Conversor de gasolina para flex: chip promete o ‘milagre’ da transformação

"O mecânico que o atende já ofereceu várias vezes instalar um chip que converte um carro a gasolina para flex.Vale a pena gastar com isso?"

Por Boris Feldman29/01/19 às 06h15

Existem algumas “inovações” oferecidas em certas oficinas que não valem a pena o investimento. É o caso de um conversor de motor a gasolina que pode transformar o seu carro em flex.

[TRANSCRIÇÃO]

Leitor nosso diz ter um carro a gasolina, não explicou se é um importado ou um nacional mais antigo, mas tanto faz, a pergunta dele é: o mecânico que o atende já ofereceu várias vezes instalar um chip que converte um carro a gasolina para flex.Vale a pena gastar com isso?

A minha opinião é negativa. Porque o chip pode preparar o motor para receber também o etanol, porém com pouca eficiência. Pois, ele não teve a sua taxa de compressão aumentada.

Mas, este não é o maior problema, pois todos os componentes do carro que entram em contato com a gasolina, deveriam também ser modificados para receber o etanol. Como isso não é feito nessas “conversões”, é grande os riscos de problemas: no tanque de combustível, na bomba e nos dutos que levam a gasolina até o motor.

CONVERSOR DE GASOLINA

Foto Shutterstock

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
13 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Joege Raphael 29 de janeiro de 2019

    Mas com a gasolina atual que apresenta mais de 27% de etanol os danos em motores ja é visivel: desde funcionamento irregular ate desgaste prematuro de pecas!
    Portanto um conversor flex mais ajuda que atrapalha.

    • Fernando 29 de janeiro de 2019

      Discordo. Quando estamos falando de etanol comum, estamos falando de 7% de água em sua composição. Um carro não flexível não foi projetado para isso e consequentemente vai destruir mangueiras, velas e motor.

    • Fernando Soares 29 de janeiro de 2019

      Discordo. Quando estamos falando de etanol comum, estamos falando de 7% de água em sua composição. Um carro não flexível não foi projetado para isso e consequentemente vai destruir mangueiras, velas e motor.

    • Eric 29 de janeiro de 2019

      Sim a gasolina atual já prejudica motores mais antigos (não flex) devido aos 27% de alcool. Mas no texto em questão a instalacao do chip nestes motores de nada adiantaria, pois para tais motores serem convertidos em flex o que importa não é um singelo chip. O que importa nestes motores sao materiais mais nobres que não enfurrujam dentro do motor até o escapamento devido o contato com o alcool e este milagre chip nenhum faz. Portanto fuja dos anuncios de carros ‘chipado no alcool’.

    • Wanderley sena 30 de janeiro de 2019

      Segundo sei a gazolina não tem etanol e sim alcool anidro.

    • Eduardo 31 de janeiro de 2019

      O negocio e o seguinte o povo tem que pagar e não bufa.Petobras e a maquina de fazer dinheiro do governo,ainda mesmo assim e individada.A vale uma vez também era assim sempre com divida,depois que venderam e bilionária hoje.Então ate quando existir cabide de empregos nosso combustível vai sai do coro do cidadão.

  • Marcelo 29 de janeiro de 2019

    Prezado , mas nossa gasolina possui 25 ou 27 porcento de álcool. Considerando este fato os carros mesmo a gasolina não teriam proteção ao álcool?

    • Leandro 30 de janeiro de 2019

      Não sou mecânico mais tenho um veículo 98 foi feito as quase todos atualizações de fabrica meu carro está muito bom do que estava a us dias pensei em modificar para flex tem no mercado um aparelho de 250,00 reais mais levei muito enconta o trabalho de engenharia do carro ele é econômico .A respeito da nossa “gasolina”atual meu carro sofre muito tenho ele a muito tempo muitas pessas foi substituída por conta do alimento da porcentagem de álcool .

  • Leandro Mattei 30 de janeiro de 2019

    Eu tenho a solução para carro elétrico sem bateria. Preciso apenas de um investidor. O valor é baixo, mas nunca mais irá precisar de nem tipo de combustível ou alimentação. Interessados em investir me procurem.

  • João Paulo 30 de janeiro de 2019

    Sei de um palio 1.0 que foi instalado um kit flex e já está próximo dos 300.000 km rodado e nunca foi aberto o motor.

  • Apenas Alves 30 de janeiro de 2019

    Tive um omega 1994 2.0,apenas coloquei bomba de combustível flexível,usava no álcool puro,andei 5 anos,nunca deu problema,vendi o atual dono usa do mesmo jeito.Então não dá pra entender,tanta controvérsia.

  • Ailton Gregorio 30 de janeiro de 2019

    Já fiz uma converção dessas em um pálio 1.6 16v uma vez e não compensou!
    Tive muitos problemas, não convença!
    Primeiro o carro não rende tanto no etanol(e só por isso se torna insignificante a troca de combustível), tive problemas com a bomba de combustível ela enferrujou e perdeu pressão, tive problemas nos retentores de valvolas, escapamento e isso que eu lembre! Fora o monte de adaptação que é feito na fiação original!
    Conclusão: É caçar sarna pra se coçar!!!

  • Romeu Rodrigues Samuel da rocha 31 de janeiro de 2019

    Oi bom dia eu sou mecânico e vivo em Angola se isto for possível gostaria de participar deste curso

Deixe um comentário