Tração nas quatro rodas no asfalto também ajuda

O 4x4 não vale só para a terra

Por BORIS FELDMAN23/04/18 às 16h01

Muitos imaginam que a tração integral só tem utilidade na terra. Mas não é bem assim: a transmissão 4×4 é importante, às vezes essencial na terra. Mas a tração nas quatro rodas no asfalto também pode contribuir muito, principalmente molhado, pois o carro ganha em aderência, em estabilidade.

tração nas quatro rodas no asfalto

Entretanto, há diferenças entre a tração integral de um jipe e a de um automóvel. No caso do jipe ou do utilitário esportivo (SUV), a tração integral deve ser engatada (mecânica ou eletricamente) pelo motorista para auxiliar no trecho de lama. Muitas vezes se torna necessário também engatar a “reduzida” para superar obstáculos mais radicais.

No caso de alguns automóveis mais modernos, sua tração integral é engatada automaticamente, quando os sensores percebem o deslizamento de alguma (ou algumas) roda. Neste momento, se obtém melhor aderência com a tração nas quatro rodas no asfalto. O sistema é o que se chama em inglês de “on demand”. Ou seja, só quando solicitado.

Há transmissões do tipo integral que só devem ser utilizadas na terra, no “off-road”. Deve-se sempre consultar o manual para se informar das características específicas do 4×4. Até porque os novos recursos eletrônicos tornaram esses veículos extremamente versáteis.

Existem também alguns outros dispositivos para ajudar o motorista a superar estradas com barro. Um deles é o “locker”, usado por exemplo pela Fiat nos modelos “Adventure”. Se uma roda motriz (dianteira, no caso) começa e girar em falso e o carro empaca, o “locker” trava esta roda e joga a tração para a outra, que estava parada. Que tira o carro da lama. Ou seja, é um sistema que anula o efeito do diferencial. Algumas picapes (maiores, com tração traseira) já são dotadas de um diferencial com bloqueio que não desviam todo o torque para a roda que está girando em falso. A GM chama o sistema de “Tração Positiva”.

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário