[Vídeo] Grandes malfeitores do DPVAT estão impunes

Comandantes do esquema criminoso envolvendo o seguro obrigatório ainda não foram responsabilizados por seus atos; investigadores propõem montar força-tarefa nacional

Por AutoPapo26/03/18 às 12h36

A série de vídeos do Auto Papo sobre o esquema criminoso envolvendo o seguro obrigatório para veículos chega ao fim com uma constatação alarmante: apesar de as investigações apontarem diversas irregularidades, os “cabeças” da organização ainda estão impunes. O promotor do ministério público de Minas Gerais Paulo Márcio revela as dificuldades existentes para punir os grandes malfeitores que estão por trás dos desvios de dinheiro público.

As fraudes envolvendo a seguradora Líder, um consórcio de 77 seguradoras responsável por arrecadar e gerir os recursos do DPVAT, estão sendo apuradas pela operação Tempo de Despertar, deflagrada em 2015. Porém, as investigações, até o momento, acontecem apenas em âmbito estadual, em Minas Gerais. A solução, para o representante ministério público, é criar uma força-tarefa nacional, uma vez que as irregularidades acontecem em todos os Estados brasileiros e no Distrito Federal.

[TRANSCRIÇÃO]

PAULO MÁRCIO: Boris, há muita coisa ainda por ser feita. E os grande malfeitores aí que estão por trás dessa dinheirama toda, e desviando esse dinheiro, eles estão ainda quase que intocáveis. Nós chegamos a ir à Procuradoria Geral da República, o doutor Marcelo (Delegado Marcelo Freitas, da polícia federal), eu e outros procuradores da república, em Brasília, ainda na época do doutor Janot, e pedimos para ele que formasse uma força-tarefa nacional, por que a obra é tão grande que o Ministério Público do Estado de Minas Gerais, só, não consegue; a Polícia Federal só, especialmente a delegacia de Montes Claros, só, não consegue apurar isso.

Estamos aguardando a manifestação do procurador geral da república com relação à criação dessa força-tarefa nacional, envolvendo os ministérios públicos de todos os Estados da federação, porque essas fraudes ocorrem em cada um dos 27 Estados e no Distrito Federal, para que a gente possa pôr cobro e responsabilizar esses gatunos que estão montados nessa grana e que muito dificilmente, se algo não for feito nos termos das cúpulas do ministério público e da polícia federal, eles muito dificilmente serão alcançados pelo braço da justiça.

Promotor do Ministério Público Paulo Márcio explica que grandes malfeitores do esquema DPVAT não foram punidos

Foto reprodução

1 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • sandro 26 de março de 2018

    eles contratam empresas de pericia para pagar pouco ou nada para a vitima para forçar a vitima entrar com o recurso judicial . ai eles gastam com advogados e encargos de honorarios sai bem mais alto do que a vitima tem a receber sendo que a vitima recebe , essa é mai uma fraude da grande seguradora lider

Deixe um comentário