Utilitários esportivos e o Controle de Estabilidade Eletrônico

O Boris alerta sobre a falta desse equipamento nos utilitários esportivos. O ESC é um item importante, que só será obrigatório em 2022 aqui no Brasil

Por BORIS FELDMAN07/11/18 às 08h00

O Mercedes-Benz Classe A, que era fabricado aqui em Minas, não tinha o ESC instalado. Após testes realizados pela marca, foi comprovada a importância desse item de segurança nos utilitários esportivos.

[TRANSCRIÇÃO]

Alguns ouvintes do nosso AutoPapo me acusaram de defender exageradamente esses novos dispositivos eletrônicos de segurança. E até de duvidar da habilidade do motorista ao volante. Isso, porque eu alertei sobre o perigo de se comprar um utilitário esportivo, um SUV aqui no Brasil, pois o ESC (Controle Eletrônico de Estabilidade) ainda não é obrigatório, só será em 2022. Como os utilitários esportivos são bem mais altos, eles dependem muito mais do que os automóveis, deste sistema.

Prova disso, e que eu não estou exagerando, é que quando a Mercedes lançou aquele antigo Classe A, o que foi fabricado em Juiz de Fora, num teste feito na Europa simulando um desvio de um animal cruzando a estrada, o Classe A capotou, onde outros carros não tiveram nenhum problema. O que fez a Mercedes? Recolheu alguns que já tinham sido vendidos. E daí pra frente, todos os Classe A passaram a sair de fábrica com o Controle Eletrônico de Estabilidade.

Utilitários esportivos

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

1 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • José A J Vital 7 de novembro de 2018

    A marca preservando a integridade física da família dos clientes . Uma exceção no Brasil, onde o consumidor sempre foi tratado como lixo.
    Inclusive pela também alemã, VW, que sempre nos vendeu carros que ao serem exportados, recebiam inúmeras melhorias de segurança.

Deixe um comentário