[Vídeo] Grandes malfeitores do DPVAT estão impunes

Comandantes do esquema criminoso envolvendo o seguro obrigatório ainda não foram responsabilizados por seus atos; investigadores propõem montar força-tarefa nacional

Por AutoPapo26/03/18 às 12h36

A série de vídeos do Auto Papo sobre o esquema criminoso envolvendo o seguro obrigatório para veículos chega ao fim com uma constatação alarmante: apesar de as investigações apontarem diversas irregularidades, os “cabeças” da organização ainda estão impunes. O promotor do ministério público de Minas Gerais Paulo Márcio revela as dificuldades existentes para punir os grandes malfeitores que estão por trás dos desvios de dinheiro público.

As fraudes envolvendo a seguradora Líder, um consórcio de 77 seguradoras responsável por arrecadar e gerir os recursos do DPVAT, estão sendo apuradas pela operação Tempo de Despertar, deflagrada em 2015. Porém, as investigações, até o momento, acontecem apenas em âmbito estadual, em Minas Gerais. A solução, para o representante ministério público, é criar uma força-tarefa nacional, uma vez que as irregularidades acontecem em todos os Estados brasileiros e no Distrito Federal.

[TRANSCRIÇÃO]

PAULO MÁRCIO: Boris, há muita coisa ainda por ser feita. E os grande malfeitores aí que estão por trás dessa dinheirama toda, e desviando esse dinheiro, eles estão ainda quase que intocáveis. Nós chegamos a ir à Procuradoria Geral da República, o doutor Marcelo (Delegado Marcelo Freitas, da polícia federal), eu e outros procuradores da república, em Brasília, ainda na época do doutor Janot, e pedimos para ele que formasse uma força-tarefa nacional, por que a obra é tão grande que o Ministério Público do Estado de Minas Gerais, só, não consegue; a Polícia Federal só, especialmente a delegacia de Montes Claros, só, não consegue apurar isso.

Estamos aguardando a manifestação do procurador geral da república com relação à criação dessa força-tarefa nacional, envolvendo os ministérios públicos de todos os Estados da federação, porque essas fraudes ocorrem em cada um dos 27 Estados e no Distrito Federal, para que a gente possa pôr cobro e responsabilizar esses gatunos que estão montados nessa grana e que muito dificilmente, se algo não for feito nos termos das cúpulas do ministério público e da polícia federal, eles muito dificilmente serão alcançados pelo braço da justiça.

Promotor do Ministério Público Paulo Márcio explica que grandes malfeitores do esquema DPVAT não foram punidos

Foto reprodução

Veja mais sobre:


1 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • sandro 26 de Março de 2018

    eles contratam empresas de pericia para pagar pouco ou nada para a vitima para forçar a vitima entrar com o recurso judicial . ai eles gastam com advogados e encargos de honorarios sai bem mais alto do que a vitima tem a receber sendo que a vitima recebe , essa é mai uma fraude da grande seguradora lider

Deixe um comentário