Latin NCAP, etanol aditivado, recalls no Brasil – RAP #21

No Retrovisor AutoPapo desta semana, discutimos nova proposta para recalls, a importância do etanol aditivado, últimos resultados de crash test, e mais!

Por Boris Feldman 23/08/19 às 19h00
com Felipe Boutros

Todas as sextas-feiras, o AutoPapo prepara para você o Retrovisor AutoPapo, com as notícias que foram destaque na semana. Entre os dias 17 e 23 de agosto, cobrimos uma nova proposta para os recalls, a importância do etanol aditivado, últimos resultados de crash test do Latin NCAP, e mais!

Petrobras também lança o controverso etanol aditivado

Esse tipo de combustível dispensa a aditivação, mas, apesar disso, ganhou mais uma revendedora. O etanol tem baixíssimo teor de carbono e por isso, ao contrário da gasolina, dispensa a adição desses químicos.

Entenda a polêmica do etanol aditivado

No Retrovisor AutoPapo desta semana, discutimos uma nova proposta para os recalls, o etanol aditivado, últimos crash tests do Latin NCAP, e mais!
Nissan Frontier foi um dos modelos testados pelo Latin NCAP (Latin NCAP | Divulgação)

Recall pode ser exigência no Brasil quando medida ocorrer no exterior

Uma proposta que tramita na Câmara dos Deputados quer tornar obrigatório que fabricantes façam o recall de produtos no Brasil toda vez que ele ocorrer em outros países.

Entenda a importância da medida para o recall

Bentley 8 Litre 1931 leva o troféu ‘Best of Show’ em Peeble Beach

Fazia muito tempo que um Bentley não era o vencedor no Concurso de Elegância de Pebble Beach, o mais sofisticado encontro de carros antigos do mundo.

Saiba mais sobre o vencedor de Pebble Beach

pebble beach 2019
Este Bentley foi o vencedor de Pebble Beach 2019 (Pebble Beach | Divulgação)

Hilux, Cruze e Frontier são testados e bem avaliados pelo Latin NCAP

O Latin NCAP continua colocando os carros do mercado brasileiro à prova, fazendo testes de impacto e exigindo, cada vez mais, das fabricantes locais, ainda que difiram da legislação vigente no país.

Confira os resultados do Latin NCAP

No Retrovisor AutoPapo desta semana, discutimos uma nova proposta para os recalls, o etanol aditivado, últimos crash tests do Latin NCAP, e mais!
Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (1 votos, média: 5,00 de 5)
loadingLoading...
Clique na estrela para avaliar.
SOBRE
2 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Ney Verdandi 26 de agosto de 2019

    Concordo que o trabalho seria relevante, caso a referida entidade, fosse autorizada pelas fabricantes a escolher a seu critério um determinado modelo em qualquer das revendas autorizadas, ao invés de receber diretamente da fabricante, que pode simplesmente “prepará-lo”.
    Enviei um e-mail para a Latin NCap, questionando os resultados do crash test realizado com o VW UP em dezembro/13, cujos resultados foram divulgados em janeiro/14, sendo que a fabricante fez um verdadeiro “alarde publicitário” sobre a conquista de 5 estrelas, visando iludir o consumidor. Na verdade, o VW começou a ser produzido na América Latina, em específico no Brasil, somente a partir de fevereiro/2014. Até hoje não obtive nenhuma resposta do referido órgão. Enquanto isso, muitos consumidores continuam com o adesivo no vidro traseiro “Nota máxima em segurança”. rsrsrss

  • Avatar
    Bruno Furtado 24 de agosto de 2019

    Acompanho assiduamente as postagens do canal e parabenizo ao Boris e toda a equipe pelo excelente trabalho. Tenho visão bastante contrária quanto à apresentada a respeito da Latin NCAP. Para tal, utilizarei fatos marcantes: Chevrolet Onix, líder de venda no mercado nacional. O primeiro teste do veículo nacional foi realizado em maio de 2017 e obteve ZERO estrelas para proteção de adultos. Após este resultado, o Onix recebeu reforços estruturais e em teste subsequente obteve 3 estrelas. Peugeot 208: em 2016 testes da Latin NCAP demonstraram que a Peugeot comercializava o modelo 208 fabricado localmente sem dispor da proteção lateral, obrigatória desde 1995 na Europa. Este motivo resultou em pior pontuação quando comparado ao mesmo modelo vendido na Europa. Outro exemplo: O próprio site AUTOPAPO no dia 12 de agosto de 2019, publicou matéria na qual a Latin NCAP questiona a Fiat e Renault sobre imagens de airbags laterais que não correspondem à realidade. Quem ganha com isto? Nós, consumidores. O mercado nacional é marcado pelo histórico de que “segurança” até então era um mero “acessório”. Felizmente esta mentalidade está mudando, até mesmo pela implementação de novas leis – como a obrigação de airbags dianteiros em veículos, freios ABS em motocicletas com cilindradas acima de 300cc e por aí afora. Voltando à questão da Latin NCAP, eu aplaudo e acho extremamente relevante o trabalho realizado pela entidade. Deveríamos ter mais veículos da frota nacional avaliados pelo programa. Chamar o pessoal do Latin NCAP de petulantes, arrogantes é no mínimo incoerente, indevido e injusto. Nós brasileiros temos sim que exigir carros seguros e que adotem critérios internacionais segurança. Hoje eu só tenho interesse em veículos nacionais que são testados pela Latin NCAP, e que cumprem os critérios e padrões de segurança do programa da entidade. Vale a reflexão.

Avatar
Deixe um comentário