Motorista dorme e acorda dirigindo carro na contramão (Vídeo)

Policial teve que fazer uma manobra para imobilizar o veículo, que era controlado por um motorista que não dormia haviam 40 horas

Por AutoPapo23/12/18 às 15h00

Imagens capturadas pela câmera de painel mostram uma viatura abordando um carro na contramão de uma rodovia, nos Estados Unidos. Segundo notícias, motorista estava dormindo no momento em que foi parado. Sonolência do condutor também foi responsável por causar danos de R$ 1,1 milhão a Ferraris destruídas, nesta semana.

Policial teve que fazer uma manobra para imobilizar o carro na contramão, controlado por um motorista que não dormia haviam 40 horas.

O caso ocorreu na quinta-feira (20) perto da cidade de Wyoming, nos Estados Unidos, às 2:45 da manhã, reportou o Carscoops. No vídeo, vemos que a viatura seguia em uma estrada quando repentinamente muda de faixa. Pouco depois, vemos os faróis de um carro na contramão se aproximando pela via de três faixas.

Na sequência, é possível observar, na filmagem sem som, que o policial que dirigia a viatura, Tony Jacob, liga as luzes de alerta. Ele faz uma manobra de retorno e persegue o carro na contramão. Jacob conta que quando alcançou o veículo, a sirene estava ligada.

Mesmo assim, o motorista na contramão não parece ter tido nenhuma reação, e seguiu à mesma velocidade, apesar de estar sendo abordado por uma viatura a pequena distância.

O carro na contramão estava andando a cerca de 90 km/h. Jacob conta que quando se aproximou do veículo, viu que o motorista lá dentro estava dormindo. Foi necessária uma manobra de interceptação para parar o veículo.

Só então o motorista acordou. Ele contou à polícia que não dormia haviam 40 horas. Veja as cenas:

Carro na contramão e Ferraris destruídas

O caso ressoa com o ocorrido em Taiwan, esta semana. Um entregador dormiu ao volante de uma van quando saía para trabalhar, pela manhã. Quando acordou, estava colidindo contra uma fileira de Ferraris estacionadas, e destruiu quatro modelos, entre 488 e F12.

Os danos causados somaram o equivalente a R$ 1,1 milhão, e o condutor responsável não possui seguro veicular para cobrir o conserto. Veja o caso.

0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário