Vão sair de linha? 5 dos mais vendidos não atendem à futura legislação de segurança

Se não se adequarem às determinações do Rota 2030 e do Contran, cinco dos 10 automóveis mais emplacados do país deixarão o mercado até 2022

Por Laurie Andrade 24/09/19 às 18h24

O Rota 2030 estabelece parâmetros de segurança obrigatórios para os próximos anos, assim como algumas resoluções do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Até 2022, itens como controle de estabilidade e tração (ESC) e alerta para cinto de segurança afivelado deverão ser equipamentos de série nos automóveis. E fica a questão: os carros mais vendidos do Brasil já contam com as tecnologias que serão exigidas num futuro tão próximo?

De acordo com os números da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), os 10 carros mais vendidos do Brasil em agosto de 2019 foram:

  1. Chevrolet Onix
  2. Ford Ka
  3. Hyundai HB20
  4. Volkswagen Gol
  5. Renault Kwid
  6. Chevrolet Prisma (Onix Plus)
  7. Volkswagen Polo
  8. Hyundai Creta
  9. Fiat Argo
  10. Fiat Mobi

Dos modelos listados, todos oferecem algum tipo de alerta para cinto de segurança afivelado (obrigação até 2021 para todos os carros vendidos no país). Acontece que no Fiat Mobi e no Hyundai Creta, por exemplo, o alerta luminoso no painel só se refere ao banco do motorista.

alerta para cinto de seguranca afivelado
Foto FCA | Divulgação

Na nova geração do Hyundai HB20 e no Volkswagen Polo, o alerta sonoro de não afivelamento do cinto de segurança para motorista e passageiro já está em todas as versões.

A tecnologia é exigência para que os automóveis consigam conquistar a nota máxima na avaliação de segurança do Latin NCAP. Por essa razão, é possível afirmar que Onix e Onix Plus também a oferecem.

A realidade para o controle de estabilidade é bem diferente. A metade dos carros mais vendidos do Brasil não oferece o item de segurança que deverá ser unanimidade em todas as versões comercializadas no país até 2022. O número só chegou a cinco porque a reportagem está considerando as características da nova geração de Chevrolet Onix e Hyundai HB20.

Sairão de linha, se não se adaptarem à nova regra:

  • Ford Ka;
  • Volkswagen Gol;
  • Renault Kwid;
  • Fiat Argo;
  • Fiat Mobi.

Os padrões exigidos pela Resolução nº 518/2015 do Contran para 2020 também não são comuns aos dez carros mais vendidos do Brasil. Estão na lista os Dispositivos de Retenção Infantil (DRI), ou Isofix, cinto de três pontos e o apoio de cabeça para todos os lugares.

O Mobi não oferta nenhum dos três itens. O Volkswagen Gol, por sua vez, tem apoio de cabeça central e fica devendo o cinto de três pontos e a ancoragem Isofix. Renault Kwid entrega encosto de cabeça e IsoFix, mas fica devendo o cinto de três pontos.

renault kwid outsider banco traseiro
Foto Alexandre Carneiro | AutoPapo

Vale ressaltar que as fabricantes ainda podem atualizar os modelos para mantê-los no mercado. Os cinco dos dez carros mais vendidos no Brasil só sairão de linha a partir de 2022 se se mantiverem com os mesmos itens de segurança que oferecem hoje.

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (47 votos, média: 2,30 de 5)
loadingLoading...
Clique na estrela para avaliar.
7 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    28 de setembro de 2019

    Se o Brasileiro, viesse com inteligência de série, não faria de um carro como ônix, bateu morreu, 1 estrela na Ncap o carro mais vendido do país. O problema de segurança não são os itens de série, é o povo Brasileiro.

    • Avatar
      edi 13 de outubro de 2019

      e aí Zé, qual carro é o seu?

  • Avatar
    elioricardoalves 26 de setembro de 2019

    sobre o cinto de segurança tremenda besteira ter sinal de alerta pode ser bem vindo mais o motorista e passageiros consciente vão colocar e obrigatório seu uso no Brasil sei que tem gente que não coloca

  • Avatar
    Edson Santos 25 de setembro de 2019

    Sou fã do Boris Feldeman, na minha opinião um dos maiores analizadores de carros do Brasil.

  • Avatar
    Edson Santos 25 de setembro de 2019

    Vendo esses carros nacionais com pouca potência e muito caros, e gastoes em combustíveis. Fico com água na boca de ver carros no exterior através de filmes mais possantes e econonomicos seguros e equipardos e bonitose. É sonho ver isso.

  • Avatar
    Pedro Giacomini 25 de setembro de 2019

    Na verdade, o Ka foi um dos primeiros da categoria a oferecer controle eletrônico de estabilidade e tração nas versões de topo. Quando o equipamento se tornar obrigatório é só estender para as demais versões.

  • Avatar
    Jackson 24 de setembro de 2019

    Que reportagem ridícula, kkk… Se vende bem, acha que vão tirar de linha ao invés de pôr o que falta?

Avatar
Deixe um comentário