Chinês ofereceu R$ 70 bilhões por Fiat Chrysler

Valor foi oferecido por fundador da Geely em reunião secreta, mas foi considerado baixo; especula-se que empresa pode ser vendida "fatiada"

Por AutoPapo06/03/18 às 14h33

O bilionário chinês Li Shufu não para! O fundador e controlador da fabricante chinesa Geely já é dono da Volvo  e, recentemente, em um negócio de quase US$ 10 bilhões (R$ 32,2 bilhões em conversão), se tornou o maior acionista da Daimler – grupo dono divisões de automóveis e caminhões Mercedes-Benz. Mas antes de fazer negócio com os alemães, ele esteve de olho na Fiat Chrysler (FCA), que detém, entre outras, as marcas Fiat e Jeep.

Na segunda-feira (5), o site Automotive News publicou mais informações de como as negociações aconteceram. Li Shufu esteve na Itália, na sede da Exor, empresa da família Agnelli, que detém o controle acionário da Fiat Chrysler, em uma reunião secreta.

Fiat Chrysler está na mira dos chineses

Segundo fontes ouvidas pela Automotive News, a primeira oferta foi de US$ 20 bilhões (cerca de R$ 65 bilhões). Ela foi recusada. Depois, o valor subiu para US$ 22 bilhões (R$ 70 bilhões), mas ainda foi considerada baixa. Executivos da Exor consideram que vender a FCA em partes separadas pode render mais dinheiro.

Neste cenário, considera-se vender, por exemplo, a Alfa Romeo e a Maserati juntas, assim como um pacote com as marcas Jeep e RAM. Outra possibilidade, que impactaria o nosso mercado, seria vender as operações do grupo na América Latina, por exemplo.

Foto: FCA/Divulgação

Veja mais sobre:


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário