Caoa Chery vai fabricar o sedã Arrizo 5 no Brasil

Modelo será nacionalizado ainda neste ano; apresentação ao público deverá acontecer em novembro, no Salão do Automóvel de São Paulo

Por AutoPapo25/07/18 às 19h30

A Chery já definiu qual será o próximo carro a ser produzido na fábrica de Jacareí (SP): trata-se do Arrizo 5, um sedã com porte semelhante ao do Volkswagen Virtus. O modelo será nacionalizado ainda neste ano e apresentado oficialmente em novembro, no Salão do Automóvel de São Paulo.

Consultado pela reportagem, o Grupo Caoa, detentor da marca Chery no Brasil, não confirmou a nacionalização do Arrizo 5. Porém, Márcio Alfonso, diretor-presidente da empresa, mencionou a fabricação de um novo veículo em Jacareí: e tudo caminhar como planejado, já no final de outubro a gente deve estar com ele em produção. Além disso, em Anápolis (GO), nós vamos levar mais dois produtos”, declarou em entrevista ao portal G1.

A Chery já definiu qual será o próximo carro a ser produzido na fábrica de Jacareí (SP): trata-se do Arrizo 5, um sedã com porte semelhante ao do VW Virtus.
Foto Caoa Chery | Divulgação

Os dois outros produtos são os SUVs Tiggo 4 e Tiggo 7, que serão montados no país. Com a gama renovada, a marca espera embalar no mercado brasileiro, após um início atribulado: nem a linha de importados nem com o Celer nacional, lançado depois, conseguiram obter bons números de vendas por aqui. O Grupo Caoa, que assumiu as operações locais da Chery no ano passado, aposta justamente nos novos modelos para reverter o jogo.

O motor deverá ser o 1.5 16V de aspiração natural, que já equipa o Tiggo 2. No hatch aventureiro, ele rende 115 cv de potência e 14,9 kgfm de torque e pode ser acoplado a um câmbio manual de cinco velocidades ou a um automático de quatro. É possível que haja também uma opção de propulsor turboalimentado, mas nenhuma informação técnica foi confirmada oficialmente até o momento.

O Arrizo 5 tem 4,53 metros de comprimento, 1,81 m de largura, 1,49 m de altura e 2,65 m de distância entre eixos. Na última edição do Salão do automóvel de São Paulo, em 2016, uma unidade do modelo chegou a ser mostrada ao público, mas a comercialização no Brasil ficou para este ano.

Fotos Chery | Divulgação

15 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Antônio Carlos 6 de outubro de 2018

    Tive um Tiggo e adorei o carro. Infelizmente tive que vender porque fecharam a concessionária em Manaus AM. Estou aguardando que abram a concessionária aqui novamente, com certeza voltarei para a Chery. a

  • Geraldo 4 de outubro de 2018

    Tenho um Tiggo 2010 e estou muito feliz com o carro. Acho que depende muito do dono. No que diz respeito ao Tiggo 2 acho que o câmbio automático de 4 velocidades mata o carro. É um retrocesso de fábrica.

  • erico 4 de outubro de 2018

    olá eu gostaria de saber o valor do arrizo 5 eu tenho um chery mais não é sedan

  • Evandro Dias De Oliveira 4 de outubro de 2018

    Mais do que fazer carros apenas bonitos e com preços acessíveis, a Chery tem que disponibilizar peças de reposição não apenas nas concessionárias, mas para qualquer tipo de consumidor. Inclusive aqueles que não compre carros zero kms.

    • Klebert 4 de outubro de 2018

      Só fala mal de Chery , quem nunca teve um , e ainda com a burrice de dizer Chinês , o celular Motorola é Chinês , e ninguém fala mal .

    • Ronaldo PiMaSi 4 de outubro de 2018

      Legal hem. Isso me parece uma boa vantagem.

  • Marcos Adilson VALENTIM 6 de setembro de 2018

    Estou esperando por este Arrizo,mas não com este motor,se realmente for assim ,vou correndo para o Virtus.

    • Ronaldo PiMaSi 4 de outubro de 2018

      Né, Marcos. Também me frustrei com isso.
      Mas farei questão de experimentar ARIZO quando estiver nas lojas.
      Quem sabe no segundo ano de fabricação: ARIZO 2019/2020 a CAOAChery monta ele melhorado?

  • Joaquim 6 de setembro de 2018

    Nunca tive um Chery mais estou com muita vontade de possuir um espero que eu possa dirijo um

  • Nilto Da Silva 6 de setembro de 2018

    Oi Olá Ronaldo você está redondamente errado marca chinesa tá loco era agora e bem brasileira e digo mais sou fã da chery

  • Nilto Dá silva 6 de setembro de 2018

    Eu gostei muito dessa fusão da caoa inclusive sou fã da Chery já estou com o terceiro Chery primeiro foi o duelo depois um face agora estou com um Tiggo e pretendo trocar em breve e será por outro Chery tbem tiggo

    • Ronaldo PiMaSi 4 de outubro de 2018

      Oi Nilton !
      Pois é… Ótimo. Gostei muito de saber tua opnião ali no comentário logo a baixo. Torço para ter esta opinião também. Gostaria muito de recebermos no Brasil melhor relação de custo/benefício na concorrência das montadoras (automóvel aqui no BRA é muito caro).

      Quando me refiro a marca chinesa não me refiro à fabricação chinesa, só a marca, que nasceu lá e quem a detem é cediada lá na China. A marca, não a fabricação do produto.

  • Joso 6 de setembro de 2018

    Ronaldo,,,fica queto seu puxa saco de meia tigela
    Mas torço pra q de certo pois depois dos aumentos dos ultimos 3 anos das montadoras,,se vier com preços acessivel
    Boa sorte

  • RONALDO MARQUES 26 de julho de 2018

    z

  • RONALDO MARQUES 26 de julho de 2018

    Puxa !… Eu acompanho as notícias, estou na torcida que a CAOA+Chery inicie com pé direito essa parceria no Brasil, esperava Eu que lançaria produtos com boa relação custo/benefício. Baixos custos baseados tragetória das fabricantes Chinesas, e o Benefício da qualidade/garantia longa da CAOA depois de ter amadurecido com a Hyundai… Que pena: Frustado.

    Eu, como um mero consumidor e entusiasta de automóveis não compreendo esta estratégia CAOA-Chery ao lançar ARIZO-5 no brasil com estas especificações: “…O motor deverá ser o 1.5 16V de aspiração natural, que já equipa o Tiggo 2. No hatch aventureiro, ele rende 115 cv de potência e 14,9 kgfm de torque e pode ser acoplado a um câmbio manual de cinco velocidades ou a um automático de quatro…” – Me parece um absurdo, fadado ao fracasso. Que pena. Até este momento Eu estava com reais expectativas de ter meu primeiro automóvel Chines. Caso o ARIZO-5 visse para competir (de verdade) com VW-VIRTUS .

    Estimo sucesso.

Deixe um comentário