Nitrogênio nos pneus: quem fica duro é você

Nitrogênio é indicado para calibrar pneus de carros de competição; em modelos utilizado no dia a dia, só constitui um custo adicional

Por BORIS FELDMAN01/05/18 às 13h41

Leitor pergunta se vale a pena calibrar os pneus com nitrogênio. Sua dúvida foi ter ouvido que o carro fica mais duro, os pneus fazem o carro pular mais com prejuízo do conforto dos ocupantes.

Vamos por partes: em primeiro lugar, o nitrogênio não faz o carro ficar mais duro, tanto faz calibrar com ele ou com ar normal do posto, se a pressão for de 28 libras, tanto faz se foi usado oxigênio ou nitrogênio. O rodar do carro independente do gás utilizado no pneu, mas da pressão colocada.

Nitrogênio é indicado para calibrar pneus de carros de competição mas não deixa mais duro o carro utilizado no dia a dia: o problema é deixar (desnecessariamente) mais “duro” o seu dono

O problema do nitrogênio (já comentei isso aqui) é outro. Ele traz uma série de vantagens, entre elas de não levar umidade para o interior da roda, como o ar que vem dos calibradores normais. Além disso,  é muito mais estável e evita variação de pressão quando sobe a temperatura do pneu ao rodar no asfalto. Ou seja, com o ar comum, quanto mais o pneu se aquece, mais aumenta a pressão. Por isso se recomenda calibrar os pneus quando ainda estão frios, pois aquecidos, a calibragem estará distorcida.

Alguma desvantagem do nitrogênio? Não, exceto seu preço: calibrar com ele tem custo, ao contrário do ar que, geralmente é gratuito nos postos. Ou seja, fosse também grátis, é claro que se deveria calibrar com nitrogênio,  que só tem vantagens.

Como tem custo, então só vale a pena calibrar com ele se seu carro for um Fórmula 1 ou outro qualquer de competição. Pois nas pistas é extremamente importante manter uma pressão constante nos pneus para não influenciar seu desgaste e a estabilidade.

No automóvel utilizado no dia a dia, não importa que o aquecimento dos pneus resulte num aumento de duas ou três libras, o que pouco influencia o comportamento do carro e o conforto dos ocupantes.

Resumo da ópera: nitrogênio é indicado para calibrar pneus de carros de competição mas não deixa mais duro o carro utilizado no dia a dia: o problema é deixar (desnecessariamente) mais “duro” o seu dono…

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário