Delegado e promotor sugerem ressarcimento de DPVAT e fim da Líder

Para agentes responsáveis pela investigação das fraudes, há uma utilização do Seguro DPVAT como fonte inesgotável da criminalidade organizada

Por AutoPapo02/03/18 às 12h24

Iniciada em 2015, a operação Tempo de Despertar conseguiu revelar a enorme fraude como seguro obrigatório, o DPVAT, e a Seguradora Líder, responsável por administrar os bilhões arrecadados por esse “imposto”.

O promotor do Ministério Público de Minas Gerais Paulo Márcio explica que, em uma estimativa conservadora, cerca de R$ 1 bilhão do dinheiro de quem pagou o DPVAT foi desviado no esquema.

“Nós dividimos essa fraude em dois momentos: há o momento do sujeito que está aqui embaixo na ponta. É o médico que dá o laudo, o policial que vende o boletim de ocorrência e é o advogado que entra com ação fraudulenta. E há um segundo momento, que são os grande prestadores de serviço para a Seguradora Líder, cujos proprietário tem relação de parentesco com a diretoria da empresa”, explica o promotor.

Para o delegado da Polícia Federal Marcelo Freitas, desde o começo, a Seguradora Líder foi concebida para justificar uma grande fraude.

“Desde a sua concepção, ela foi efetivada para poder justificar uma grande fraude. Que só se justifica por uma engenharia criminosa de que quanto maior o caos, mais eu arrecado e mais dinheiro eu divido”, afirma o delegado.

Já o promotor Paulo Márcio ainda sugere que os cidadãos que pagaram o DPVAT nos últimos anos e se sintam lesados, procurem o ressarcimento por meio de ações judiciais.

“Cada um agora busque o ressarcimento desses valores absurdos que foram roubados do cidadão, para usar uma expressão muito popular. Que foram tirados da população no molde de um imposto, de um seguro obrigatório, que é um imposto que é patrocinado pela população brasileira. A gente tá conclamando a população a exigir de volta essa diferença”, declara.

Par eles, a solução do problema só começa com a extinção da Seguradora Líder.

Veja os principais trechos da entrevista feita em uma parceria do AutoPapo com a Rádio 98FM:

[TRANSCRIÇÃO]

PAULO LEITE: Um certo jornalista de automóveis, chamado Boris Feldman, uma pessoa que é uma alma inquieta, observando os destinos do DPVAT, um seguro que é obrigatório… Tem alguma coisa nebulosa por trás dessa história. Essas nuvens chamaram a atenção de Boris Feldman.

BORIS FELDMAN: Você falou em nuvens… Nuvens negras, pesadas e carregadas foi o que eu descobri. E muito mais gente poderosa está interessada nisso. Mas teve gente poderosa também procurando destrinchar esse mistério.

ANTONÉLIO SOUZA: Estamos recebendo o promotor do Ministério Público Paulo Márcio e também o delegado da Polícia Federal Marcelo Freitas

PAULO MÁRCIO: As estimativas do Ministério Público e da Polícia Federal, que são muito modestas aliás, dão conta que pelo menos 20% desse bolo é desviado para esses grupos que estão no entorno da Seguradora Líder. Alguma coisa superior a R$ 1 bilhão saem dos cofres da seguradora e entram no bolso particular. Nós dividimos essa fraude em dois momentos: há o momento do sujeito que está aqui embaixo na ponta. É o médico que dá o laudo, o policial que vende o boletim de ocorrência, que é o advogado que entra com ação fraudulenta. E há um segundo momento que está na ponta, que são os grande prestadores de serviço para a Seguradora Líder, cujos proprietário tem relação de parentesco com a diretoria da empresa

BORIS FELDMAN: A maracutaia se fazia basicamente, como eles falaram, na ponta – pessoal tentando fraudar a Líder – e a quadrilha instalada na Líder, já fraudando as verbas que entravam. Mas por que esse dinheiro, toda essa verba é canalizada para uma única seguradora?

MARCELO FREITAS: Desde a sua concepção, ela foi efetivada para poder justificar uma grande fraude. Que só se justifica por uma engenharia criminosa de que quanto maior o caos, mais eu arrecado e mais dinheiro eu divido.

BORIS FELDMAN: Nós, os cidadãos, contribuintes, não temos o dinheiro de pleitear a devolução do que nós pagamos, baseado nesse resultado do próprio Tribunal de Contas?

PAULO MÁRCIO: É lógico que tem, e o MP está estimulando as pessoas que façam isso. Cada um agora busque o ressarcimento desses valores absurdos que foram roubados do cidadão, para usar uma expressão muito popular. Que foram tirados da população no molde de um imposto, de um seguro obrigatório, que é um imposto que é patrocinado pela população brasileira. A gente tá conclamando a população a exigir de volta essa diferença

MARCELO FREITAS: Nenhuma seguradora em qualquer país civilizado do mundo ia aceitar o que ocorre no brasil

PAULO MÁRCIO: Ela quer transparecer para a sociedade como a grande benfeitora dos males sociais. “olha cidadão, você machucou e eu vou te pagar”. O dinheiro não cai do céu. Ele não nasce de árvore. Ele é tomado de alguém. Nesse caso aqui, através de imposto

MARCELO FREITAS: O dono desse dinheiro, quem realmente administra esses valores, ou seja, a casa de R$ 9 bilhões, são exatamente os grandes bancos, os grandes grupos econômicos. Que repassam a Líder um percentual relativamente baixo, e pega esse mesmo valor, e joga no mercado e cobra novamente do cidadão por um percentual muito maior

PAULO LEITE: Eles estão aplicando dinheiro público?! Porque isso é dinheiro público! E aí, o sistema financeiro se alimenta do dinheiro público para auferir lucros emprestando esse mesmo dinheiro

MARCELO FREITAS: Exatamente isso!

PAULO MÁRCIO: Em resumo, o cidadão é que banca esses valores que os bancos jogam no mercado para nos emprestar a juros exorbitantes, 4%, 5% ao mês, e remunera a Líder a menos de 2%. Então é uma outra grande jogada que tem por trás disso aí.

PAULO MÁRCIO: Defendemos uma medida simples. Simples e eficiente. A Seguradora Líder deve ser extinta imediatamente. E decrete a extinção da Seguradora Líder pela sua inutilidade. Que arrecada o dinheiro e gasta da forma como ela quer gastar, sem qualquer fiscalização, sem qualquer espécie de controle.

MARCELO FREITAS: Imagine agora se 80 milhões de proprietários de veículos automotores resolverem pleitear no Poder Judiciário as respectivas indenizações em razão daquilo que fora pago indevidamente. Não há judiciário que dÊ conta de toda essa situação. Não há sociedade brasileira que consiga suportar tamanho ônus. A nossa ideia é cada um possa escolher livremente a sua seguradora, obviamente atendendo as regras de mercado.

BORIS FELDMAN: O nosso dever, como jornalista, é sempre ouvir as duas partes. Eu, ontem, fiz um convite ao presidente da Líder Seguradora para repetirmos essa sessão, num futuro breve, num curto prazo, para que ele explique, ele justifique o que está ocorrendo e qual é a necessidade da seguradora Líder.

SAIBA MAIS SOBRE O ESQUEMA:

Descoberta das fraudes na Líder fez o DPVAT diminuir

36 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • EU SOU 5 de junho de 2018

    MIGUEL disse em 03/03/2018, matéria escrita por AMADOR, eu não acredito que foi um amador, imagina então se fosse profissional, A líder seguros é desse jeito porque é um seguro privado, privatizaram uma empresa de receita líquida e certa, assim está acontecendo com diversas empresas no BRASIL, por governos bandidos e com a desculpa de fraudes no dpvat diminuíram o prêmio anual do dpvat automóvel era mais de R$ 100,00 em 2015 hoje é menos de R$ 50,00 vocês sabem disso e quem paga o pato somos nós o Fundo Nacional da Saúde fica com apenas 50% o Detran 5% e resto fica com a corja para pagar os acidentados envolvidos com veículos automotores e isso com muita dificuldade. Vamos tornar o depvat novamente uma empresa pública e ficar 100 % com o governo federal daí podemos pagar R$ 100,00 até mais e salvar o nosso falido SUS que dizem que tá com um déficit bem grande, parece que vão querer privatizar também o SUS, só falta essa

  • Maria Isabel Domiciano 14 de março de 2018

    Temos que tomar cuidado qdo o acidentado ,ou parentes que acompanham,pq o hospital faz a gente assinar um documento,é esse documento vc que assinou está dando poderes ao hospital para receber esse seguro,ente pessoal tomem cuidado ao dar entrada em hospitais, após ter sofrido um acidente, não assinem nada.

  • paulo e f diehl 12 de março de 2018

    sugiro que o ministério público ajuíze ação coletiva na justiça em nome dos segurados para o imediato pagto. das indenizações pendentes e ressarcimento dos valores cobrados a mais dos proprietários de veículos automotores, no meu caso já pago em duplicata, pois tenho seguro particular

  • Adriana 5 de março de 2018

    Pelos diversos comentários que eu li, esse seguro DPVT só serve para caso de óbito né. Acidentes pelo que li, o povo tá lascado. Meu marido veio a óbito em um acidente em 2012 de moto , contratei um advogado, ele cumpriu com todas as exigências e na época era 17.000,00 de direito que eu tinha e pagaram sem muito sacrifício.
    Já vi que para receber, alguém tem que morrer.
    Lamentável.

  • Denilson 5 de março de 2018

    Dia 25 de fevereiro de.2016 sofrir um acidente de moto quebrei a clavícula. dei entrada no dpvt,a perícia negou o meu direito. Entrei com ação judicial ganhei 1.800. Mais até hoje eu não recebi. Se alguém pode mim ajudar eu agradeço e guias são os procedimentos quer eu devo fazer. Obrigado.

  • José Mauro dos Santos 5 de março de 2018

    Si é de direito receber em caso de acidentes porqe acionar advogado si é um direito adquirido

  • Marly 5 de março de 2018

    Sempre paguei em dia até q minha filha sofreu um acidente ficou dois meses de cama toda machucada tendao do tornozelo esquerdo do pé arrebentado. E não conseguiu receber nada

  • Mara LIDIA Roberto Vieira 5 de março de 2018

    Fui atropelada em outubro de 2016 não recebi nem um comprimido. Fiquei com a conta e acho que sumiram com os originais das contas. isso é um roubo

  • Édson 5 de março de 2018

    Eu não recebi meu Seguro,arquivaram queria saber se posso recorrer

  • Maria Célia canônico franco 5 de março de 2018

    Meu filho sofreu um acidente de moto,, e nunca recebemos esse Dpvt. Motivo pq não pagaram, Meu filho trabalha em uma firma e pagam plano de saúde. Disseram que foi para um hospital particular. Moro em Araraquara, Meu filho ficou 5meses tomando remédio e sem poder trabalhar com lindas na mão e na clavícula. Um absurdo vc é obrigado a pagar essa merdas e qdo precisa não recebe um tostao

  • Ezequiel de Jesus Aprígio 5 de março de 2018

    Minha esposa foi atropelada ligaram para ela disendo que ela tinha direito a receber enviou os documento que pediram dai diseram que ia depositar em uma conta pedida por eles e enviaram uma acuputurista para fazer algumas sessões e diceram que ia depositar o dinheiro mas veio a carta dizendo que o dinheiro tava na conta .ela foi sacar apareceu que ja tinham sacado o dinheiro um dia antes. Não sei como mas algo me diz que o gerente do banco está envolvido nas robalheiras da seguradora pois como sacou o dinheiro primeiro que a dona da conta

  • Lindomar 5 de março de 2018

    Parte da gente desse País é podre e faz que esse Brasil tão lindo se torne um lugar nojento. Cansado dessa corja de ladrões e bandidos. Vontade de vomitar e dar o fora daqui. Já tentei esperar para alguma mudança, mas, vou morrer e não verei essa gente tomar vergonha.

  • Divanilton 5 de março de 2018

    Esse DPVAT é uma vergonha,sofrir um acidente de moto em 2005, e nunca recebir o DPVAT, até o juiz negou o meu direito de receber a minha indenização.

  • Liduina Nobre 4 de março de 2018

    Afinal devo pagar ou não o seguro DPVAT?
    Já temos certeza que em caso de acidente não se recebe seguro nenhum.

  • Pedro Rocha 4 de março de 2018

    Existe alguma margem de dúvidas em relação a Líder, e uma fachada, esse dinheiro vai para o bolso dos ladrões políticos que usam artifícios pra cada vez mais roubar.
    Brasil não tem mais jeito.

  • Danúbio Fernando Andrade Marques 4 de março de 2018

    Quebrei meu cotovelo e antebraço direito, já tem dois anos e até hoje nada de eu receber o DPVAT tanto o administrativo como o jurídico…
    Isso que pago documentos do meu veiculo todos os anos…

  • Danúbio Fernando Andrade Marques 4 de março de 2018

    Quebrei meu cotovelo e antebraço direito, já tem dois anos e até agora nada de eu receber o DPVAT
    Isso que pago documentos do meu veiculo todos os anos…

  • Luiz Guimarães Neto 4 de março de 2018

    Nos Estados Unidos você é obrigado a ter seguro contra terceiro no seu carro (qualquer seguradora é válida, desde que esteje em dia).

    Se for seguro total tb é válido.

    Cabos mudar esse sistema de seguro.

    O conaceito é: se você provoca um acidente, seu seguro paga e não deixa o outro no prejuízo.
    O seu carro você ver como faz… se for seguro total.. tudo bem. Se for som6contra terceiro… você conserta ou não… O problema fica para o dono do veículo.

    A escolha da seguradora é livre… O dono do veículo é obrigado a comprovar que seu seguro está em dia.

  • Nildete 4 de março de 2018

    Saindo de Praia Grande SP fui parada com o meu marido com 70 anos, com enfizema pulmonar indo para SP passar no médico pelo guarda no posto de fiscalização. Tudo certo com IPVA mas ao pagar a ultima parcela esquecemos do DPVAT, o carro foi apreendido, ficamos a pé na rodovia meio dia sol escaldante, peguei uma perua voltando para P.Grande esquecemos a maleta de medicamentos que ficou na perua e por sorte nos devolveram por um motoboy com urgencia pois meu marido precisava dos medicamentos e inalador. Deixei meu marido no imovel de PG e fui de onibus para SP poupa tempo Santo Amaro pagar o DPVAT mais multas, mais taxas diarias para retirar o carro, mais guincho que levou o carro para o pátio da Imigrantes.Enquanto isto um vizinho levou meu marido ao PS de Mongaguá. Voltei no dia seguinte com o carro para prosseguir viagem. Por pouco meu marido ficou vivo. Tudo por causa do DPVAT , por um esquecimento. Isto foi desumano demais.Nunca esqueci aquele dia e sempre que passo por lá vejo muitos carros parados por diversos motivos mas o meu caso foi muito cruel.

    • Carlos 5 de março de 2018

      Processe. Isto é inconstitucional. O veículo NÃO pode ser retido como forma de obrigar o cidadão a pagar o débito. Isto é LEI

  • Marcos Antonio 3 de março de 2018

    EU MINHA SOGRA MULHER E 2 FILHOS SOFREMOS ACIDENTE SAIU EM VÁRIAS MÍDIAS DEMOS ENTRADA NESSE TAL SE GURO MAS ELES IMPUSERAM TANTO TANTAS EXIGÊNCIAS Q NÃO TINHA CABIMENTO DAÍ A MOÇA Q TRABALHA NO CORREIO FALOU Q NINGUÉM CONSEGUE RECEBER ACHO Q SÃO BILHÕES DESPEJADOS PARA A TUCABALHADA

    • MARCOS ANTONIO SANTOS DE OLIVEIRA 3 de março de 2018

      TUCANALHADA AGENTE NÃO CONSEGUE NEM VISUALIZAR O Q TÁ ESCREVENDO Q *

      EDITADO

  • Jorge Luiz 3 de março de 2018

    O que precisa urgentemente ê acabar com seguradora LIDER, pois ela tem impedido o proposito do seguro DPVAT que é amparar as vitimas de acidente de transito. É simples é só voltar como era ou seja cada Seguradora cuida da regularização da indenização.

  • Miguel 3 de março de 2018

    Matéria. Escrita por amador.

  • andre luis dos santos 3 de março de 2018

    quebrei plato tipial e meu tornocelo me pagaram so pela perna quebrada nao pagaram gasto medico perderam os meus documento q eu envie para so gasto e nao me pagaram corretamente fiquei com deficiencia no tornocelo eai estou pagando um coisa mais nao tem retorno correto

  • Marcio Montouro 3 de março de 2018

    Entao vamos ver o que o ministerio publico resolve…ou se vai se acovardar…claro que nao e preciso cada um correr atras…tem que ser jurisprudencia…se e dinheiro roubado da populacao….o tribunal de contas tem obrigacao moral e constitucional de devolver a cada cidadao…falta de carater e hombridade desses vermes miseraveis que usam os governos sujos para nos lesarem…

  • Wander Guimarães Motta 3 de março de 2018

    Sofrí um acidente em 99. Fiquei 9 meses de cama e nunca recebi nada. Obs: meu carro estava todo em dia.

    • Ivan carlos Rocha Reis 4 de março de 2018

      Eu tbm perdi o joelho direito com caminhão na Dutra, meu caso foi 100% é só recebi duas parcelas de 4 mil e poucos e o certo era 13 mil e poucos.

  • Romildo Leal 3 de março de 2018

    Pode apurar direito que por trás está alguns políticos e para livrar a cara deles põe a culpa em um partido qualquer…se possível dá oposição.

  • Assis Nede Monteiro 3 de março de 2018

    Alguém índica um Advogado especialista nesta área?

  • Mauro Oliveira 3 de março de 2018

    Torço para que isso aconteça. ..muitos já ficaram ricos enganando os outros. ….

  • Cleonice Verus Da Silva 3 de março de 2018

    Só pode ser uma fraude mesmo, pq eu fraturei meu pé em um acidente de trânsito, entrei com o processo duas vezes e foi negado! Acho um absurdo pois paguei tenho direito em receber. ….Pois vou entrar com processo judicial agora quero ver bando de ladrões. …

  • Paulo 3 de março de 2018

    Pois é ao vender o carro, deveria ser resgatado desde que o dono não teve nenhum acidente….mas nessa hora ninguém vê nada

  • Dilce lima 3 de março de 2018

    Meu marido sofreu um acidente teve uma fratura na perna .passou seis meses sem andar e essa líder enganou ele .já fez dois anos e nunca recebeu nada de seguro.

  • Jorge Luiz de marins 2 de março de 2018

    pior que o DPV é porque só o rio de janeiro que tem que fazer vistoria .pagamos o imposto e os outros estados não tem esta obrigatoriedade o delegado e o ministro publico deveria por isto em pauta isto e um sistema para fazer dinheiro em leilão com património alheios

  • Paulo 2 de março de 2018

    Não acabam com a líder porque não querem.sera o este dinheiro financia? Tão fácil advinhar. P o l i t i c a.

Deixe um comentário