Aquecimento causa aumento de consumo?

Quando se aciona o ar quente para se esquentar o habitáculo de passageiros, o calor vem da água quente que circula no motor. Neste caso, não se registra aumento de consumo do combustível

Por BORIS FELDMAN24/05/18 às 15h00

As fábricas aplicam cada vez mais tecnologia no automóvel para torná-lo mais eficiente e reduzir consumo e emissões. Esta é também uma preocupação do motorista, que se interessa cada vez mais em ter noção do que faz aumentar o consumo de combustível, e o que o reduz. Respondi recentemente a um leitor desta coluna que queria saber se dispositivos eletrônicos de segurança (ESP/ABS, por exemplo) puxam corrente elétrica suficiente para causar aumento de consumo de combustível. A resposta foi que a corrente necessária é insignificante e não influi perceptivelmente no consumo de combustível.

Sistema de aquecimento causa aumento de consumo?

Outro leitor pergunta agora se os dispositivos de aquecimento interno interferem no consumo. Depende:

1 – Quando se aciona o ar quente para se esquentar o habitáculo de passageiros, o calor vem da água quente que circula no motor. Neste caso, não se registra aumento de consumo do combustível, exceto pelo ventilador que sopra o ar quente. A água quente existe de qualquer jeito, ligando-se ou não o sistema de calefação. Aliás, este é um dos argumentos que criticam a falta de eficiência do automóvel: uma grande parte do combustível colocado no tanque é desperdiçado na criação de calor…

2 –No caso de se ligar alguma resistência elétrica para o aquecimento dos bancos, ou o desembaçador dos vidros, a bateria é exigida e o alternador tem seu trabalho aumentado para recarrega-la e compensar a energia gasta. Neste caso, existe um aumento de consumo. De uma maneira geral, cada vez que se liga uma resistência, há uma grande necessidade de corrente, pois ela é quase um “curto-circuito”. O alternador, responsável pela recarga da bateria, é movimentado pelo próprio motor. Então, quanto mais carga pede a bateria, mais potência o alternador rouba do motor, com o consequente aumento de consumo.

Foto iStock | Reprodução

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

1 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Luiz Cesar 26 de outubro de 2017

    Boris eu sempre uso gasolina aditivada no meu carro Petrobras Grid e a shell V Pauwer qual das duas è a melhor.Quando viajo no carro 1.0 eu prefiro a shel parece que o carro desenvolve mais.

Deixe um comentário