[Impressões] EcoSport 2020 pode rodar com pneu furado e até rasgado

SUV compacto da Ford perde estepe na tampa da porta-malas e passa a vir equipado com pneus Run Flat; apenas versão Titanium tem a novidade

Por Paulo Eduardo01/02/19 às 14h30
De Tatuí (SP)

A Ford lançou o EcoSport 2020. A principal novidade da linha é a versão Titanium que perdeu o estepe pendurado na tampa traseira. Para isso, a marca norte-americana teve que adotar pneus do tipo Run Flat, já que o acanhado porta-malas do SUV compacto não tem espaço para o estepe.

Run flat é o pneu capaz de rodar furado por alguns quilômetros, evitando que o motorista tenha que trocá-lo até chegar ao borracheiro. Para o EcoSport, quem desenvolveu o pneu Run Flat foi a Michelin. E tanto faz se ele está furado ou rasgado. Em qualquer dessas condições, o pneu Run Flat que equipa o SUV da Ford percorre até 80 quilômetros a uma velocidade máxima de 80 km/h.

Ford EcoSport 2020 Titanium é equipado com pneu Run Flat
Ford EcoSport 2020 Titanium é equipado com pneu Run Flat

Tanto faz se o corte ou rasgo estiver na lateral ou na banda de rodagem. Assim, acaba o drama de trocar pneu na rua em condições adversas do clima, chuva ou sol escaldante, e de segurança, que atualmente é um dos problemas gravíssimos no Brasil, principalmente se a operação for à noite. O Run Flat é mais resistente a furos e rasgos por causa dos reforços na estrutura. A roda também é ligeiramente diferente na parte interna do aro.

Não só a adoção do novos pneus e a tampa sem estepe na traseira são novidades o EcoSport Titanium 2020. A versão abandonou o motor 2.0 de 176 cv (agora restrita a top de linha Storm) e passou a ser equipada com o 1.5 de 137 cv. O câmbio continua o automático de seis marchas.

Veja também: a Mercedes teve problemas com Run Flat no Brasil… E fez uma gambiarra para resolver!

O preço da versão é alto: R$103.890. E tem como itens de série teto solar elétrico, sete airbags, sistema de monitoramento de ponto cego e tráfego cruzado, painel “soft touch”, bancos de couro ecológico, sensor de presença para acesso inteligente e partida sem chave, central multimídia SYNC 3 com tela de 8”, luzes diurnas de LED, sensor de chuva e rodas de liga leve de 17”.

Como é dirigir com o Run Flat furado?

Inicialmente, percorremos cerca de 100 quilômetros no asfalto entre a cidade de Porto Feliz, São Paulo, com os pneus Run Flat inflados na pressão recomendada, até o campo de provas da Ford em Tatuí, (SP). O rodar é um pouco mais áspero do que um pneu convencional. As imperfeições do asfalto são transmitidas sem exagero para dentro do carro. É sutil, mas perceptível.

Na pista de testes, rodamos com o pneu sem pressão e não fosse o indicador no quadro de instrumentos seria difícil perceber que havia algo errado, pois o comportamento dinâmico permanece praticamente inalterado. Na prova de slalom – na qual o carro passa por cones enfileirados para simular situação extrema de desvio -, percebe-se ligeira alteração no comportamento dinâmico. Controle de estabilidade entra em ação para manter a trajetória. Em seguida, rodagem com um pneu traseiro furado propositalmente. Situação idêntica à do pneu sem pressão.

Por fim, rodagem com os pneus traseiros furados. Nessa condição, o controle de estabilidade atua firmemente para manter a trajetória do carro, diminuindo drasticamente a velocidade de 80 km/h iniciais para terminar a prova de slalon a 50 km/h. Afinal, trata-se de situação extrema, mas suscetível de ocorrer nas inúmeras crateras de ruas e estradas nacionais.

Pneu Run Flat furado propositalmente
Pneu Run Flat furado propositalmente (Foto Paulo Eduardo | AutoPapo)

Quanto custa o Run Flat?

A maravilha dos sonhos de qualquer motorista custa 36% a mais do que um pneu convencional. O Run Flat que equipa o EcoSport tem perfil baixo na medida 205/50 R17. Custa R$ 899 na rede de concessionárias da Ford. O pneu é também vendido nas lojas Michelin. O kit selante, obrigatório pela resolução 540 de janeiro de 2017 do Conselho Nacional de Trânsito  (Contran) custa R$ 266 também na rede Ford.

Data de 1998 a resolução 14/98 do órgão de trânsito regulamentando o Run Flat. A resolução 540 torna obrigatória além do kit reparo, o indicador de pressão (TPMS) no quadro de instrumentos do carro. Se o pneu furado ou rasgado for reparado com o selante a autonomia de rodagem aumenta para 200 quilômetros.

O pneu que pode rodar furado ou rasgado tem o mesmo sistema de reparação do pneu convencional e é mais resistente a corte. Fabricante recomenda uma única reparação assim com os pneus convencionais, segundo Marcelo Capella, gerente técnico dos pneus de passeio e caminhonete da Michelin na América do Sul.

Para ser equipado com o Run Flat, houve alterações nas molas da suspensão traseira do EcoSport e calibração do sistema antivibração da direção. O Run Flat da Michelin equipa veículos que rodam na África e na Índia, onde as condições do piso se assemelham às nossas. Tal qual o pneu sem câmera, o Run Flat agora tende a se tornar corriqueiro e pode ser fabricado em medidas idênticas às de um pneu convencional e em rodas com aros de quaisquer medidas.

Outras versões do EcoSport 2020

A versão de entrada a SE, com motor 1.5, já vem equipada com controle eletrônico de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, sistema de proteção anticapotamento, rodas de liga leve de 15” e central multimídia SYNC 2.5 com tela sensível ao toque de 7 polegadas. Seu preço é R$78.990 com transmissão manual e R$84.990 com a automática.

O Ford EcoSport FreeStyle, com motor 1.5 acrescenta itens como ar-condicionado automático e digital, câmera e sensor de ré, bancos em couro ecológico e tecido e rodas de liga leve de 16”, por R$85.890 na versão manual e R$91.890 na automática.

O EcoSport Storm é o único da nova linha equipado com motor 2.0 e tração 4WD, além de transmissão automática. Ele agrega capa de estepe rígida personalizada, teto solar elétrico e outros equipamentos da versão Titanium, por R$108.390.

Fotos Ford | Divulgação

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário