Uruguaios mandam na segurança veicular no Brasil

Fabricantes ficam mais preocupados com as cobranças do Latin NCAP do que com a legislação brasileira

Por BORIS FELDMAN20/04/18 às 14h38

Fabricantes ficam mais preocupados com as cobranças de uma instituição com sede no Uruguai, a Latin NCAP, do que com a legislação brasileira sobre segurança veicular. Boris Feldman comenta o assunto.

[TRANSCRIÇÃO]

A despreocupação do governo brasileiro com a segurança veicular é inacreditável. Tanto, que lá no Uruguai, montaram uma entidade independente chamada Latin NCAP, que faz testes de impactos – joga o carro contra o concreto pra ver o nível de proteção aos ocupantes – e pegam carros fabricados e vendidos no Brasil também. Acontece que a nossa regulamentação é falha; tão falha que quando o Latin NCAP fez os testes de impacto lateral no Onix, da GM, e no Ka, daFord, os dois carros tomaram bomba: de zero a cinco estrelas, zero! O passageiro que tivesse naquele carro que sofresse o impacto lateral ia morrer!

A GM e a Ford correram pra dizer que”os nossos carros estão dentro da regulamentação brasileira, da legislação do nosso país”. Ora bolas, que legislação é essa, que uma entidade lá no Uruguai manda fazer crash test, dá bomba e aí o nosso país não tem lei prevendo isso? A GM foi correndo reforçar a estrutura do Onix, mandou de novo pro Latin NCAP, e de zero passou para boas três estrelas. Semanas depois, o Denatran, nosso órgão máximo do trânsito, ficou com vergonha e publicou uma portaria exigindo os tais testes de impacto lateral.

Resumo da ópera? Quem manda na segurança veicular aqui no Brasil são os uruguaios.

Uruguaios mandam na segurança veicular no Brasil
(Latin NCAP/Divulgação)

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário