[Vídeo] Carro pegou fogo após capotar com Ken Block

O piloto de drifting se acidentou durante um rali nos Estados Unidos e acabou perdendo seu carro - ninguém se feriu

Por AutoPapo23/07/18 às 15h45

Na semana passada, o piloto especializado em drifting, Ken Block, teve uma experiência próxima da morte. Seu carro pegou fogo após capotar quando participava do rali New England Forest Rally, no Maine, Estados Unidos. Um vídeo no interior da cabine mostra o que aconteceu.

Ninguém se feriu no acidente, segundo noticiou o Autoblog.

ford escort rs cosworth 1991 ken block rali carro pegou fogo
Como era o Escort antes de ser destruído (Hoonigans | Reprodução)

Ken Block estava dirigindo seu Ford Escort RS de 1991 preparado para ralis e capaz de fazer os “donuts” que ele tanto gosta de fazer. O piloto seguia por uma estrada de terra em alta velocidade. Aos 36 segundos, após uma curva, a roda esquerda do Escort atingiu uma pedra e virou o veículo.

O carro parece ter dado uma volta completa capotando, e parou com as rodas para baixo. Ouvimos Ken Block reclamando e xingando dentro da cabine junto com o co-piloto Alex Gelsomino.

É então que as primeiras chamas dão sinal de que o carro pegou fogo, e os dois ocupantes começam a sair da cabine. As portas parecem demorar para abrir, mas ambos conseguem deixar o local antes que o fogo chegasse ao interior.

Veja as imagens, capturadas por uma câmera no capacete do piloto:

Como vemos no início do vídeo, as chamas destruíram o carro completamente. O Ford Escort RS Cosworth não era um Escort qualquer. Poucas unidades foram produzidas, e apenas para o mercado europeu.

A máquina carregava um motor Cosworth 2.0 turbo de 230 cavalos de potência com tração integral. Ele podia chegar a 100 km/h em 5,7 segundos e alcançava 240 km/h. Era um carro homologado para ralis.

Ken Block o havia comprado, junto com seu time de corridas Hoonigan, no ano passado. Foi uma vida curta para o “Cossie”, como se apelidou o Cosworth.

Em uma postagem no Instagram, o piloto deixou sua versão dos fatos, e disse que a caixa de marchas do veículo estava defeituosa. Durante a curva final, ele disse que a caixa demorou a fazer uma redução, o que jogou o carro para cima da pedra.

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário