AutoPapo revela detalhes inéditos dos planos da FCA para o Brasil

Fiat focará em novo segmento; entre as novidades, Jeep Compass terá nível 2 de automação, Firefly turbo chegará a 170 cv e nova Strada será lançada

Por Boris Feldman26/06/18 às 19h20

A imprensa noticiou as informações de Antonio Filosa, o presidente da FCA (Fiat Chrysler Automobiles), durante entrevista para a imprensa na segunda-feira, dia 25.

Filosa disse que a FCA terá 25 lançamentos no Brasil até 2022, entre novidades e modificações de estilo e mecânica de modelos atuais. Quinze da marca Fiat, 10 da Jeep/RAM. O investimento total nas três linhas será de R$ 14 bilhões. O AutoPapo traz mais informações sobre esses planos.

Os detalhes não revelados por Filosa

1. Novas versões

Na linha Fiat, até o final de 2019, a Toro passa a oferecer um novo modelo, a Ranch Luxo. O Mobi Easy virá equipado com ar-condicionado custando apenas R$ 34 mil. Cronos e Argo vão ganhar uma versão esportiva: apertando-se a tecla Sport, muda-se a configuração do motor para que o carro ganhe desempenho. Duas novidades na linha Mobi: a versão aventureira poderá também ser “extreme” e uma nova opção, o Mobi Sport. E o Argo 1.8 passa a oferecer o câmbio automático numa versão mais barata.

Mobi de entrada está entre os planos da FCA
Mobi terá versão de entrada com ar-condicionado por R$ 34 mil (Foto Fiat | Divulgação)

2.  Mini-SUV, ‘Renegade da Fiat’, Firefly turbo de 170 cv e nova Strada

Para os anos 2020 a 2022, a Fiat terá oito novos produtos: três UVs (Utility Vehicle) de diferentes tamanhos. O primeiro (mini) para concorrer com o Renault Kwid. O segundo (compacto) na faixa do Renegade/HR-V e o maior será um “familiar” para sete ocupantes.

Na linha de picapes, novas Strada, Fiorino e Toro. Face-lift também no Argo e Cronos.

Em termos de motorização, a família Firefly (1.0 e 1.3) vai ganhar turbina para alcançar 130 e 170 cv de potência.

Firefly turbo será lançado pela FCA
Firefly turbo terá configuração de até 170 cv (Fiat | Divulgação)

3. Compass autônomo

A linha Jeep também será contemplada e sua grande novidade, além dos importados, será a fabricação de um novo SUV premium, entre o Compass e o Grand Cherokee, na fábrica de Goiana. “Face-lifts” previstos para Renegade e Compass nos próximos dois anos, mas também, até 2022, duas novas gerações para ambos.

Os modelos Jeep estarão alinhados com todas as novidades tecnológicas mundiais e o modelo Compass produzido no Brasil terá automação do nivel 2, ou seja, capaz de acelerar, frear e mudar de faixa sem interferência do motorista. A linha terá grandes telas centrais de multimidia no painel, serão conectados à internet e sistema de radio-satélite.

Em termos de motorização, os modelos Jeep serão equipados, até 2022, com dois novos motores, um a gasolina e outro diesel.

Primeiro facelift do Renegade já foi apresentado na Itália (Foto Jeep | Divulgação)

4. Picape RAM

A marca RAM (da FCA, dedicada a picapes) vai também ganhar espaço no mercado brasileiro, com a importação do México e EUA, além de uma picape produzida localmente, com capacidade para 1.000 kg (“metric ton”) que poderá ser a RAM 1500.

Filosa destacou também os investimentos da FCA na modernização de fábricas e produtos em todo o mundo. Que a Fiat terá como foco os Utility Vehicles (UV), com muito estilo, espaço interno e com tração simples. “Eles devem ser lindos e modernos, como smartphones sobre rodas”, disse o executivo. A linha Jeep continuará com os SUVs (Sport Utility Vehicles, sempre com tração nas quatro rodas).

A fábrica de Goiana, segundo ele, é a mais moderna do grupo FCA no mundo. E a de Betim está sendo modernizada com o mesmo objetivo. As duas oferecem capacidade total de 1,25 milhão de unidades anuais.

As picapes que fazem a cabeça dos norte-americanos; nova RAM 1500 é apresentada em Detroit

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário