Fabricado na Argentina, o Fluence é bem servido desde a versão mais simples: a Dynamique tem ar-condicionado, chave que abre portas e liga o carro sem sair do bolso, sensores de chuva e crepuscular, trio elétrico e muito mais. A versão topo de linha, Privilège, ainda conta com comandos de voz com handsfree e bluetooth, muitos detalhes cromados, câmera de ré, teto solar, faróis xenon e rodas 16 polegadas, entre outros mimos.

Renault Fluence
(Renault/Divulgação)

ESTILO

O Fluence é um veículo imponente, com design moderno e detalhes luxuosos que conferem status a quem estiver no volante. No entanto, o perfil encurvado e arredondado não apaixona os brasileiros, que preferem linhas retas e ângulos bem marcados. O porta-malas tem ótimo tamanho, com 530 litros.

CORAÇÃO

O silencioso motor 2.0 flex 16V com 143 cavalos tem bastante força em baixas rotações, mas é fraco para o veículo. Em condução comportada até vai, mas falta potência nas ultrapassagens ou para andar de forma vigorosa.

TRANSMISSÃO

Automática do tipo CVT, traz a melhor tecnologia que existe e proporciona economia de combustível. Não há marchas a serem engrenadas. Ao invés disso, duas polias com abertura variável são ligadas por uma correia que pode trabalhar desde o centro até a borda dessas peças, permitindo todas as relações de transmissão intermediárias. A economia vem da possibilidade de o motor ficar sempre na rotação ideal, independente da velocidade. A mudança das relações é suave, mas muito lenta. O resultado é que o veículo perde agilidade e acaba mais adequado para condução calma e comedida.

SUSPENSÃO, ESTABILIDADE E FREIOS

A suspensão do Fluence agrada. Macia, sem ser mole demais, não compromete a estabilidade. Nas curvas não se inclina muito e tem comportamento neutro, com ligeira tendência de escorregar primeiro a dianteira, o que permite controle mais fácil das derrapagens. Os freios são eficiente e contam com distribuição eletrônica, auxiliar de emergência e ABS.

SEGURANÇA

Equipado com seis air bags, todos os cintos de três pontos, faróis com lavador, controle de estabilidade e tração, e sistema Isofix para cadeirinhas. O novo modelo ainda não foi testado em crash test pela Latin NCAP, órgão responsável pelos testes de colisão na América Latina e Caribe. O modelo anterior não se saiu tão mal, com quatro estrelas para adultos e duas para crianças. Vamos aguardar para saber os resultados.

NO BOLSO

A versão testada sai por R$84.390, a intermediária Dinamique Plus por R$76.290 e a mais simples, Dinamique, por R$68.290. Quanto aos concorrentes, temos o Toyota Corolla por R$71.500, Honda Civic por R$69.990 e Nissan Sentra por R$ 70.390.

CONSUMO

Com gasolina, fez 8,8 km/l na cidade e 11,8km/l na estrada.

Pontos positivos: Espaço interno /Acabamento / Consumo

Pontos negativos: Motor fraco / Reduções lentas

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário