Volta ao mundo em uma picape de 1951

Casal transformou Chevrolet 3100 em moradia para viajar por 10 anos

Por Bárbara Angelo27/08/17 às 11h59

André Jardim e Júlia Prates estão prontos para iniciar uma viagem ao redor do globo. Não é uma volta ao mundo qualquer. O casal fará o trajeto em uma picape Chevrolet 3100 de 1951, adaptada para servir como casa. A dupla prevê que o passeio levará de 10 a 15 anos, percorrendo as estradas a uma velocidade média de 55 kmh/h.

André, de 39, é geógrafo e Júlia, de 33, é geóloga. São casados e já têm experiência em viajar com carros antigos. Em 2014, passaram 25 dias na estrada viajando de Belo Horizonte até o Uruguai a bordo de uma Chevrolet C-1416 de 1965. Agora, ele, que é apaixonado por antigos, e ela, viciada em viajar, querem ir mais longe, fazendo uma volta completa por todos os continentes da Terra.

Este mês, o casal iniciou uma etapa preparatória, acompanhando a Estrada Real, passando por Ouro Preto, Sabará, Tiradentes, Diamantina e outras cidades do interior mineiro. Quando alcançarem a Bahia, passarão pela Chapada dos Veadeiros até chegar a Brasília onde planejam dar início à expedição ao redor do mundo, em abril do ano que vem.

Da capital o roteiro segue até Ushuaia, na Terra do Fogo, extremo sul da Argentina e do continente latino-americano. Do Fim do Mundo (como é conhecida a cidade argentina), André e Júlia pretendem subir pela costa oeste da América até alcançar o Alasca, cobrindo 60 mil quilômetros. A previsão é que levem três anos para alcançar Prudhoe Bay, no norte do estado norte-americano, pela rodovia pan-americana.

Em seguida, os aventureiros farão uma volta pelos Estados Unidos e Canadá, parando em Vancouver, de onde embarcarão para Vladivostok, no leste da Rússia, próximo ao Japão. Para atravessar o oceano Pacífico, a picape antiga será enviada por navio em um contêiner, o que levará um mês. O casal, que seguirá de avião, pretende passar o tempo “mochilando” pela região.

Quando os três se reunirem, seguirão de Vladivostok acompanhando a ferrovia transiberiana e atravessando a Europa até chegar a Portugal.  Da Península Ibérica seguem para Dakar e então para a África do Sul, Sudeste Asiático e Oceania. Ao todo, preveem que levarão de 10 a 15 anos para finalizar o roteiro, menos preocupados com o tempo do que com a conclusão da volta ao mundo.

O projeto, que soma ao desafio das grandes viagens as condições do veículo antigo, representa uma mudança no estilo de vida da dupla. André conta que ambos se desligaram de seus empregos e venderam tudo que possuem. “O carro é a nossa casa de agora em diante”, revela ele.

Carro preparado para a volta ao mundo

Para tornar o sonho possível, a Chevrolet 3100, que foi fabricada em 1951,  foi restaurada e adaptada durante dois anos. André explica que o motor da picape segue com as peças originais. Recebeu apenas ajustes e modificações indispensáveis para a segurança da travessia.

A carroceria ganhou um anexo para oferecer todas as comodidades de um trailer. Uma estrutura batizada pela dupla de “camper” foi fixada à caçamba. Conta com fogão a gasolina, pia, geladeira e espaços para dormir. Sobre o conjunto, o casal ainda dispõe de uma espécie de tenda que também oferece uma área para o descanso.

André e Júlia não contaram com nenhum patrocinador para o empreendimento, mas tiveram apoio dos mecânicos e preparadores e dos amigos e colegas aventureiros que também gostam de viver na estrada. “Nós aprendemos que não precisamos de muita coisa. A estrada dá muita coisa para a gente e ainda tem muita gente boa no mundo, disposta a ajudar”, afirma André.

Você pode acompanhar as aventuras no site da dupla: www.expedicaonaestrada.com

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário