Sensor de fadiga: sistema importante pode salvar a sua vida

Criado há alguns anos com uma câmera que analisava o comportamento do motorista, o sensor de fadiga mudou e ficou bem mais moderno

Por Boris Feldman06/02/20 às 06h15

Você sabia que em automóveis mais modernos já existe um dispositivo eletrônico que percebe a sonolência do motorista e ainda faz acender uma xicrinha de café no painel? É o tal sensor de fadiga.

Ele começou há alguns anos com uma câmera voltada para o rosto do motorista, procurando identificar quando ele começava a piscar os olhos. Este sistema foi abandonado e, hoje, funciona exclusivamente na base do software.

O sistema registra as reações do motorista quando ele começa a dirigir e vai acompanhando sua atitude na estrada até perceber que ele está reagindo mais lentamente às necessidades de atuar no volante. É o suficiente para o sensor perceber sua fadiga, o perigo iminente de um acidente e ligar a tal xicrinha de café no painel.

detector de fadiga
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Gesiel 12 de fevereiro de 2020

    Bom dia
    Gostaria de saber se aqueles feixes de luzes(que a olho nu nao consegue ver, mas com a camera do celular sim) q sai so sensor de fadiga pode ser prejudicial aos olhos.
    Obrigado

Avatar
Deixe um comentário