Placa Mercosul enfim será adotada; saiba como ocorrerá a implantação

A chapa padrão Mercosul terá que ser utilizada em todos os veículos? Não necessariamente: entenda em quais casos a adoção é obrigatória

Por Boris Feldman27/01/20 às 06h15

Está previsto para este mês de fevereiro que todos os estados brasileiros adotem aquela placa chamada padrão Mercosul. Mas que, na verdade, foi chamada aqui de PIV: Placa de Identificação Veicular.

E vários ouvintes do nosso programa e alguns conhecidos já me fizeram a seguinte consulta: “quer dizer que eu vou ter que trocar a placa do meu carro por essa meio desengonçada aí do Mercosul?”

Não, quer dizer que não é obrigatório. A menos que, primeiro: seja um carro novo, primeiro emplacamento. Ou que você mude do seu estado. Ou ainda que você venda o carro. Ou seja, se você não mudar de endereço e nem vender o carro, a placa atual permanece nele.

Por que a mudança da placa? Ah, não me pergunte coisas difíceis. Pois eu só tenho certeza de que os fabricantes de placas estão muito satisfeitos.

Contran confirma alterações para placas Mercosul e adia adoção das novas chapas, marcada para o dia 30 de junho. Carros antigos não precisarão instalá-las.

Foto Alexandre Carneiro | AutoPapo

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
7 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Fernando Mihalik 28 de janeiro de 2020

    O que falar dessas letras e números horrorosos, de leitura difícil e com pagamento de direitos? Isso ajuda a quem? E a falta de identificação do estado ou cidade, que para um país de grandes proporções acaba sendo útil? Mais uma palhaçada que a gente é obrigado a engolir ….

  • Avatar
    Antônio Eduardo 28 de janeiro de 2020

    O brasileiro é contra as mudanças. Vai quebrar o esquema de muitos. Ô povo retrógrado. O cara tem carro que custa R$ 80.000 e acha caro uma placa mercosul?

  • Avatar
    LENIR TEREZINHA MENDES COSTA 28 de janeiro de 2020

    Fabricantes não estão satisfeitos. Não precisarão alterado tarjeta e lacre na troca de município/estado. É um retrocesso isso…

  • Avatar
    alexandre 28 de janeiro de 2020

    Desculpa para encher os cofres do estado

  • Avatar
    Antonio Lucio.da.Silva 27 de janeiro de 2020

    Grande Boris., vai prorrogar novamente.

  • Avatar
    andre 27 de janeiro de 2020

    O trânsito no Mercosul fica facilitado, pois fazem parte da mesma base de dados.
    Europeus também adotaram.

    Tudo o que for feito para facilitar o comércio trás benefícios no longo prazo. Principalmente.para as cidades de fronteira.

    • Avatar
      Leonardo Sanches Vieira 27 de janeiro de 2020

      Não traz benefícios, é mais uma imposição pra tirar mais dinheiro do bolso do contribuinte. A propósito: “trás” é o contrário de “frente”…

Avatar
Deixe um comentário