Reduzir a pressão dos pneus definida no manual do carro?

Há casos em que se pode fazer isso

Por BORIS FELDMAN20/04/18 às 16h39

O motorista deve sempre seguir a recomendação do manual no momento de calibrar os pneus do seu carro? Depende. Há situações em que o motorista pode aumentar ou reduzir a pressão dos pneus recomendada pelo fabricante.

reduzir a pressão dos pneus calibragem

Ao colocar o carro na estrada asfaltada, por exemplo, com a família e bagagem a bordo, alguns manuais recomendam aumentar a pressão dos pneus. Outros não mencionam este cuidado. Mas as elevadas velocidades e mais a carga adicional sempre sugerem um aumento de duas a três libras na calibragem original. Sempre se lembrando de que a nova calibragem deve ser feita com os pneus ainda frios, no posto mais próximo de sua residência. Depois de rodar vários quilômetros na estrada, sua pressão se eleva algumas libras devido ao seu aquecimento.

Entretanto, o que nenhum manual recomenda é a redução da calibragem. Que deve ser observada apenas no caso de uma viagem em estrada de terra ou arenosa e onde a velocidade será também reduzida. Neste caso, pode-se reduzir a pressão dos pneus em duas, três (mais, às vezes) libras para aumentar o atrito do pneu na terra ou na areia e também a dirigibilidade do automóvel nestas condições.

Deve ficar bem claro que esta redução de pressão deve ser feita exclusivamente no trecho “off-road” e voltar imediatamente para a calibragem original ao retornar para a estrada asfaltada. Mantendo sempre, mesmo no asfalto, velocidades baixas até chegar ao posto para aumentar a pressão. Esta recomendação só vale para estradas não asfaltadas que exigem rodar em baixas velocidades, jamais para as rodovias de terra que permitem rodar mais rapidamente, a 80 ou 100 km/h, por exemplo.

Motoristas experientes na estrada de terra ou areia sabem que determinados trechos são superados somente com uma extrema redução na calibragem, exceto nos veículos projetados para o “off-road” com tração integral.

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário