Cuidado com o calço hidráulico ao passar em trechos alagados

Ao transpor um trecho alagado, você corre o risco de ter o motor do carro danificado por um fenômeno chamado calço hidráulico

Por Boris Feldman04/09/18 às 23h30

Seja em época de chuvas ou mesmo quando há um alagamento na rua por algum outro motivo, é preciso tomar cuidado para que não ocorra o chamado calço hidráulico no motor.

[TRANSCRIÇÃO]

Na época de chuvas, quando ruas e estradas ficam alagadas, é muito grande o risco de você ter o seu motor danificado, com despesas nas alturas, por um fenômeno chamado calço hidráulico. E o que vem a ser isso? Vem a ser água que entra no motor quando você está atravessando um trecho alagado. Essa água trava o movimento do pistão dentro do cilindro, por isso que se chama calço hidráulico. E essa trava faz quebrar pistão, biela, o motor inteiro vai embora.

Essa água pode entrar de duas maneiras: ou pela frente do carro, ela vem pelo filtro de ar e vai para dentro do motor; ou pela traseira, pelo cano de descarga. Como evitar?Ao atravessar um trecho alagado, o perigo começa quando a água está acima da metade das rodas, até aí não tem problema. Em segundo lugar, pra evitar que a água entre pelo escapamento: antes de atravessar o trecho, jogue uma marcha forte, primeira ou segunda, acelere e não tira o pé do acelerador, porque a força dos gases do escapamento saindo vão impedir o movimento contrário da água. Ou seja, dela conseguir, pelo cano de descarga descarga, chegar até o motor.

calço hidráulico
Foto Shutterstock
Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (1 votos, média: 1,00 de 5)
loadingLoading...
Clique na estrela para avaliar.
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Ronaldo 5 de setembro de 2018

    Boris, tivemos um problema de calço hidráulico com um veículo locado pela empresa em que trabalho (Onix 1.0). A locadora apresentou um orçamento de aproximadamente R$ 10.000 de peças e mais R$ 1.500 de mão de obra e deu como “perda total” pois ultrapassou 20% do valor do carro (seguro não cobre). Consultamos um especialista que recomentou a compra “da parte de baixo do motor” (bloco, eixo, cilindros, pistões, bielas etc., tudo previamente montado pela fábrica e encontrado no mercado por preço em torno de R$ 4.000 + a mão de obra da montagem transferência) das peça “da parte superior do motor”, ao preço aproximado de R$ 1.200 pois “evitaria que ficasse alguma peça com defeito na parte normalmente afetada pelo calço hidráulio”. Poderia comentar? Grato, Ronaldo.

Avatar
Deixe um comentário