Alternar o combustível no flex pode dificultar a partida?

Às vezes a central eletrônica pode demorar a reconhecer a mudança de combustível e pode haver dificuldades na hora de dar a partida

Por Boris Feldman05/10/18 às 20h00

Alternar o combustível no flex, da gasolina para o etanol, em alguns casos dificulta que o automóvel de a partida nas manhãs mais frias. Por quê?

[TRANSCRIÇÃO]

Toda hora tem aí uma advertência para quando você alternar o combustível no flex, do etanol para a gasolina, ou vice-versa. E a dica é de que o carro tem que rodar vários quilômetros até que a central eletrônica reconheça a mudança de combustível. Pois é, ouvir o galo cantar sem saber aonde.

O que acontece é que se você tinha gasolina e, a noite antes de chegar em casa, você substituiu pelo etanol, no caso de manhãs mais frias em carros mais antigos, pode haver uma dificuldade do motor funcionar. Isso porque a central não foi informada ainda da presença do etanol e não comandou a injeção de gasolina da partida a frio.

Em resumo, alternar o combustível é um problema que só acontece quando se muda da gasolina para o etanol, e não vice-versa. E só em carros mais antigos, e só na época de manhãs mais frias. Ou seja, só com muito azar para conjugar todos esses fatores.

Alternar o combustível no flex
(Fabiano Azevedo/AutoPapo)
Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
4 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Jose 26 de maio de 2019

    Tá aí o logal do canto do galo!!!!!
    MUDANÇA DE COMBUSTÍVEL
    Após um abastecimento com mudança de combustível, de
    gasolina para etanol ou vice-versa, dirija seu carro por uma
    distância de 7 a 10 km, equivalente a 10 minutos. O sistema
    de injeção vai identificar e se adaptar ao novo combustível.
    Sem esse procedimento, poderão ocorrer falhas na
    próxima partida do motor. Manual da renault!!!!
    se quiser mando por email

  • Avatar
    Denilson 20 de janeiro de 2019

    Boris tenho um Fox 2010 Geracao II QUE O TANQUINHO DEPOIS QUE COMECEI A USAR ETANOL FICA ZERADO SEM GASOLINA NENHUMA, TENHO ABASTECIDO E NO OUTRO DIA QUANDO VOU NO POSTO TA SEM GASOLINA DE NOVO, TODO DE UM DIA PARA OUTRO COLOCO A GASOLINA NO TANQUINHO. MAS ANTES NAO ERA ASSIM. O QUE PODE SER ?

  • Avatar
    Humberto 7 de janeiro de 2019

    Boris, respeito você como profissional, mas não procede sua informação. Hoje os veículos flex necessitam sim rodar alguns quilômetros para reconhecer o combustível quando trocado, a central de injeção em conjunto com as sondas necessitam avaliar os gases para identificarem a troca; quando você não roda o suficiente o veículo não funciona. Trabalho em um montadora grande e te falo com propriedade.

  • Avatar
    Humberto Ambrogi Neto 6 de outubro de 2018

    Tenho 1 Traker 2018 ,e ontem tive problema ao dar partida de manhã depois de substituir etanol por gasolina … depois de várias tentativas consegui fazer o carro pegar , já havia acionado o guincho para levar a concessionária ???

Avatar
Deixe um comentário