[Vídeo] Testamos o JAC T5

Testamos o JAC T5 com câmbio manual de seis marchas e com câmbio CVT. Assista ao vídeo e veja as qualidades e defeitos do utilitário-esportivo chinês

Por Sérgio Melo06/11/17 às 09h39

Quer comprar um SUV? Já pensou em um modelo chinês? Uma opção é o JAC T5, comercializado com o câmbio manual de seis velocidades ou com o automatizado do tipo CVT. Se vale a pena? Assista ao teste que gravamos com as duas opções e tira suas conclusões.

Ficou claro que o espaço interno do SUV é muito bom, mas o acabamento nem tanto. Os encaixes mostram rebarbas que denotam falta de capricho e qualidade do plástico que reveste painel e portas é péssima, muito duro.

O motor é correto, com funcionamento suave e entrega de força linear. Como o torque máximo acontece em rotações elevadas – na casa de 4.000 rpm – é preciso esticar as marchas para um desempenho mais vigoroso. O acerto da injeção do motor não compensa bem a temperatura. O desempenho enquanto frio é muito inferior ao que se tem quente. Nas manhãs geladas o T5 chega a apresentar dificuldade em subidas íngremes.

A suspensão é macia e confortável. Parece que os chineses entendem melhor o nosso piso que a escola europeia, que acostumada com pavimentação de melhor qualidade acaba por produzir veículos muito duros para a nossa realidade. Em função dessa maciez, nas curvas ele inclina um pouco mais, porém nada que represente risco um uso familiar.

Clique na imagem e veja os dados dos concorrentes do JAC T5

JAC T5

Boris comenta a estratégia da JAC para o Brasil

2 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • FRANCISCO RONDON 8 de novembro de 2017

    Dizer que o acabamento do Jac T5 é péssimo e ter peças mau encaixadas; só pode ser brincadeira!!! Outra coisa, já estou a 7 meses e chegando a 20.000 Km rodados com um Jac T5 CVT e tudo está no seu devido lugar; não bate nadinha e não tem peça nenhuma com folga no acabamento. O fato da entrada USB do carro testado estar se soltando toda vez que é puxado o cabo, é um problema pontual e deste veículo; pois até hoje não ouvi nenhum proprietário reclamar deste problema.

  • Evando Monza 6 de novembro de 2017

    Avaliações dos carros da GM

Deixe um comentário